Power Ranking #16 – O fim se aproxima (seja lá o que isto queira dizer)

27/dez/16


Bem amigos do Pick Six, hora do penúltimo Power Ranking da temporada, repleto de verdades absolutas e, cada vez mais, definitivas – óbvio, afinal, o ano está acabando.

Nas últimas colocações, desta vez, optamos por exaltar o esforço apesar da nítida ruindade; acreditamos que a dignidade merece ser louvada. Já nas primeiras posições, segue a dança solitária entre nomes já conhecidos. Confira:

Doce ilusão: Arizona Cardinals (+7)

Triste realidade: Buffalo Bills (-5)

32 – New York Jets (4-11 / -3)

A mágica de FITZMAGIC se transformou em vodu: nos três jogos em que ele foi “forçado” a começar no banco, por alguma peripécia do destino, ele acabou entrando e lançando 10 ou mais passes. Agora, para encerrar sua fracassada temporada com a famosa CHAVE DE BOSTA, New York iniciará sua última partida com a personificação de seu fracasso atrás de uma OL indigna. Seja o que Deus quiser.

31 – Los Angeles Rams (4-11 / -3)

Chegamos a profetizar que o futuro com Jared Goff não seria pior do que a realidade era até então com Case Keenum. A verdade, porém, é que Goff está 0-6 desde que se tornou titular – e apenas Manziel, em 2014, teve uma temporada de novato com uma sequência de partidas sem vitórias semelhantes desde… 1995. O futuro talvez não seja tão animador.

30 – Cleveland Browns (1-14/ +2)

É hora de assumirmos a verdade: Cleveland, no papel, é o pior time da NFL, mas ao menos possui resquícios de dignidade e luta, contra adversários e, sobretudo, contra suas próprias limitações. E mesmo com a vitória, as probabilidades de ter a primeira escolha do draft de 2017 para poder desperdiça-la subiram de 85% para 94%. Uma semana com uma vitória dupla, convenhamos!

29 – San Francisco 49ers (2-13 / +2)

San Francisco está 2-0 contra o Rams nesta temporada. E 0-13 contra o restante da NFL, o que por si só diz muita coisa. Agora resta saber se os torcedores irão lembra da ousada conversão de dois pontos de Colin Kaepernick como um grande momento em uma temporada horrorosa, ou como o lance que custou a primeira escolha do draft de 2017?

28 – Chicago Bears (3-12 / -1)

Falem o que quiserem sobre Jay Cristopher Cutler, mas ele nunca lançou ao menos três interceptações em três jogos consecutivos, tampouco teve dúzias de interceptações em drives seguidos. Cuidado com o que deseja: talvez o futuro com Matt Barkley não seja melhor que o passado com o menino Jay.

27 – Jacksonvile Jaguars (3-12 / +2)

Blake Bortles tem 11 partidas com mais de 300 jardas em sua carreira. Contra o Titans, porém, foi a primeira vez que o Jaguars venceu quando Bortles passou para mais de 300 jardas. Obviamente era uma partida que não valia absolutamente nada.

26 – San Diego Chargers (5-10 / -1)

O Chargers conseguiu ser o único time a perder para o Browns e isso já bastaria para justificar a tragédia que tem sido esta temporada. Talvez o problema seja a água de San Diego e a mudança seja a única solução – resta-nos encontrar explicações místicas, afinal culpar Mike McCoy seria muito óbvio.

25 – Buffalo Bills (7-8 / -5)

A notícia não tão ruim é que, novamente, o Bills terminará o ano com 50% de aproveitamento – ou alguém acredita que eles perderão para esse Jets combalido? Outra notícia não tão boa é, que para não correr o risco de uma lesão ativar o contrato milionário de Tyrod Taylor, seremos obrigados a ver EJ Manuel desfilar pela relva no próximo domingo. Já boas notícias, bem, o Bills aparentemente não trabalha com boas notícias, mas como previmos antes do início da temporada, Rex (e Rob) Ryan foi demitido antes do apagar das luzes.

24 – Carolina Panthers (6-9 / -1)

Cam Newton completou apenas 45,3% dos passes para um rating de 39 nos últimos seis jogos. Algo bem distante do desempenho de MVP que teve na temporada passada, o que nos leva a crer que violar o código de vestimenta talvez não tenha sido o maior de seus problemas neste ano.

23 – Cincinnati Bengals (5-9-1 / 0)             

Cincinnati perdeu sete FGs e seis XPs nesta temporada, totalizando 13 chutes desperdiçados, a maior marca da liga. O cenário, claro, voltou a se repetir no último final de semana. Aliás, e diferença entre pontos marcados e sofridos está em -7, o que indica que estes inúmeros erros podem ter feito toda a diferença. Agora resta apenas desperdiçar mais alguns chutes contra Baltimore na semana #17.

22 – Philadelphia Eagles (6-9 / +2)

Sempre lembraremos que este mesmo Eagles iniciou a temporada 3-0. Vale também lembrar que das 16 partidas na temporada, o Eagles terá enfrentado em 12 delas equipes com campanhas positivas. É um clássico caso onde o futuro parece não ser tão nebuloso – e, sim, Carson Wentz ainda será um dos grandes QBs da liga. Porém, às vezes, também fica a sensação que este futuro está demorando a chegar.

21 – Indianapolis Colts (7-8 / -4)

Pela segunda temporada consecutiva, o Colts está fora dos playoffs. Luck pode ter um talento inegável, mas é fato que ele não está conseguindo traduzir isto em vitórias – mas falaremos mais sobre isso em breve. O confronto final, diante do Jaguars, promete ser um duelo repleto de tédio e melancolia.

De novo: não foi desta vez.

20 – Minnesota Vikings (7-8 / 0)

O Vikings estão 2-8 desde a week #7. Naquela época, apenas 49ers, Rams, Browns e Jaguars tinham registros piores. Definitivamente não era o que eles esperavam quando gastaram sua escolha de primeira rodada no próximo draft para ter Sam Bradford (sim, pode rir: o Vikings gastou uma escolha de primeira rodada para ter os restos mortais de um quarterback de vidro).

19 – New Orleans Saints (7-8 / +2)

Os Saints terminaram 7-9 em três das últimas quatro temporadas. Resta apenas uma partida e qual será o destino de Brees e companhia? Exatamente o mesmo que previmos antes do início da temporada! O Pick Six manja demais, esses caras são fodas!

18 – Arizona Cardinals (6-8-1 / +7)

Você sabe quantos jogadores conseguiram ao menos 100 jardas de scrimmage em todos os jogos de uma temporada regular? Isso mesmo, zero! David Johnson fará isso e é por isso que eles devem lutar – cada um comemora o que pode, não é mesmo?

17 – Tampa Bay Buccaneers (8-7 / -1)

O Bucs chegou a estar 8-5 e ser um real candidato aos playoffs. Desde então, Winston lançou 5 interceptações em jogos contra o Cowboys (compreensível) e um Saints já pensando em 2017 (imperdoável). Para fechar a temporada, um duelo sonolento contra o Panthers.

16 – Tennessee Titans (8-7 / -1)

A lesão de Marcus Mariota pôs fim a qualquer esperança. Mas de todo modo, não importa o que ocorra na última semana, esta temporada pode ser considerada bem sucedida – e com duas escolhas de primeira rodada no próximo draft, o futuro é promissor.

15 – Houston Texans (9-6 / 0)

T-O-M-S-A-V-A-G-E-É-R-E-A-L-E-S-T-Á-A-C-O-N-T-E-C-E-N-D-O-E-E-L-E-S-E-S-T-Ã-O-N-O-S-P-L-A-Y-O-F-F-S.

14 – Denver Broncos (8-7 / -2)

Um vencedor do Super Bowl fora dos playoffs na temporada seguinte não é algo incomum e já aconteceu mais de 15 vezes na era do SB. Mas este Broncos iniciou 4-0 e, desde então, está 4-7. Resta lutar por, ao menos, uma campanha positiva e reconhecer que ver um ataque comandado por Trevor Siemian é mais triste que olhar para o saldo da sua conta bancária.

O pior QB a vestir essa camisa desde Brock Osweiller.

13 – Baltimore Ravens (8-7 / -1)

Os Ravens estarão fora dos playoffs em temporadas consecutivas pela primeira vez desde 2005. Ao menos eles lutaram com alguma dignidade até aqui.

12 – Washington Redskins (8-6-1 / +6)

Os Redskins estão 6-1-1 quando correm para 90 jardas ou mais. Kirk Cousins já se provou o futuro da franquia, mas ele precisa de algum auxílio pelo chão. Para a rodada final, resta fazer sua parte e esperar a pós-temporada – todos sabemos que não haverá um empate entre Green Bay e Detroit, certo?

11 – Detroit Lions (9-6 / -2)

As duas derrotas mais doloridas e nos momentos mais decisivos da temporada chegaram nas semanas #15 e #16. Para piorar, a derrota diante dos Cowboys nos leva a pensar que não se trata de uma leve queda de produção, mas sim como diabos Stafford conseguiu levar este time a 9 vitórias? O futuro dirá.

10 – Miami Dolphins (10-5 / +3)

Miami está 9-1 em seus últimos 10 jogos. Acreditemos ou não, eles estão nos playoffs. Neste período, Jay Ajayi correu para quase 1100 jardas e anotou seis touchdowns; ele superou as 200 jardas em três destas partidas. Longe de ser o MVP da NFL, ao menos é o MVP do Dolphins – seja lá o que isto signifique.

9 – New York Giants (10-5 / -4)

O sistema defensivo tem compensado a queda de produção ofensiva – quem diria, não é mesmo? Resta agora eliminar o rival de divisão e seguir em sua cruzada contra o mal (New England Patriots), afinal, se há alguém que pode nos salvar, essa pessoa se chama Elisha Nelson Manning.

8 – Green Bay Packers (9-6 / +2)

Estão deixando a gente sonhar? Estão deixando a gente sonhar! Rodgers e Nelson estão em perfeita sintonia nas últimas cinco partidas (são 80,9% dos passes completos, contra apenas 56,4% nas primeiras dez partidas). Resta agora torcer para mais um grande jogo da dupla contra o Lions para assegurar a vaga nos playoffs!

7 – Seattle Seahawks (9-5-1 / -1)

Seattle está 2-3 nas últimas cinco partidas, com 12 turnovers cedidos e apenas 5 turnovers forçados. Mesmo assim já aprendemos a não duvidar de Pete Carroll.

6 – Atlanta Falcons (9-6 / +1)

Se o mundo fosse o lugar justo, Matt Ryan levaria o MVP desta temporada (e o Falcons seria eliminado na segunda rodada da pós-temporada). Mas sabemos que o mundo é injusto, Ryan não levará o MVP por falta de grife e, mesmo assim, o Falcons será eliminado na segunda rodada dos playoffs.

5 – Pittsburgh Steelers (10-5 / +3)

O Steelers vem de seis vitórias consecutivas e neste período Le’Veon Bell tem uma média de mais de 180 jardas de scrimmage por partida – além de sete touchdowns. Senão tivesse se perdido nas drogas e ficado fora das três primeiras partidas, seria um sério candidato ao MVP. E Benjamin Todd Roethlisberger é o único que nos pode nos salvar.

Rezem por este cidadão.

4 – Kansas City Chiefs (11-4 / 0)

Travis Kelce ultrapassou as 100 jardas em cinco das últimas seis partidas. Mesmo assim, sabemos que um time comandado por Alex Smith não chega a lugar algum em janeiro. A boa notícia é que agora Dontari Poe (e seu Bloated Tebow Pass) é uma alternativa real!

Travis Kelce gravou 100 jardas de recepção em cinco dos últimos seis jogos dos Chiefs. Nesse tempo, Kelce lidera a NFL em jardas de recepção com 651, que é realmente 89 mais do que o próximo receptor mais próximo. Parece que ninguém está pegando Kelce.

3 – Oakland Raiders (12-3 / 0)

A temporada acabou com a lesão de Derek Carr e não queremos mais falar sobre isso. Resta olhar para o futuro – e ele é animador!

2 – Dallas Cowboys (13-2 / 0)

Na week #14, quando foram derrotas pelos Giants, muitos pediram Romo de volta, certo? Desde aquele dia, Prescott acertou 84% dos passes, teve três passes para TD (além de um corrido). O primeiro lugar na NFC está garantido, agora resta apenas fugir de lesões na última partida contra o Eagles.

1 – New England Patriots (13-2 / 0)

Eles tem uma defesa entre as melhores da NFL, o líder da lida em TDs corridos (Blount, com 17) e Tom Brady lançou para 25 TDs e apenas duas interceptações na temporada. Além disso, o cenário dos playoffs da AFC desenha confrontos com Tom Savage, Alex Smith, McGloin e Matt Moore / Ryan Tanehill. A única real ameaça até o Super Bowl é Big Ben! Oremos, amigos!

 

Tags: , , , , ,

COMPARTILHE