Mock Draft Pick Six 2019

24/abr/19


O esperado draft da NFL está prestes a começar: após meses de especulação vamos saber quem serão os novos jogadores que vão entrar na liga a partir desta temporada. Um dos clichês desta época é a elaboração de mock drafts, simulações do que pode acontecer no primeiro round do processo de escolha como forma de gerar cliques e fazer uma análise de qual será a estratégia dos times nos próximos dias.

Há de se falar que com a quantidade de informação que temos atualmente sobre os jogadores que vão para o draft, os mock drafts se tornaram obsoletos. Mas mesmo assim isso continua sendo um sucesso de audiência então não poderíamos ficar de fora com pitacos sobre o que vai acontecer.

A classe de jogadores que entrará na NFL neste ano é excepcionalmente anormal. Não há nenhum QB que seja uma unanimidade, todos têm alguma deficiência gritante no seu jogo, e os grandes destaques são um punhado de jogadores defensivos que farão diferença imediatamente nos times que os escolherem.

Mesmo assim será um draft relativamente raso, com poucas opções realmente de elite e um mar de jogadores que são mais ou menos parecidos. Se o seu time faz escolha na parte de baixo do primeiro round é bem provável que o valor do jogador escolhido seja o mesmo de um jogador escolhido no segundo round, então podemos esperar várias negociações de times interessados em descer quando os jogadores de elite forem escolhidos.

Feita essa breve explicação sobre o a classe de jogadores do draft, eis aqui um mock draft sem trocas e uma explicação mais detalhada sobre os prospectos top 10. Podem começar a me xingar (eu não ligo).

 1) Arizona Cardinals – QB Kyler Murray (Oklahoma)

Essa é uma bola que vem sendo cantada há alguns meses e o time nunca se dispôs exatamente a acabar com os rumores, o que significa bastante coisa. Apesar de terem escolhido Josh Rosen no primeiro round do draft de 2018, a nova comissão técnica do Cardinals pode enxergar em Murray o cara que encaixaria perfeitamente no esquema ofensivo e a temporada que Kyler teve em 2018 o credencia para ser a primeira escolha geral do draft.

2) San Francisco 49ers – EDGE Nick Bosa (Ohio State)

Dependendo do que acontecer na primeira escolha do draft, o 49ers terá a sua disposição todos os ótimos jogadores defensivos e aqui vai muito do que Kyle Shanahan e John Lynch enxergam como o atleta que mais se encaixará em seu esquema defensivo. Nick Bosa é de longe o melhor pass rusher puro desse draft e se encaixaria perfeitamente junto com Dee Ford e DeForest Buckner para reviver a anêmica defesa do 49ers.

3) New York Jets – EDGE Josh Allen (Kentucky)

Aqui as coisas começam a ficar interessantes. O Jets quer desesperadamente negociar essa escolha para acumular capital e tentar tornar o elenco o mais competitivo possível para Sam Darnold. Na eventualidade de ficarem na sua escolha, devem partir para o caminho de escolher um jogador defensivo e Josh Allen, um híbrido de pass rusher com linebacker, tem um ótimo potencial sob o novo coordenador defensivo Gregg Williams.

4) Oakland Raiders – DT Quinnen Williams (Alabama)

O Oakland Raiders é o primeiro grande mistério desse draft. Ninguém sabe o que o time fará agora que Jon Gruden assumiu totalmente o controle, então podem ir para qualquer lado. Há conversas persistentes que a confiança em Derek Carr como QB1 vem sendo perdida, então pode ser que o time arrisque. Torceremos, porém, para que a franquia tenha bom senso e escolha Quinnen Williams, o melhor jogador defensivo desse draft, para ter uma âncora no estilo de Aaron Donald em sua linha defensiva.

5) Tampa Bay Buccaneers – LB Devin Bush (Michigan)

O Tampa Bay Buccaneers é outro time que está torcendo para acontecer alguma zoeira nas quatro primeiras escolhas e algum dos três jogadores de elite desse draft possa cair em seu colo. Se isso não acontecer é bem provável que escolham um linebacker, que é a posição de maior valor da forma que está acontecendo esse mock draft. E aqui vai a primeira surpresa: acho Devin Bush o melhor LB puro da classe, e ele chegaria ao time com experiência no sistema 3-4 que será utilizado pelo técnico Bruce Arians.

6) New York Giants – QB Dwayne Haskins (Ohio State)

Outro time que está guardando a sete chaves o que vai fará neste draft, o New York Giants tem uma necessidade urgente por um novo quarterback. Apesar do time insistir que Eli Manning será o titular nesta temporada, há que se criar um plano de sucessão e Dwayne Haskins, nascido e criado como torcedor do Giants em Nova Jersey, é a solução que se encaixa no esquema ofensivo de Pat Shurmur. Resta saber o que vai acontecerá nas escolhas anteriores; o time pode se encantar caso algum dos jogadores defensivos de elite estejam disponíveis.

7) Jacksonville Jaguars – OT Jawaan Taylor (Florida)

Em um draft que não é exatamente forte em jogadores de linha ofensiva, Jawaan Taylor é o cara com maior potencial na classe. Após uma queda de produção gigantesca no grupo que colocou o Jaguars novamente no Top 10 do draft, o time precisa de um cara para garantir minimamente que o ataque encabeçado por Nick Foles e Leonard Fournette seja efetivo nesta próxima temporada.

8) Detroit Lions – EDGE Montez Sweat (Mississippi State)

Montez Sweat é o nome que vem mais sendo ligado ao Detroit Lions nesse processo pré-draft e faz sentido caso ele seja a escolha. Mesmo com a chegada de Trey Flowers na janela de transferências, o time precisa de mais reforços no seu pass rush e Sweat entraria imediatamente na rotação para auxiliar a defesa do técnico Matt Patricia. Há rumores, porém, que um problema cardíaco de Sweat está assustando os times, mas ele ter sido liberado no Combine (e ter ido muito bem no evento) é um sinal que isso não é tão sério.

9) Buffalo Bills – DT Ed Oliver (Houston)

O que o Buffalo Bills vai fazer com sua primeira escolha? Ninguém sabe. Mas fato é que o time precisa de reforços em sua linha defensiva mesmo com a chegada de Star Lotulelei na janela de transferências. Um defensive tackle puro como Ed Oliver, que vem se destacando desde o colegial e teve uma carreira universitária brilhante, faz sentido no esquema defensivo de Sean McDermott e pode trazer uma estabilidade para o time como um todo.

10) Denver Broncos – LB Devin White (LSU)

Será que o Denver Broncos vai escolher mais um quarterback no primeiro round? De novo em uma classe fraca? Não acho que John Elway cometerá o mesmo erro e a chegada de Joe Flacco traz, por pelo menos um ano, alguma segurança que não é exatamente urgente um novato na posição. O novo técnico Vic Fangio é um cara de filosofia defensiva então nada mais natural que a escolha de um jogador com o potencial de White na 10ª escolha.

11) Cincinnati Bengals – QB Drew Lock (Missouri)

12) Green Bay Packers – TE T.J. Hockenson (Iowa)

13) Miami Dolphins – EDGE Clellin Ferrell (Clemson)

14) Atlanta Falcons – DT Christian Wilkins (Clemson)

15) Washington Redskins – QB Daniel Jones (Duke)

16) Carolina Panthers – EDGE Rashan Gary (Michigan)

17) New York Giants (via CLE) – OT Jonah Williams (Alabama)

18) Minnesota Vikings – OG Cody Ford (Georgia)

19) Tennessee Titans – OL Garrett Bradbury (North Carolina State)

20) Pittsburgh Steelers – EDGE Brian Burns (Florida State)

21) Seattle Seahawks – WR N’Keal Harry (Arizona State)

22) Baltimore Ravens – WR A.J. Brown (Ole Miss)

23) Houston Texans – OT Andre Dillard (Washington State)

24) Oakland Raiders (via CHI) – CB Byron Murphy (Washington)

25) Philadelphia Eagles – DT Dexter Lawrence (Clemson)

26) Indianapolis Colts – S Taylor Rapp (Washington)

27) Oakland Raiders (via DAL) – WR Hakeem Butler (Iowa State)

28) Los Angeles Chargers – OL Chris Lindstrom (Boston College)

29) Seattle Seahawks (via KC) – S Jonathan Abram (Mississippi State)

30) Green Bay Packers (via NO) – WR D.K. Metcalf (Ole Miss)

31) Los Angeles Rams – CB DeAndre Baker (Georgia)

32) New England Patriots – WR J.J. Arcega-Whiteside (Stanford)

Tags: , , , , , ,

COMPARTILHE