Power Ranking #9 – A eterna torcida para que estejamos errados

08/nov/16


Desta vez no dia certo, está no ar mais um Power Ranking, o único ranking que importa, uma coleção de verdade definitivas e absolutas.

Para esta semana, ousamos e decidimos eliminar um time da NFL para o bem da liga. Já a disputa pelas primeiras posições, infelizmente, segue sendo um martírio para as pessoas de bem fãs da bola oval!

Acreditem em mim: Baltimore Ravens (+8)

Te enganamos: Philadelphia Eagles (-6)

32 – University of Alabama (1 / 9-0)

Porque não consideramos mais o Cleveland Browns (0-8) um time profissional.

31 – San Francisco 49ers (0 / 1-8)

O time é muito ruim. Resta apenas torcer para que o Browns vença alguns jogos e o 49ers possa fazer cagada com a primeira escolha do draft.

30 – Jacksonville Jaguars (0 / 2-6)

Assistir Blake Bortles jogando pode acabar com a paixão pelo esporte. É muito triste.

29 – New York Jets (0 / 3-6)

Time ruim, propenso a turnovers e com problemas de disciplina e de relacionamento no vestiário: New York Jets 2016.

28 – Tampa Bay Buccaneers (-2 / 3-5)

Um time medíocre e faltoso, destruído por contusões, não pode nem sonhar em ficar mais alto.

27 – Chicago Bears (0 / 2-6)

Folga merecida para massagear o ego de Jay Cutler após a vitória contra o Vikings.

26 – Los Angeles Rams (-4 / 3-5)

Jeff Fischer é o mestre da mediocridade. 7-9 é o teto para o modorrento Rams.

25 – Tennessee Titans (-4 / 4-5)

Marcus Mariota é um bom QB e o ataque até funciona bem, mas são muitos turnovers.

24 – Miami Dolphins (+1 / 4-4)

Jay Ajayayayaiaiyay está jogando bem e o time parece ter encontrado um ritmo ofensivo, apesar de Ryan Tannehill. Obviamente, não será suficiente para que o time chegue em algum lugar.

Te amo, cara!

Te amo, cara!

23 – New Orleans Saints (0 / 4-4)

Fazer 41 pontos no 49ers não é nada mais que a obrigação. A defesa continua sofrendo.

22 – Carolina Panthers (-2 / 3-5)

O atual campeão da NFC não é mais o mesmo. O sofrimento para bater o sofrível Rams é o retrato de um time que não vai chegar a lugar nenhum.

21 – Indianapolis Colts (+7 / 4-5)

A vitória contra o Packers foi contundente e pode significar tempos melhores para Andrew Luck. É sempre importante lembrar que qualquer um pode vencer a AFC South.

20 – Arizona Cardinals (-3 / 3-4-1)

David Johnson é um monstro, mas não dá pra depender apenas dele. Carson Palmer e os recebedores terão que voltar da folga mais produtivos, mas não vemos muita esperança. O jogo contra o 49ers, na semana 10, porém, pode ajudar a colocar o time nos trilhos.

19 – Washington Redskins (-5 / 4-3-1)

Mesmo com a folga, caiu em nosso ranking porque estávamos (com saudades de Cousins) de mau humor.

18 – Cincinnati Bengals (0 / 3-4-1)

O time esteve em bye e a verdade é que ninguém realmente se importa com os Bengals.

17 – Buffalo Bills (-1 / 4-5)

O time chegou até a dar um sufoco no Seahawks fora de casa no MNF, mas foi só um sopro de esperança. Depois de uma boa sequência de vitórias, já são três derrotas seguidas e as chances de playoff estão indo ralo abaixo.

16 – Baltimore Ravens (+8 / 4-4)

Mesmo com o ataque não jogando bem, a defesa resolveu e o time lidera a AFC North. Mas a impressão que fica é que o time atingiu seu teto. E John Harbaugh é um Deus.

A serenidade no olhar de quem sabe que não chegara a lugar algum.

A serenidade no olhar de quem sabe que não chegara a lugar algum.

15 – Houston Texans (-3 / 5-3)

Brock Osweiler ainda é o QB em Houston. Isso já é suficiente para que o time perca algumas posições no ranking, mesmo na semana de folga. O fundo do poço é o limite.

14 – Philadelphia Eagles (-6 / 4-4)

Carson Wentz finalmente começa a dar sinais de que ainda é um rookie. As duas interceptações ridículas no começo do jogo foram decisivas para que o Giants abrisse vantagem. Além disso, o Eagles não converteu duas 4th & 1 quando poderia ter chutado field goals. Os pontos fizeram falta.

13 – Detroit Lions (+2 / 5-4)

A vitória fora de casa contra o Vikings foi heroica e o time pode até sonhar em brigar por vaga nos playoffs.

12 – San Diego Chargers (+7 / 4-5)

Melvin Gordon e Philip Rivers estão jogando muito e, se o Chargers parar de perder jogos que deveria ganhar, pode até sonhar com algo maior. Pena que o time está na divisão mais difícil da NFL.

11 – Pittsburgh Steelers (0 / 4-4)

Há algo de errado no Steelers e logo a contusão de Big Ben não servirá mais como desculpa. Mas o talento está presente e no final deve vencer alguns jogos.

10 – Green Bay Packers (-1 / 4-4)

Perder para o Colts em casa é algo vergonhoso e desmoralizante, mas não temos coragem de colocar o time de Aaron Rodgers mais pra baixo. Lá no fundo ainda acreditamos.

9 – New York Giants (+4 / 5-3)

Apesar de tentar com todas as forças entregar o jogo para o Eagles, o Giants venceu e mostrou que voltou da semana de folga levemente melhor, pelo menos é nisso que quero acreditar.

8 – Minnesota Vikings (-2 / 5-3)

Depois do que aconteceu no jogo contra o Lions, a vontade é de colocar esse time lá pela posição 27, mais ou menos. Como somos pessoas SENSATAS e EQUILIBRADAS, não faremos isso. Mas é a última chance.

O substituto ideal para Samuel Bradford.

O substituto ideal para Samuel Bradford.

7 – Seattle Seahawks (+3 / 5-2-1)

A defesa chegou a ser envolvida pelo dinâmico ataque do Bills, mas o ataque finalmente jogou bem e mostrou que pode dar a volta por cima.

6 – Denver Broncos (-3 / 6-3)

A derrota para o Raiders acende o sinal de alerta em Denver. A defesa, que deveria carregar o time nas costas, cedeu 100 jardas e 3 TDs corridos para Latavius Murray. No ataque, a saudade de CJ Anderson aumenta a cada jogo e Trevor Siemian já é questionado.

5 – Kansas City Chiefs (-1 / 6-2)

De alguma forma, esse time medíocre do Chiefs tem seis vitórias na temporada. Porém teve que suar para ganhar do todo poderoso Jaguars, então cai uma posição no ranking.

4 – Atlanta Falcons (+1 / 6-3)

O melhor ataque da liga não teve dificuldades para destruir o fraco Bucs. Matt Ryan segue jogando muito bem e provavelmente vai disputar o prêmio de MVP com Tom Brady.

3 – Oakland Raiders (+4 / 7-2)

Mesmo que tenhamos certeza de que não vai ganhar, Derek Carr segue na corrida para o prêmio de MVP da temporada. A vitória sobre o Denver Broncos mostra que não há tarefa impossível para o ataque e que a defesa tem evoluído.

2 – Dallas Cowboys (0 / 7-1)

Ganhar do Cleveland Browns não é mérito nenhum, mas a lição de casa foi feita e Dallas segue no topo da NFC, para o desgosto das pessoas de bem.

1 – New England Patriots (0 / 7-1)

Tom Brady e Bill Bellichick passaram a semana de folga escrevendo cartinhas de apoio a Donald Trump. Resta saber se o karma dessa atitude desprezível será suficiente para tirar o time do topo do ranking nas próximas semanas. Spoiler: não será.

Tags: , , , , ,

COMPARTILHE