Posts com a Tag : Piores Momentos

Semana #11: os melhores piores momentos

Já estamos na semana 11.  Passou rápido, não é? A essa altura já sabemos quem é quem na NFL (embora não precisássemos chegar até aqui pra lembrar que Jay Cutler não presta), e as brigas já estão definidas – lembrando que a temporada da NFL antecede aquilo que realmente importa: o Draft.

Sem mais enrolações, vamos ao que importa: o piores momentos da semana 11, a última com times de folga!

1 – Fuck It I’m Going Deep Fan Club

A cada semana, mais jogadores (até mesmo de outras posições!) se juntam a SEITA criada por ele, Rex Grossman.

1.1 – Jared Goff 

Ainda ocupa um lugar especial em nossos corações, mesmo tendo lançado em cobertura tripla.

1.2 – Brett Hundley

O homem que destruiu os sonhos do dono do site.

1.3 – Dak Precott 

Porque, toda rodada, alguém nos lembra do conceito conhecido como “PUNT COM O BRAÇO”.

1.4 – Travis Kelce

Uma participação mais que especial. “TEs não são interceptados!”, ele deve ter pensado. Aham, fera. vai nessa.

2 – Imagens que trazem PAZ

2.1 – Este cidadão

A desgraça que é trabalhar para a franquia Chicago Bears. Força, Cairo! 

2.2 – Joe Flacco

A culpa provavelmente foi do Center. Mas o que vale é a narrativa.

2.3 – A defesa dos Saints

Sabe quando você manda aquele All Out Blitz e ainda marca para a defesa ir contra a corrida no Madden (paga nois, EA Sports)? Então…

2.4 – Delanie Walker

Mike Tirico chegou a gritar “TOUCHDOWN“. Errou, pois duvidou da capacidade do ser humano de ser imbecil.

2.5 – O guerreiro #30 de Dallas

Retardado, imbecil, idiota, feio, bobo.

2.6 – O guerreiro #16 de Oakland 

Quase caiu no chão e resolveu descontar no coleguinha. Note como ele dá passos serelepes em direção ao jogador dos Patriots.

2.7 – Connor Barth

Entenda aqui porque Cairo Santos é o novo kicker do Chicago Bears. (Assista com áudio)

2.8 – Este cidadão 

Temos certeza que não é assim que as crianças aprendem a bloquear nas Pee Wee Leagues.

2.9 – Tahir Whitehead

2.10 – Os idiotas do STs de Atlanta

Qualquer kickoff que acaba com o time que chutou pode demitir 11 homens por justa causa.

2.11 – Os idiotas do STs de Seattle

A culpa provavelmente é do técnico que chamou essa merda, mas vamos culpar quem executou mesmo.

3 – A semana do Quarterback 

A cada jogo um desgraçado diferente na posição mais importante do jogo.

3.1 – Brett Hundley

Hundley já teve uma de suas peripécias mostrada acima, mas ele merece ser citado novamente. A falta de perspectiva que o “jogador” dá ao seu time é desanimadora e, segundo relatos de nossa equipe no Lambeau Field, torcedores diziam coisas como “Desculpe, essa é a coisa mais triste que mais vi em um campo de football.” Porém, um alívio: o apito final, e um grito de “HUNDLEY, YOU SUCK!”, que foi acompanhado por uma meia dúzia.

Crack.

3.2 – Marcus Mariota

O queridinho de muitos torcedores que se apoiam em seus stats na redzone, mas nunca viram Mariota com um jogo memorável contra um time de verdade. A verdade é que Marcus é hoje um QB bom, mas as pessoas esperam que ele seja mais. A atuação desastrosa contra os Steelers mostrou que ele ainda precisa evoluir muito se quiser mudar de prateleira. Inclusive quem viu a Análise Tática da Semana pôde acompanhar uma de suas interceptações sendo ESMIUÇADA.

Um dos meus analistas de football preferidos é o Kevin Clark. Para os próximos dois QBs, vou usar as palavras dele como minhas.

3.3 – Jay Cutler

“Quando o RedZone corta pro Jay Cutler em uma terceira descida longa no campo de defesa, o potencial de retorno é bem baixo.”

“O maior truque de Jay Cutler foi convencer o Miami Dolphins que ele tinha deixado a aposentadoria.”

3.4 – Nathan Peterman

“Nathan Peterman é um personagem fictício inventado por uma propaganda de Tyrod Taylor.”

“Nathan Peterman é o primeiro jogador na história dos esportes cuja simples existência é forma de motivação para o time adversário.”

4 – Prêmio Dez Bryant da Semana

Sabe quando seu time precisa que a estrela brilhe, afinal é um momento importante? Dez Bryant sabe, mas ele não consegue brilhar nesses momentos. O Prêmio Dez Bryant da Semana premia o jogador de nome que some durante a partida e/ou em um momento decisivo dela. E, dessa vez, o vencedor do prêmio veste as mesmas cores que Dez.

Podem falar de qualquer ausência, mas Prescott teve um jogo ruim, horrível, o que acabou me custando uma vitória no Fantasy. Acabou a paz em Dallas.

5 – Nosso lance preferido da semana

Como você pôde ver acima, a disputa foi bem acirrada. Mas uma quase-Pick Six de Brock Osweiler, encerrada por um auto-fumble acabou levando o prêmio.

Você pode nos ajudar a fazer essa coluna semanalmente! Viu algo de horrível que acha que deve ser destacado? Mande para o nosso Twitter que com certeza vamos considerar!

Semana #10: os melhores piores momentos

Em uma realidade desconexa em que o Los Angeles Rams e o Jacksonville Jaguars possuem times de respeito, e o New Orleans Saints tem uma defesa, já estamos na semana 10 e a única conclusão que chegamos é que não entendemos nada de futebol americano (e não cansamos de usar esse comentário batido pra introduzir aproximadamente 87% dos textos do site).

Então vamos logo ao que interessa.

1 – Fuck It, I’m Going Deep Fan Club 

Se você entende inglês, a imagem já é auto-explicativa. Se não entende, as imagens abaixo te mostrarão do que se trata o fã clube que mais cresce no Brasil.

1.1 – Ben Roethlisberger 

Como o jogo era contra os Colts, Big Ben deve ter pensado “dá nada pá nóis”. E então, na segunda jogada do jogo, ele viu que seria fácil, mas nem tanto.

1.2 – Blake Bortles 

Existem motivos para a nossa promoção da temporada ser essa. Este é um deles.

1.3 – Ryan Fitzpatrick versus Josh McCown

Deixemos as imagens falarem por si só.

2 – Chaz Green, ou “acredite em seus sonhos”

Tyron Smith é um dos melhores Left Tackles da liga, e com uma lesão na virilha, era de se esperar que o Dallas Cowboys sentiria falta dele.

Seu substituto, Chaz Green, provavelmente é um sócio-torcedor que venceu a promoção de poder entrar em campo pelo seu time do coração. Deu certo (para os Falcons).

 

Repare que o que Adrian Clayborn faz nas jogadas é basicamente a mesma coisa: correr na direção de Dak Prescott. Ainda descontentes com a situação, os Cowboys colocaram um substituto à altura: Byron Bell. Clayborn não precisou mudar sua estratégia para conseguir o sack, o sexto (!!!) dele no jogo.

3 – Decisões questionáveis

Tão questionáveis quanto aquelas que você toma na sua vida.

3.1 – John Fox

Imagine se você desafiasse uma jogada na esperança de conseguir um touchdown, mas acabasse recebendo um turnover em troca. Qual seria a sua reação? A de John Fox foi essa:

3.2 – Hue Jackson

O relógio, a distância, o tempo de jogo, a situação, tudo mostrava que a jogada certa a se fazer era qualquer uma, menos a que foi escolhida.

4 – Imagens que trazem PAZ

4.1 – Antonio Brown e a secundária dos Colts

Os defensores bateram cabeça. Aparentemente isso atrapalhou Antonio Brown, que deixou a bola passar entre suas mãos. Talvez tenha sido apenas um belo gesto de fair play. Nunca saberemos.

4.2 – Brock Osweiler

Temos certeza que ele enxerga como um QB de NFL deveria?

4.3 – Los Angeles Chargers of Carson by the way of San Diego, California 

Infelizmente não temos como colocar os últimos 4 minutos de tempo regulamentar daquele jogo por aqui. Mas você pode assistir sem medo. O jogo nos rendeu sequências como esta:

5 – Prêmio Dez Bryant da Semana

Nenhum jogador nos chamou atenção essa semana a ponto de ser digno de merecer o prêmio. Triste, porém verdade.

Você pode nos ajudar a fazer essa coluna semanalmente! Viu algo de horrível que acha que deve ser destacado? Mande para o nosso Twitter que com certeza vamos considerar!

Semana #7: os melhores piores momentos

A NFL segue se mostrando cada vez mais estranha. Os jogos de quinta-feira estão sendo os mais divertidos, Joe “Iron Man” Thomas (conversou conosco, nunca esqueceremos) se machucou e o Piores Momentos da Semana voltou a sair na terça-feira. Agora que já cumprimos o requisito do editor de sempre introduzir os textos com algo, vamos ao que interessa:

1 – Defesas passando vergonha

Miami Dolphins e Indianapolis Colts. Quem diria.

1.1 – Miami Dolphins

A cabeça até doeu contando quantos defensores perderam o tackle. Paramos em 73.

1.2 – Indianapolis Colts

“O time está mal por que Andrew Luck não joga”, disse o iludido torcedor.

2 – O pior onside kick da história

Alguém avise o rapaz que a bola só precisa viajar 10 jardas. E é ideal também que ela suba.

3 – Kelvin Benjamin 

Você sabe o que é awareness? Entenda o significado da palavra ao ver um exemplo de um rapaz que não o tem. Aparentemente Kelvin Benjamin ficou paralisado por ter feito uma boa jogada (não mostramos ela de propósito – ele não merece). Ainda bem que o juiz estava lá para ajudá-lo.

Preste atenção no relógio e no momento do jogo.

4 – Jeff Heath, verdadeiro herói americano

Quando Dan Bailey se machucou, o Safety Jeff Heath assumiu os kickoffs Extra Points dos Cowboys, e o resultado vai te surpreender. Infelizmente ele não teve a oportunidade de chutar um Field Goal de 47 jardas para se consagrar ainda mais.

5 – Imagens que trazem PAZ

Até hoje não sabemos pAra quem.

5.1 – Trabalhe pra NFL, eles disseram. Vai ser divertido, eles disseram.

A sensibilidade de Mike Evans é comovente. Ele se preocupa apenas em mostrar que pegou a bola.

Strike

5.2 – Khalil Mack

Especialista em fazer os outros passarem vergonha.

5.3 – Ainda sobre verdadeiros heróis nacionais

Repare como o nosso ídolo sequer derruba o copo.

5.4 – Le’Veon Bell 

Nosso amigo @oQuarterback disse tudo.

6 – Jimmy Graham 

Não gostamos dele e não escondemos de ninguém (ver: http://picksix.com.br/podcast-4-uma-colecao-de-asneiras-iv/). Deixaremos as imagens falarem por si só.

6.1 

6.2 

7 – A saga de um torcedor dos Colts

Estragar um carregador. Atropelar o seu celular. Lançar o seu celular no campo. E essa nem é a pior parte. Acompanhe esse emocionante relato de um sofredor.

8 – Prêmio Dez Bryant da Semana

O prêmio que premia o jogador de nome que, quando você mais precisa dele, desaparece. Lembre-se disso quando pensar em criticar a escolha da semana.

TY Hilton. Sempre evito colocar WRs aqui sem que eles recebam muitos targets – é o caso de TY. Mas depois de duas semanas com jogos medíocres (menos de 50 jardas no total), ele se tornou um forte candidato. Então ele resolveu botar a culpa de sua ineficiência na linha ofensiva. Assim levou o Troféu Dez Bryant para casa. Parabéns!

Foda certas situs.

Você pode nos ajudar a fazer essa coluna semanalmente! Viu algo de horrível que acha que deve ser destacado? Mande para o nosso Twitter que com certeza vamos considerar!