Liga Brock Osweiler – Week #11

16/nov/17


Olá, amigos! Estamos de volta após uma semana conturbada (eu esqueci) sem previews do fantasy. E voltamos naquela grande época do ano, em que garotos e garotas só pensam em uma coisa: Revéillon? A disputa pegando fogo na NFL? Não! É hora de sonhar com os playoffs do Fantasy!

E na nossa liga mais disputada da história (é a primeira, mas ainda assim está bem apertada, não é?), se você não é o último ou o nono colocado (mais sobre este curioso caso em breve), você ainda está sonhando forte e fazendo os cálculos. Para ajudar com eles, voltamos a mais um preview!

PS1: já que a galera nem cogita ajeitar o time antes de quinta-feira, vai sem print mesmo.

PS2: ATENÇÃO ÀS PORCENTAGENS EM PARÊNTESES COM CHANCE DE CLASSIFICAÇÃO DIGNAS DE GLOBOESPORTE

O jogo do eliminado

Estancia Kebfest (99%) vence Tramandaí Bicuíras (matematicamente eliminado)

Somente um time está matematicamente eliminado. O outro está moralmente eliminado justamente porque perdeu para esse time (mais sobre ele a seguir). O Tramandaí Bicuíras fez uma última graça antes de morrer na rodada passada, mas deve voltar ao seu estado de ameba essa semana: Devin Funchess, Ed Dickson e Marquise Goodwin (bela história) fizeram a diferença na vitória da semana passada e desfalcam (!) a equipe.

Do outro lado, Big Ben e Antonio Brown formam uma boa dupla contra os frágeis Titans. Somá-los a Tevin Coleman sem Freeman e Gronk é overkill. Estancia, ainda mais com o segundo maior número de pontos da liga, estará garantido nos playoffs antes do fim da primeira leva de jogos no domingo.

A porra dos Beagles

Ismaelssen Arcanines (O LÍDER JÁ GARANTIDO) elimina Philadelphia Beagles (15%)

Poucos times receberam tanto apoio quanto Beagles. Vai semana, vem semana, aqui anunciamos vitórias e nos decepcionamos. Como todo time que fica eternamente no “agora vai”, Philadelphia inevitavelmente chega a um jogo que tem que “vencer ou vencer” e inevitavelmente perderá. Le’Veon Bell terá um jogo complicado contra a defesa contra o jogo corrido de Tennessee – e o resto do time produzirá ali, na consistência média.

O nosso líder Pokémon, carregado pelo seu monstrinho favorito, Leonard Fournette, vem para garantir mais uma vitória e a first-round bye. Normalmente times de fantasy que descansam a primeira rodada dos playoffs acabam decepcionando depois – talvez uma estratégia para o Ismaelssen seja entregar uns jogos aí para não parar de jogar. Curiosidade: o único outro time (mais sobre o segundo em breve) a perder para os Bicuíras foi o nosso atual líder.

Para continuar sonhando

Bauru DireWolves (47,5%) mantém as esperanças contra Tabernáculo Ateu (2%… negativo)

Bauru já esteve lá nas cabeças e parecia destinado a um caminho tranquilo para os playoffs. Em uma temporada de tiro curto, três derrotas seguidas te empurram rapidinho para o precipício – mas a exemplo dos dois vitoriosos acima, os DireWolves têm a sorte de pegar um jogo fácil, especialmente porque não deveremos ver um bom jogo de nenhum jogador do seu time além de Tom Brady (sério, incluindo kicker e defesa).

Do lado do Tabernáculo, só podemos olhar a bela formação daquele tipo de time que, ao longo do ano, vai perdendo suas peças importantes e, ajeitando ou não (às vezes parece que não), a derrota vem certa e cruel toda rodada. Fica para o ano que vem.

Estamos de volta!

Quem ganhar tá lá (talvez)

Guanabara Bay Pombos (86%) se classifica sobre São Paulo Talibikers (50%)

Mike Gillislee e Duke Johnson contra Mark Ingram e Kareem Hunt é claramente uma disputa muito injusta para ser julgada. Somando a isso uma boa performance de qualquer um dos WRs, os Pombos deverão vencer facilmente e também encaminhar sua participação nos primeiros playoffs da história da Liga Brock Osweiler.

Os recebedores dos Talibikers também são interessantes, especialmente somando aí o retorno de Zach Ertz. Apesar da provável derrota por não ter corredor essa semana, fato interessante é apontar a sorte dos paulistas até aqui: mesmo com um número de pontos próximo ao do Tramandaí, o time conseguiu acumular seis vitórias. Se conseguir chegar, esse tipo de sorte pode fazer um campeão.

Garantindo o último suspiro

Futebil e Regatas (51%) acaba com Cheesapeake Rippers (33%)

Outro time que já recebeu vários elogios dessa coluna foi o de Cheesapeake. Não surpreendentemente, é outro que está afundado em um 4-6 e destinado ao Consolation, já que dependerá de Lamar Miller (perdendo espaço), Sammy Watkins e Keenan Allen produzindo bem – algum deles pode até conseguir, mas os três juntos, parece complicado. Nem Wentz destruindo a defesa dos Cowboys deverá ser diferente.

E precisariam todos produzir porque, do outro lado, estarão Adam Thielen, Mike Evans e Melvin Gordon (contra a defesa de Buffalo que, mesmo colocando Tyrod Taylor no banco, não deve melhorar). Os jogadores “complementares” deverão ser bem escolhidos pelo manager do Futebil para se garantir na briga pelos playoffs.

O time que perdeu para o Tramandaí

Comissário BADDEL (78%) vence o eterno derrotado PackersBR (27,82%)

Enquanto essa prévia é escrita, os pontos projetados apontam uma vitória altamente provável a favor dos Packers; mas duas coisas jogam contra isso: primeiro que o time do nosso Comissário não está completamente arrumado (péssimo exemplo), e segundo que o Packers está se assumindo como um fracasso completo da natureza, perdendo para o time de amebas já mencionado – desde que se sagrou campeão lá na quarta rodada, PackersBR não ganhou de mais ninguém. Ninguém mesmo.

Do outro lado, o feijão com arroz e a fé em tipinhos como Jordan Howard, Michael Thomas e Dak Prescott está pagando dividendos, já que uma vitória nessa partida deve botar o time em excelente posição para brigar pelo título (que, como Comissário, não poderá vencer porque tem que dar a chance para os clientes).

Tags: , ,

COMPARTILHE