Power Ranking: semanas #3 e #4

04/out/17


Alguns times nos enganaram nas duas primeiras semanas, mas tomamos as devidas providências para que não mais aconteça. Não estamos nem aí se a posição do seu time te desagrada. Lamentamos, mas é a realidade como ela é.

32 – New York Jets (0 / 2-2)

O record 2-2 é uma mera obra do acaso e o Jets ainda é o pior time da NFL. Não seremos enganados.

31 – Cleveland Browns (-1 / 0-4)

Esperávamos que a reconstrução trouxesse resultados mais rápidos, mas o ritmo das obras está um pouco lento, o que não é uma grande surpresa em se tratando de Cleveland Browns. 

30 – Indianapolis Colts (+1 / 1-3)

Sai Scott Tolzien. Entra Jacoby Brissett. É o suficiente para subir uma posição no ranking.

29 – San Francisco 49ers (0 / 0-4)

O time pelo menos está jogando com dignidade e dando sufoco nos adversários. Pena que dignidade não ganha jogos.

28 – Chicago Bears (0 / 1-3)

Após Mike Glennon fazer nossos olhos sangrarem no último TNF, está começando a era Mitchell (ele não gosta que o chamem de Mitch) Trubiski em Chicago.  

27 – Miami Dolphins (-11 / 1-2)

Foi um início promissor com a vitória contra o Chargers na primeira semana, mas depois o Dolphins e Jay Cutler mostraram o que verdadeiramente são: um lixo.

26 – New York Giants (-3 / 0-4)

Eu não aguento mais assistir Eli Manning entregar a bola para Paul Perkins perder três jardas. Eu simplesmente não aguento mais. Salvem o meu Giants.

Do tempo que o torcedor dos Giants podia sorrir.

25 –  Los Angeles Chargers (-7 / 0-4)

O Chargers é o único time da NFL que não tem vantagem por jogar em casa, já que não tem torcedores. Não tem vitórias também.

24 – Cincinnati Bengals (+2 / 1-3)

Deu trabalho ao Packers e atropelou o Browns. Não há motivos para empolgação, mas pelo menos a humilhação acabou.

23 – Jacksonville Jaguars (+1 / 2-2)

Queria entender a lógica de ganhar do Ravens, mas perder pro Jets. Ou ganhar do Texans, mas perder pro Titans. É difícil saber qual é o verdadeiro Jaguars.

22 – New Orleans Saints (+3 / 2-2)

Nos últimos dois jogos, a até então tenebrosa defesa do Saints tomou apenas 13 pontos. É pra aplaudir de pé.

21 – Arizona Cardinals (+1 / 2-2)

As vitórias contra Colts e 49ers dão um alento ao time que perdeu seu principal jogador, mas queremos ver vitórias contra times que são de fato times.

20 – Washington Redskins (0 / 2-2)

Kirk Cousins está jogando muito bem enquanto arruma as malas para ser o QB do San Francisco 49ers em 2018.

19 –  Tennessee Titans (-2 / 2-2)

Duas boas vitórias contra Jaguars e Seahawks pareciam o início da caminhada para a glória, mas aí o Titans tomou 57 pontos do Texans e ainda pode perder Marcus Mariota por alguns jogos.

18 – Baltimore Ravens (-10 / 2-2)

No primeiro Power Ranking foi dito que o Ravens tinha uma “defesa dominante e um ataque competente”. Fomos enganados.

17 – Houston Texans (+4 / 2-2)

Deshaun Watson talvez seja o jogador mais divertido de assistir até o momento. Resta saber se as atuações de gala vão durar.

16 – Minnesota Vikings (-7 / 2-2)

A contusão de Dalvin Cook trará consequências muito mais relevantes do que se pode imaginar. Além disso, o único QB com joelhos saudáveis no time é o terceiro reserva.

15 – Buffalo Bills (+12 / 3-1)

Desafio você, leitor, a encontrar alguém que tenha previsto um início de temporada 3-1 para o Bills, incluindo uma vitória em Atlanta. O time é bom, especialmente a defesa, mas talvez já tenha atingido seu auge.

O comandante da porra toda.

14 – Seattle Seahawks (+1 / 2-2)

Aos poucos, o time vai engrenando, mas é visível que não é mais o mesmo, tanto defensiva quanto ofensivamente.

13 – Dallas Cowboys (-3 / 2-2)

A derrota para o Rams em casa escancarou vários defeitos de um time que sempre pareceu ser um pouco overrated.

12 – Philadelphia Eagles (+2 / 3-1)

Um time regular que já venceu dois confrontos de divisão. Tem tudo para estar nos playoffs.

11 – Tampa Bay Buccaneers (0 / 2-1)

Com apenas três jogos na conta, o Bucs nem decepcionou nem surpreendeu. O verdadeiro teste será contra o New England Patriots.

10 – Los Angeles Rams (+9 / 3-1)

É hora de começar a levar esse time a sério, por mais surrealista que isso seja.

9 – Oakland Raiders (-6 / 2-2)

A derrota para o Washington Redskins foi bastante feia, mas o time ainda é bom quando todos estão saudáveis. Precisa começar a vencer jogos para sonhar com uma vaga de Wild Card, já que a divisão está parecendo cada vez mais inatingível.

8 – Carolina Panthers (+5 / 3-1)

A vitória em New England foi bastante convincente para um time que parecia estar vencendo aos trancos e barrancos. O problema é que Cam Newton não parece mais ser o mesmo.

7 – Detroit Lions (+5 / 3-1)

O record é 3-1, mas poderia facilmente ser 4-0, se Golden Tate não tivesse sido parado na linha de meia jarda contra o Falcons. A questão é se esse time é capaz de manter o nível até a semana 17.

6 – New England Patriots (-1 / 2-2)

A defesa do New England Patriots é a pior da NFL. A DEFESA DO NEW ENGLAND PATRIOTS É A PIOR DA NFL. Mas isso será corrigido, não se preocupem.

Confie no homem.

5 – Atlanta Falcons (-1 / 3-1)

O declínio em relação à temporada passada já era esperado. Uma derrota em casa para o Buffalo Bills não era esperada. O Falcons ainda é bom, mas não é mais o mesmo.

4 – Pittsburgh Steelers (+2 / 3-1)

Inexplicavelmente, o Steelers perdeu para o Bears de Mike Glennon, mas a recuperação veio com uma vitória tranquila em Baltimore. Não parece ter adversários na divisão e ainda não atingiu nem metade de seu potencial.

3 – Denver Broncos (-1 / 3-1)

O Broncos não teria perdido a posição 2 se não tivesse perdido para o Bills e quase tomado o empate do Raiders de EJ Manuel. De qualquer forma, o time parece ter se consolidado como a segunda força da divisão (e da conferência).

2 – Green Bay Packers (+4 / 3-1)

A defesa melhorou muito em relação à temporada passada e Aaron Rodgers continua sendo o melhor jogador da NFL (aceitem). Candidato sério a Super Bowl.

1- Kansas City Chiefs (0 / 4-0)

É o time mais completo e equilibrado da liga. Tem um ataque dinâmico e o melhor RB da liga no momento. A defesa parece que vai sobreviver sem Eric Berry. Além disso, tem um técnico que merece ganhar pelo menos um Super Bowl antes da aposentadoria. Esse é o ano de Andy Reid?

Kareem Hunt ainda trará a paz mundial.

Tags: , , , ,

COMPARTILHE