Power Ranking #4 – Um novo dono do paraíso e várias histórias sem importância

04/out/16


Bem amigos do Pick Six!

Chegamos ao fim da semana 4 e ¼ da temporada já se foi! Hora de mais um Power Ranking – o único ranking que importa, a classificação definitiva, uma infinidade de verdades imutáveis.

Temos um novo líder, enquanto o dono da última posição já entrou com processo de usucapião.

Confira:

Deu ruim: Carolina Panthers (-8)

Nem tudo está perdido: Atlanta Falcons e New Orleans Saints (+7)

 

32 – Cleveland Browns (0 / 0-4)

Cleveland mais uma vez chegou perto da vitória, mas após liderar o jogo por 20 a 17, cometeu três turnovers seguidos – está certo que o fumble de Duke Johnson, ele mesmo recuperou e os juízes inexplicavelmente deram a bola para Washington. Enfim, há coisas que só acontecem com o Browns.

31 – San Francisco 49ers (-1 / 1-3)

Os 49ers abriu 14 a 0 contra os Cowboys. Mas foi só. A partir daí o time desmoronou, cedeu 24 pontos e não conseguiu correr atrás. Seria Kaepernick a salvação do time dos comandados de Chip Kelly?

Spoiler: não.

30 – Detroit Lions (-3 / 1-3)

NÃO ANOTAMOS NENHUM TOUCHDOWN OFENSIVO CONTRA OS BEARS. NÃO ANOTAMOS NENHUM TOUCHDOWN OFENSIVO CONTRA OS BEARS. NÃO ANOTAMOS NENHUM TOUCHDOWN OFENSIVO CONTRA OS BEARS. NÃO ANOTAMOS NENHUM TOUCHDOWN OFENSIVO CONTRA OS BEARS.

O retrato da ineficiência.

O retrato da ineficiência.

29 – Tennessee Titans (-3/ 1-3)

Marcus Mariota foi MUITO mal contra a defesa de Houston sem Watt. Mas MUITO mal. O que preocupa mais ainda é o fato de ter sido o pior quarterback da liga nessas quatro primeiras semanas. O futuro parece sombrio.

28 – Miami Dolphins (-3 / 1-3)

Os únicos pontos da equipe foram anotados no primeiro quarto, em uma jogada que a defesa do Bengals simplesmente esqueceu de marcar Kenny Stills. Fora isso jogo corrido inexistente, linha ofensiva ridícula e secundária levando um passeio de AJ Green e Andy Dalton.

27 – Tampa Bay Buccaneers (-3 / 1-3)

Perder em casa para os Broncos já era esperado. Mas talvez na próxima vez que o jogo seja paralisado por causa do mau tempo seja melhor terminar a partida logo, já que o resultado final todos sabemos.

26 – Chicago Bears (+5 / 1-3)

Mesmo com muitos desfalques (e Bryan Hoyer como quarterback titular), os ursinhos conseguiram vencer os leõezinhos. Não que isso signifique muita coisa, mas pelo menos já sabemos que o time não terminará 0-16.

25 – San Diego Chargers (-2 / 1-3)

“Olha, esse é o time que estava ganhando por 13 pontos do New Orleans Saints no último período e conseguiu perder”.

24 – Indianapolis Colts (-5 / 1-3)

Quase deu. O time anotou apenas dois field goals nos três primeiros quartos da partida contra os Jaguars em Londres, mas acordou no último período, marcando 21 pontos. Porém não foi suficiente para vencer o gigante de Jacksonville. Agora os Colts recebem os Bears e, sim, vencerão (podem nos cobrar).

23 – Jacksonville Jaguars (+6 / 1-3)

Ela veio! Os Jaguars precisaram ir até Londres para conseguir a primeira vitória (de muitas que virão) da temporada. Após abrir 23 a 6 contra os Colts, Jacksonville deixou o adversário encostar, mas mesmo assim fez o que todo time grande faz: venceu! Que venham os playoffs!

22 – New York Jets (0 / 1-3)

Após lançar para 0 touchdowns e 6 interceptações na semana passada, Fitzpatrick conseguiu um touchdown e lançou para “apenas” três interceptações nesta semana. O Jets novamente perdeu, mas não podemos negar a evolução.

21 – New Orleans Saints (+7 / 1-3)

A defesa dos Saints fez o que está acostumada a fazer: um monte de cagadas. Mesmo assim forçaram um fumble no último período (o outro fumble não foi forçado pela defesa, Travis Benjamin simplesmente soltou a bola SOZINHO) e deixaram o ataque com chances de vencer o jogo. Com três touchdowns de John Kuhn (saudades Packers), o que ajudou exatamente nenhuma pessoa no fantasy, New Orleans virou um jogo praticamente perdido e conseguiu a sua primeira vitória do ano.

20 – Washington Redskins (+1 / 2-2)

Tudo bem que foi contra os Browns, mas Washington conseguiu estabelecer o jogo corrido, Jordan Reed apareceu e Kirk Cousins foi letal na redzone. Próximo domingo enfrentam os Ravens em Baltimore, em um confronto, digamos, um pouquinho mais difícil.

19 – New York Giants (-4 / 2-2)

O Giants continua em declínio após tomar um pau da melhor defesa do campeonato. Se não fosse engraçado, até teríamos pena de Eli Manning e dos chiliques de Odell. A secundária, devastada por lesões, sofreu nas mãos do menino de vidro, Sam Bradford. Agora viajam até Green Bay para enfrentar Aaron Rodgers e amiguinhos. Sabemos como essa história terminará.

18 – Arizona Cardinals (-5 /1-3)

Parecia replay: Carson Palmer machucado durante o jogo contra os Rams, Drew Stanton assume e vira o jogo! Mas não. Stanton conseguiu lançar duas interceptações no pouco tempo em que esteve em campo, postando um cômico rating de 6.8. Bom se acostumar com ele como quarterback, já que o time enfrenta os 49ers na quinta-feira – e como Carson Palmer provavelmente ainda não lembrará seu nome após a concussão sofrida, vamos de Stanton x Gabbert. Risadas garantidas.

Vocês sentirão saudades.

Vocês sentirão saudades.

17 – Kansas City Chiefs (-7 / 2-2)

Após brilhante atuação da defesa na semana passada, o desastre. Os Chiefs foram amassados pelos Steelers. Kansas City anotou seus primeiros pontos somente no último período, quando o jogo já estava muito decidido. Nada deu certo. Pelo menos agora tem a bye week para tentar juntar os cacos.

16 – Carolina Panthers (-8 / 1-3)

O que acontece com os Panthers? Os atuais campeões da NFC foram atropelados pelos Falcons. 48 pontos na cabeça e ainda perderam Cam Newton por concussão. Resta saber se a defesa voltará a ser pelo menos uma sombra do que foi ano passado – e se a lesão de Cam não é séria.

15 – Buffalo Bills (+5 / 2-2)

Ah era o 3º quarterback de New England e ele ainda estava machucado”. Mesmo assim, ir até Foxborough e limitar o ataque dos Patriots a zero pontos, é um grande feito. Mais uma tatuagem na conta do tio Rex (que, mantemos nossa palavra, será demitido nesta temporada).

14 – Houston Texans (+3 / 3-1)

Mesmo com Mariota muito mal, Houston teve dificuldades com o jogo corrido de Tennessee. Osweiller lançou duas interceptações e o time foi salvo pelo rookie Fuller, que retornou um punt para touchdown, desempatando a partida e dando a vitória ao time texano.

13 – Los Angeles Rams (+5 / 3-1)

Cinco turnovers. A defesa dos Rams apareceu muito bem e um belo retorno de punt de Tavon Austin deixou o ataque em posição para virar a partida. Case Keenum – que não lançou nenhuma interceptação – conseguiu lançar seu segundo touchdown na partida nos minutos finais, dando a vitória e deixando o time de Los Angeles na liderança da NFC West.

12 – Baltimore Ravens (-6 / 3-1)

A grande queda em nosso ranking ocorre mais pelo fato de que outras equipes foram muito bem. Baltimore perdeu para os Raiders em casa, mas ainda divide a liderança da AFC North com os Steelers. O ataque apareceu somente no último período – contra a pior defesa da NFL, o que foi insuficiente para sair com a vitória.

11 – Cincinnati Bengals (+3 / 2-2)

Tirando o apagão nos primeiros minutos de jogo, a defesa foi perfeita. Tomou conta da fraca linha ofensiva de Miami e pressionou Tannehill o jogo inteiro. No ataque, AJ Green e Andy Dalton estavam em sintonia, apesar das dificuldades em conversões de 3rd downs no campo do adversário, o que resultou em muitos field goals e só um touchdown. Mas não esqueçamos: eram apenas os Dolphins.

10 – Dallas Cowboys (+1 / 3-1)

Os Cowboys começaram mal contra os 49ers em Santa Clara e no 2º período estavam perdendo por 14 a 0. Mas aí os rookies Prescott e Elliot tomaram conta do jogo, viraram a partida, enquanto a defesa segurou San Francisco em um field goal pelo resto do jogo. Dak continua cuidando muito bem da bola (zicamos), e chegamos à conclusão de que Romo não precisa voltar nunca mais (zicamos novamente).

9 – Atlanta Falcons (+7 / 3-1)

Quem queimou a língua? Sim, nós mesmos! Afirmamos semana passada que os Falcons não conseguiriam repetir as boas atuações ofensivas contra uma boa defesa e. eles PASSARAM O TRATOR no Panthers. Julio Jones recebeu para TREZENTAS jardas, Matt Ryan (nunca criticamos) lançou para mais de QUINHENTAS e o ataque anotou 48 pontos. Quando isso acontece, a defesa nem precisa entrar em campo. Vitória do melhor ataque da NFL.

8 – Oakland Raiders (+4 / 3-1)

Foram até Baltimore enfrentar os Ravens invictos e saíram com a vitória. Carr passou para quatro touchdowns (três deles para Crabtree) e os Raiders seguraram os donos da casa no finalzinho para vencer a partida. Será que veremos Oakland nos playoffs?

7 – Seattle Seahawks (0 / 3-1)

Russel Wilson, mesmo machucado, deu conta do recado contra os Jets. Mesmo com o joelho torcido, o quarterback – que é conhecido pela sua mobilidade em campo – ficou mais no pocket e lançou para três touchdowns e mais de 300 jardas. O ponto alto da partida foi o safety Earl Thomas, que falou no microfone do juiz, para todo o estádio ouvir “His hand was going forward!”, em reclamação ao fumble de Ryan Fitzpatrick, que resultou em um touchdown para o Jets.

6 – Pittsburgh Steelers (+3 / 3-1)

Foi um passeio em Pittsburgh. Big Ben lançou para CINCO touchdowns contra os Chiefs e os Steelers não deram a menor chance ao adversário desde os primeiros minutos de jogo. Le’Veon Bell voltou de suspensão e correu para 144 jardas, enquanto o melhor wide receiver da NFL, Antonio Brown, recebeu dois touchdowns. Big Ben MVP da temporada até o momento (o que na verdade, não vale nada).

5 – Green Bay Packers (0 / 2-1)

Rodgers e amiguinhos descansaram durante a bye week.

4 – Philadelphia Eagles (0 / 3-0)

Wentz e companhia limitada descansaram durante a bye week.

3 – New England Patriots (-2 / 3-1)

Finalmente os Patriots caíram. Precisou seu terceiro quarterback jogar machucado para isso acontecer, mas mesmo assim, não anotar nenhum ponto em casa contra os Bills é imperdoável. Quem acharia que New England estaria com três vitória e uma derrota (e que essa derrota fosse em casa, contra Buffalo) quando Brady voltasse? Nem o próprio Belichick. Convenhamos: o saldo é positivo!

2 – Minnesota Vikings (+1 / 4-0)

Bradford continua cuidando MUITO bem da bola e a defesa está voando. Claro que por ser o Vikings é muito provável que alguma cagada aconteça (ou várias) até o final da temporada. Mas sim: empolgou!

Toda serenidade do melhor QB da liga.

Toda serenidade do melhor QB da liga.

1 – Denver Broncos (+1 / 4-0)

Atual campeão, invicto, troca de quarterback e continua vencendo. Paxton Lynch entrou bem no lugar de Siemian (machucado) contra o pobre Bucs. A defesa terá um bom teste semana que vem contra Atlanta, melhor ataque da NFL até aqui – mesmo assim, o bom senso nos manda não duvidar de Von Miller e companhia.

 

Tags: , , , , ,

COMPARTILHE