Semana #11: os melhores piores momentos

21/nov/17


Já estamos na semana 11.  Passou rápido, não é? A essa altura já sabemos quem é quem na NFL (embora não precisássemos chegar até aqui pra lembrar que Jay Cutler não presta), e as brigas já estão definidas – lembrando que a temporada da NFL antecede aquilo que realmente importa: o Draft.

Sem mais enrolações, vamos ao que importa: o piores momentos da semana 11, a última com times de folga!

1 – Fuck It I’m Going Deep Fan Club

A cada semana, mais jogadores (até mesmo de outras posições!) se juntam a SEITA criada por ele, Rex Grossman.

1.1 – Jared Goff 

Ainda ocupa um lugar especial em nossos corações, mesmo tendo lançado em cobertura tripla.

1.2 – Brett Hundley

O homem que destruiu os sonhos do dono do site.

1.3 – Dak Precott 

Porque, toda rodada, alguém nos lembra do conceito conhecido como “PUNT COM O BRAÇO”.

1.4 – Travis Kelce

Uma participação mais que especial. “TEs não são interceptados!”, ele deve ter pensado. Aham, fera. vai nessa.

2 – Imagens que trazem PAZ

2.1 – Este cidadão

A desgraça que é trabalhar para a franquia Chicago Bears. Força, Cairo! 

2.2 – Joe Flacco

A culpa provavelmente foi do Center. Mas o que vale é a narrativa.

2.3 – A defesa dos Saints

Sabe quando você manda aquele All Out Blitz e ainda marca para a defesa ir contra a corrida no Madden (paga nois, EA Sports)? Então…

2.4 – Delanie Walker

Mike Tirico chegou a gritar “TOUCHDOWN“. Errou, pois duvidou da capacidade do ser humano de ser imbecil.

2.5 – O guerreiro #30 de Dallas

Retardado, imbecil, idiota, feio, bobo.

2.6 – O guerreiro #16 de Oakland 

Quase caiu no chão e resolveu descontar no coleguinha. Note como ele dá passos serelepes em direção ao jogador dos Patriots.

2.7 – Connor Barth

Entenda aqui porque Cairo Santos é o novo kicker do Chicago Bears. (Assista com áudio)

2.8 – Este cidadão 

Temos certeza que não é assim que as crianças aprendem a bloquear nas Pee Wee Leagues.

2.9 – Tahir Whitehead

2.10 – Os idiotas do STs de Atlanta

Qualquer kickoff que acaba com o time que chutou pode demitir 11 homens por justa causa.

2.11 – Os idiotas do STs de Seattle

A culpa provavelmente é do técnico que chamou essa merda, mas vamos culpar quem executou mesmo.

3 – A semana do Quarterback 

A cada jogo um desgraçado diferente na posição mais importante do jogo.

3.1 – Brett Hundley

Hundley já teve uma de suas peripécias mostrada acima, mas ele merece ser citado novamente. A falta de perspectiva que o “jogador” dá ao seu time é desanimadora e, segundo relatos de nossa equipe no Lambeau Field, torcedores diziam coisas como “Desculpe, essa é a coisa mais triste que mais vi em um campo de football.” Porém, um alívio: o apito final, e um grito de “HUNDLEY, YOU SUCK!”, que foi acompanhado por uma meia dúzia.

Crack.

3.2 – Marcus Mariota

O queridinho de muitos torcedores que se apoiam em seus stats na redzone, mas nunca viram Mariota com um jogo memorável contra um time de verdade. A verdade é que Marcus é hoje um QB bom, mas as pessoas esperam que ele seja mais. A atuação desastrosa contra os Steelers mostrou que ele ainda precisa evoluir muito se quiser mudar de prateleira. Inclusive quem viu a Análise Tática da Semana pôde acompanhar uma de suas interceptações sendo ESMIUÇADA.

Um dos meus analistas de football preferidos é o Kevin Clark. Para os próximos dois QBs, vou usar as palavras dele como minhas.

3.3 – Jay Cutler

“Quando o RedZone corta pro Jay Cutler em uma terceira descida longa no campo de defesa, o potencial de retorno é bem baixo.”

“O maior truque de Jay Cutler foi convencer o Miami Dolphins que ele tinha deixado a aposentadoria.”

3.4 – Nathan Peterman

“Nathan Peterman é um personagem fictício inventado por uma propaganda de Tyrod Taylor.”

“Nathan Peterman é o primeiro jogador na história dos esportes cuja simples existência é forma de motivação para o time adversário.”

4 – Prêmio Dez Bryant da Semana

Sabe quando seu time precisa que a estrela brilhe, afinal é um momento importante? Dez Bryant sabe, mas ele não consegue brilhar nesses momentos. O Prêmio Dez Bryant da Semana premia o jogador de nome que some durante a partida e/ou em um momento decisivo dela. E, dessa vez, o vencedor do prêmio veste as mesmas cores que Dez.

Podem falar de qualquer ausência, mas Prescott teve um jogo ruim, horrível, o que acabou me custando uma vitória no Fantasy. Acabou a paz em Dallas.

5 – Nosso lance preferido da semana

Como você pôde ver acima, a disputa foi bem acirrada. Mas uma quase-Pick Six de Brock Osweiler, encerrada por um auto-fumble acabou levando o prêmio.

Você pode nos ajudar a fazer essa coluna semanalmente! Viu algo de horrível que acha que deve ser destacado? Mande para o nosso Twitter que com certeza vamos considerar!

Tags: , , , , , , , ,

COMPARTILHE