Posts com a Tag : Cairo Santos

Entre o presente e o futuro

Ao contrário da visão que muitos veículos da mídia especializada brasileira passam, o Kansas City Chiefs é muito mais que apenas o seu kicker tupiniquim Cairo Santos. Claro, Cairo tem um importante papel como embaixador do esporte no país e é uma atração à parte para nós brasileiros. Mas os Chiefs não são só Santos, muito pelo contrário: o time tem sido um dos mais interessantes de se assistir na NFL – ao menos durante a temporada regular. E a própria NFL concorda: KC jogará seis jogos de horário nobre em 2017 – mais que qualquer outro time da liga.

O hype em torno dos Chiefs pode ser atribuído ao desempenho nas últimas duas temporadas: em 2015 a equipe emplacou uma sequência de 10 vitórias consecutivas nos últimos 10 jogos, saindo de uma campanha 1-5 para 11-5 e chegando até o Divisional Round dos playoffs, onde foi derrotada pelo New England Patriots. Já em 2016, a segunda posição na classificação da AFC garantiu acesso direto à mesma rodada do Divisional, dessa vez em casa. A vantagem de jogar diante da torcida mais barulhenta do mundo não se fez valer, e os Chiefs acabaram apanhando do Pittsburgh Steelers, em derrota muito doída pela torcida.

Confie seu futuro nas mãos deste ser.

Recomeço

E é dessa derrota que partimos para explicar o ano de 2017 em Kansas City. Após mais uma eliminação nos playoffs, a percepção ao redor da liga – e dentro da franquia – era de que o time comandado por Alex Smith dava conta da temporada regular, mas não tinha forças para vencer em janeiro. Pensando nisso, os Chiefs subiram no último Draft para escolher o QB Patrick Mahomes.

Mahomes é um prospecto notadamente cru, que ainda não tem todos os conhecimentos para jogar na NFL devido ao sistema de jogo em que estava inserido na faculdade. Porém, o talento, o braço e a promessa estão lá, e acredita-se que em pelo menos um ano ele estará pronto para ser titular; de qualquer forma Alex Smith ainda está lá para segurar a posição enquanto Patrick não está pronto.

No papel, a ideia é excelente – concordamos que Alex Smith não vai te levar muito longe nem que ele compre uma companhia aérea chinesa -, mas talvez o elenco dos Chiefs não consiga esperar o desenvolvimento de Mahomes para atuar com ele. Especialmente na defesa, alguns veteranos (óbvio) estão cada vez mais velhos, e não podemos cravar que manterão o desempenho de outros tempos.

O lado bom

Derrick Johnson e Tamba Hali já estão organizando os papéis da aposentadoria; e Justin Houston, que após anos estelares, não foi o mesmo depois da lesão que sofreu em 2015. Recuperado, Houston talvez retome o auge da sua forma, mas não seria surpresa se, após mais uma temporada decepcionante, ele sequer esteja no roster em 2018. A ascensão de Dee Ford pode ajudar nessas posições, mas, se você fez a matemática, ela não bate: são três jogadores em baixa contra um em alta.

Além disso, Dontari Poe, que era uma força no meio da linha defensiva, já não está mais na cidade. Para o seu lugar chega Bennie Logan, e podemos acreditar que não haverá uma perda de qualidade, pois Chris Jones, que se destacou como calouro, está mais experiente em seu segundo ano na liga. E, para piorar, caso o front 7 mostre uma notável regressão, é importante lembrar que KC não tem a escolha de primeira rodada do ano que vem, visto que ela foi utilizada em troca para selecionar Patrick Mahomes.

A secundária, por sua vez, será o ponto forte do grupo: Eric Berry é capaz de ganhar jogos que já estejam perdidos, e Marcus Peters já se consolidou como um dos principais Cornerbacks da NFL. Fecham o grupo o Safety Ron Parker e o CB Steven Nelson.

A verdadeira esperança.

Um grande tristeza

No ataque, pouca coisa muda. O esquema do bom técnico Andy Reid será mantido, assim como o péssimo trabalho controlando o relógio ao final das partidas. Já Alex Smith será aquele QB que não estraga tudo, mas é incapaz de lançar a bola por mais de 15 jardas – mesmo que ele tenha um recebedor livre na 3rd and 17.

A linha ofensiva, que em 2016 não comprometeu, mas também não encheu os olhos, será a mesma (lesões à parte, como sempre): os Chiefs não perderão nenhum jogo porque a OL não conseguiu jogar, e isso já pode ser considerada um vitória em uma liga onde jogam Indianapolis Colts, Minnesota Vikings e Seattle Seahawks.

Já na posição de RB, Jamaal Charles deixa o departamento médico da equipe, mas Charcandrick West e Spencer Ware, que já se mostraram confiáveis, seguem no elenco. Além deles, Kareem Hunt, que chegou no draft com expectativas em torno de seu nome, e CJ Spiller, completam o versátil grupo, que ainda deve contar com algumas jogadas de Tyreek Hill.

Hill, por sua vez, adquire a posição de WR1, que ficou vaga após a saída de Jeremy Maclin pela porta dos fundos. Os outros WRs dos Chiefs são desconhecidos pelo fã-médio do esporte, então não vale nem a pena citá-los. Travis Kelce, por outro lado, é bastante conhecido e, quando Rob Gronkowski não está em campo (aproximadamente 63% do tempo, de acordo com estatísticas oficiais), é considerado por muitos o melhor TE da NFL.

Normalmente não apontamos para os Special Teams das equipes ao fazer nossas previsões, mas em Kansas City a história é um pouco diferente. Tyreek Hill anotou dois TDs em retorno de Punts e um retornando Kickoffs. Cairo Santos, com exceção de um início de carreira errante, não decepciona quando é chamado. Logo, os ST dão aos Chiefs uma dimensão que muitas equipes da liga não sonham.

Palpite: Podemos ir junto com a corrente e falar que os Chiefs terão mais um bom ano, mas a verdade é que o cenário está desenhado para uma catástrofe. A torcida já não aguenta mais Alex Smith e, após uma atuação questionável em uma derrota no Primetime, sua cabeça estará em jogo. Ele sucumbirá a pressão e, eventualmente, perderá a posição para um Patrick Mahomes despreparado. Jogando em uma divisão complicada como a AFC West, o time ficará de fora dos playoffs e Alex Smith irá levar sua mediocridade para outra franquia em 2018. Vocês viram aqui primeiro.

Top Pick Six #5: os 15 melhores Ks da NFL

Excepcionalmente na sexta-feira (culpem a aposentadoria de Tony Romo), apresentamos os melhores Ks da NFL! Nos mesmos moldes da lista que fizemos com os WRs, TEs, CBs e  LBs, ao todo 8 pessoas selecionaram seus 15 melhores Ks entrando na temporada de 2017. Não é uma lista que contém os 15 melhores do ano passado. Não é uma lista contendo os 15 melhores para o futuro da franquia. É uma lista com os 15 melhores, jogadores essenciais e que podem fazer a diferença para seus times já na próxima temporada – desconsiderando o draft, claro.

Para confecção do ranking, cada um selecionou 15 jogadores. Se o jogador estava na posição 1, lhe atribuí 1 ponto. Na posição 2, 2 pontos, e assim sucessivamente. Se o jogador não apareceu na sua lista, atribuí 16 pontos. O jogador com menos pontos, em média, (soma dos valores dividido por 8) ficou em primeiro lugar, e assim por diante. É possível verificar as somas na tabela ao final desta coluna.

Participaram da formulação do ranking:

Integrantes do Pick Six: Cadu, Digo, Ivo, Murilo e Xermi.

Duas pessoas referência na internet quando o assunto é NFL e que, diferente de nós, realmente sabem o que falam sobre football: Felipe, do @oQuarterback e Vitor, do @tmwarning.

– E um leitor convidado!

Embaixo dos nomes dos jogadores, colocamos a ordem que cada um de nós classificou este jogador. Caso ele não esteja no top 15 de alguém, um traço está no lugar. A ordem é Xermi, Digo, Cadu, Murilo, Ivo, Felipe, Vitor e Marcos.

Vamos ao que interessa! 

15° Chris Boswell

– | – | – | – | – | 9 | – | 4

Time: Pittsburgh Steelers

Idade: 26 anos

Draft: 2014, Undrafted

College: Rice

Career Stats:

Field goals made: 50

Field goals attempted: 57

Field goal %: 87.7

Field goal long: 51

Boswell abre nosso ranking, mas temos um empate na posição 15, entre ele e  Ryan Succop. O kicker dos Steelers é um excelente chutador, mas subaproveitado em seu time, visto que Mike Tomlin, HC da equipe, é notoriamente conhecido por ir pra conversão de 2 pontos em diversas situações (mesmo aquelas em que o time não precisa).

“Tomlin, sou seu fã, no Madden só faço isso também”, CORDEIRO, Lucas, 2017.

15° Ryan Succop

11 | – | – | – | – | 6 | 15 | 13

Time: Tennessee Titans

Idade: 30 anos

Draft: 2009 / Round: 7 / Pick: 256

College: South Carolina

Career Stats:

Field goals: 168

Field goals attempted: 203

Field goal %: 82.8

Career long FG: 54

Touchbacks: 239

Succop não é um kicker fenomenal, mas faz sim um bom trabalho, até por isso está empregado desde 2009. Saiu dos Chiefs e hoje comanda o kicking team dos Titans. Curiosamente, é um dos poucos atletas desse ranking que foi draftado, inclusive foi o Mr. Irrelevant (nome dado a última pick dos drafts) em 2009.

TOP PICK SIX 1: OS 15 MELHORES WRs DA NFL

13° Graham Gano

15 | 10 | 9 | 12 | – | 14 | 14 | –

Time: Carolina Panthers

Idade: 29 anos

Draft: 2009, Undrafted

College: Florida State

Career Stats:

Field goals: 153

Field goals attempted: 192

Field goal %: 80%

Longest field goal: 59

Touchbacks: 262

O fato é que Gano já teve dias melhores na NFL, ano passado mesmo ele sofreu bastante com sua accuracy. Mesmo assim sua presença nos rankings é justa, já que é um atleta consistente e que deve voltar a sua melhor forma em 2017.

12° Brandon McManus

12 | – | 12 | – | – | 5 | – | 12

Time: Denver Broncos

Idade: 25 anos

Draft: 2013, Undrafted

Career Stats:

FG Made: 68

FG attempted: 82

FG %: 82.9%

Longest FG: 57

Touchbacks: 170

Mais um atleta que não foi draftado, McManus assumiu a vaga de Matt Prater nos Broncos na hora certa: foi campeão do SB 50. Ainda é muito cedo para dizer que será um dos melhores kickers da NFL, mas se continuar jogando em Denver, lugar que favorece os atletas da posição por ter ar rarefeito, é algo a ser considerado.

TOP PICK SIX #2: OS 15 MELHORES CBs DA NFL

11° Steven Hauschka

– | 15 | 10 | – | 4 | – | 12 | 15

Time: Buffalo Bills

Idade: 31 anos

Draft: 2008, Undrafted

College: NC State

Career Stats:

Field goals: 191

FG attempts: 219

Field goal %: 87.2

Long FG: 58

Touchbacks: 266

Hauschka teve excelentes temporadas com os Seahawks, tendo uma das melhores porcentagens de acerto de chutes até então. Porém, sua mudança para Buffalo, que não tem um time tão forte, pode prejudicar suas estatísticas e levar a uma queda de produção em 2017.  

10° Caleb Sturgis

10 | 12 | – | 10 | – | – | 4 | 11

Time: Philadelphia Eagles

Idade: 27 anos

Draft: 2013 / Round: 5 / Pick: 166

College: Florida

Career Stats:

Field goals: 108

Field goals attempt: 134

Field goal %: 80.6

Longest field goal: 56 yards

Touchbacks: 144

Sturgis tem melhorado a cada ano. Jogando nos Eagles, que deve voltar com um ataque ainda melhor em 2017 – evolução de Wentz, boa dupla de WRs em Jeffery e Smith – Sturgis deve ter um dos melhores anos de sua carreira.

Peça desculpas pra ele, Digo!

09° Sebastian Janikowski

8 | 9 | 15 | 9 | 10 | 10 | 10 | 14

Time: Oakland Raiders

Idade: 39 anos

Draft: 2000 / Round: 1 / Pick: 17

College: Florida State

Career Stats:

Field goals: 414

Field goals attempts: 515

Field goal %: 80.4

Long field goal: 63

Touchbacks: 401

“Seabass”, como é conhecido, nasceu na Polônia e é um dos poucos estrangeiros a jogar na NFL. Ele é também o único desse ranking draftado no primeiro round (WTF Raiders?). Em todo caso, sua perna potente lhe garantiu um FG de 63 jardas em sua carreira, um dos mais longos da história. Já beirando os 40, ainda tem gás no tanque para mais duas ou três temporadas.

TOP PICK SIX #3: OS 15 MELHORES TEs DA NFL

08° Mason Crosby

6 | 11 | 8 | 6 | 11 | – | – | 3

Time: Green Bay Packers

Idade: 32 anos

Draft: 2007 / Round: 6 / Pick: 193

College: Colorado

Career Stats:

Field goals: 262

Field goal attempts: 326

Field goals %: 80.4

Longest field goal: 58

Crosby tem sido um atleta extremamente regular desde que iniciou sua carreira na NFL. Atuando pelos Packers, conquistou um título e decidiu vários jogos, inclusive ano passado quando acertou FG fundamental nos segundos finais do jogo entre GB e DAL nos playoffs. Inegavelmente, Crosby deve continuar performando em alto nível.

“Queria colocar em primeiro, mas evitaram que eu passasse essa vergonha”, GUSMÃO, Marcos, 2017.

07° Matt Prater

9 | 4 | 7 | 7 | 13 | 7 | 7 | 9

Time: Detroit Lions

Idade: 32 anos

Draft: 2006, Undrafted

College: UCF

Career Stats:

Field goals made: 216

Field goals attempted: 259

Field goal %: 83.3

Longest field goal: 64

Prater é dono do recorde de FG mais longo da história da NFL. Em 8 de Dezembro de 2013, em um jogo dos Broncos contra os Titans, em Denver, ele acertou o meio do Y de uma distância de 64 jardas. Após sua mudança de time, continuou performando em alto nível: hoje ele também detém o recorde de FG mais longo da história dos Lions (59 jardas).

06° Cairo Santos

5 | 3 | 6 | 8 | 8 | – | 8 | 6

Time: Kansas City Chiefs

Idade: 25 anos

Draft: 2014, Undrafted

College: Tulane

Career Stats:

Field goals made: 86

Field goal percentage: 84.3

Extra points made: 113/118

Extra point percentage: 95.8

Longest field goal: 54

Points: 371

Touchbacks: esquecemos de procurar.

Com porcentagem de acerto de 84,3%, ele tem sido um dos atletas mais importantes e decisivos do Chiefs nos últimos anos. O melhor é que ele só melhora: em novembro passado ele foi eleito para o AFC Special Teams Player of the Month, quando converteu todos os 11 FGs que tentou e os 5 extra points.

TOP PICK SIX #4: OS MELHORES LBs DA NFL

05° Adam Vinatieri

7 | 5 | 5 | 5 | 7 | 4 | 5 | 8

Time: Indianapolis Colts

Idade: 44 anos

Draft: 1996, Undrafted

College: South Dakota State

Career Stats:

Field goals: 530

Field goal attempts: 629

Field goal %: 84.3

Long field goal: 57

Points scored: 2,378

Touchbacks: muitos.

Este vovô parece não envelhecer. Aos 44 anos, Mr. Clutch continua jogando em alto nível. Não se espera nada menos de um cara que decidiu dois Super Bowls. E quando digo decidir, é decidir mesmo: último lance, precisando acertar o Y, o cara vai lá e faz. Enquanto estiver ativo na NFL, Vinatieri estará em qualquer top 10 de kickers, pouco importa se aos 44 ou aos 73 anos.

04° Matt Bryant

4 | 6 | 4 | 4 | 6 | 2 | 3 | 7

Time: Atlanta Falcons

Idade: 41 anos

Draft: 1999, Undrafted

College: Baylor

Career Stats:

Field goals made: 334

Field goals attempted: 390

Field goals %: 85.6

Longest field goal: 62

Touchbacks: vocês já entenderam que em determinado momento esquecemos deles e não vamos voltar procurar, certo?

Outro idoso, Bryant parece ter bebido da fonte da juventude ano passado, quando foi um dos melhores em sua posição. Claro, muito disso se deve ao fato de os Falcons terem tido o melhor ataque da competição. Bryant deve seguir pontuando e aproveitando as oportunidades.

03° Dan Bailey

3 | 7 | 2 | 2 | 2 | 3 | 6 | 5

Time: Dallas Cowboys

Idade: 29 anos

Draft: 2011, Undrafted

College: Oklahoma State

Career Stats:

Field goals made: 171

Field goals attempted: 191

Field goal %: 89.5

Longest field goal: 56

Vejam o percentual de acertos desse senhor e saberão porque ele abre o top 3. Bailey, de apenas 29 anos (idade baixa para kickers), deve dar ainda muitas alegrias ao torcedor dos Cowboys, ainda mais agora que o time parece ter se acertado com Prescott no comando. Jogando a maioria de seus jogos em um estádio fechado e sem vento, terá muitos poucos erros e deve ser um dos principais pontuadores de seu time em 2017.

02° Stephen Gostkowski

2 | 2 | 3 | 3 | 3 | 13 | 2 | 2

Time: New England Patriots

Idade: 33 anos

Draft: 2006 / Round: 4 / Pick: 118

College: Memphis

Career Stats:

Field Goals Made: 334

Field Goals Attempted: 381

Field Goals %: 87.6%

Field Goal Long: 57

Points scored: 1,457

Outro atleta muito bem visto e que merece a posição em que está nesse ranking é Gostkowski. O kicker dos Patriots tem alto percentual de acerto dos seus chutes, e tem aparecido na hora que seu time precisa. Ano passado ele teve sim uma queda de produção, o que pode ter afetado um ou outro voto, mas acreditamos em uma recuperação e boa temporada dele em 2017, jogando em um dos melhores times da NFL novamente.

Oi.

01° Justin Tucker

1 | 1 | 1 | 1 | 1 | 1 | 1 | 1

Time: Baltimore Ravens

Idade: 27 anos

Draft: 2012, Undrafted

College: Texas

Career Stats:

Field goals: 163

Field goal attempts: 182

Field goal %: 89.6

Longest field goal: 61

Touchbacks: 261

Justin Tucker simplesmente não erra FGs, independente da distância. Em um dos treinos do Pro Bowl ele acertou um FG de mais de 70 jardas! Ano passado ele errou apenas um dos 39 que tentou. E não foi nem um erro, o chute foi bloqueado. Teve a incrível porcentagem de 97,4% dos chutes convertidos, o que é beira o absurdo.

Algumas curiosidades do ranking:

– Justin Tucker é o único atleta de todos os rankings que fizemos até agora, que recebeu todos os votos para número 1.

– Tucker também é o único nesse ranking que está no top 3 e top 5 de todos os votantes.

– Este é o primeiro ranking que temos um empate em uma posição: Boswell e Succop em 15°.

– 7 jogadores são comuns aos 8 rankings: Tucker, Gostkowski, Bailey, Bryant, Vinatieri, Prater e Janikowski.

– Um total de 24 jogadores diferentes foram citados, veja na tabela final abaixo.

– O top 15 contempla 6 jogadores da NFC e 9 da AFC.

– Apenas um jogador foi escolha de primeiro round em seu draft: Janikowski.

– Esse é o recorde de jogadores não draftados em uma lista que fizemos: 10.

– 6 são campeões do Super Bowl: Tucker, Gostkowski, Vinatieri, Crosby, Haushcka e McManus.

– Cairo Santos é o jogador que aparece com maior diferença de posição entre dois rankings: é o 3° no ranking do Digo e não está no ranking do Felipe, total de 13 posições.

– Ficaram fora do top 15, em ordem: Robbie Gould (NYG), Greg Zuerlein (LAR), Wil Lutz (NO), Phil Dawson (AZ), Jason Myers (JAX), Dustin Hopkins (WAS), Nick Novak (NYJ), Dan Carpenter (FA), Nick Folk (NYJ).

– Todos os atletas citados são milionários (ou quase)!