Liga Brock Osweiler 2017 – Power Ranking Week #5

05/out/17


Vamos inovar porque sabemos que não há nada que o povo goste mais do que um bom ranking. Agora que começa o período de byes simplesmente feitos para atrapalhar a vida dos nossos GLADIADORES de fantasy, também é a partir de agora que saberemos quem é de verdade.

Como já é especialidade PickSixTM, seremos estraga prazeres e adiantaremos quem são os melhores times da liga Brock Osweiler (e quem pode apenas estar enganando por pura sorte). Na semana que vem, como já prometido na liga Blake Bortles, voltamos com as previsões jogo a jogo, como sempre, com alta taxa (vai, enquanto estiver acima de 50% está bom) de acertos.

12 – Tramandaí Bicuíras (1-3)

O time não tem nenhum jogador que hoje seria draftado no primeiro round; se duvidar, talvez nem no segundo. Além disso, para tornar ainda mais ofensivo, no momento vemos escalados DOIS jogadores que atuam no Nova Iorque Jatos Clube de Football, o que prova que não há salvação. Ter duas defesas no elenco tampouco colabora com a IMAGEM da equipe.

11 – COMISSÁRIO Baddel (2-2)

O dono da liga parece estar em uma campanha de recuperação, mas não se deixe enganar, caro  leitor. Basta olhar para o time titular dessa semana: Joe Mixon recebeu 42 vezes a bola nos últimos dois jogos e mal chegou as 100 jardas; enquanto isso, os dois melhores receivers entre os escalados são Doug Martin e Travis Kelce – é, você nem quer saber quem são os WRs titulares, muito menos quem estará lançando a pelota para eles (Brian Hoyer e Jacoby Brissett).

10 – Futebil e Regatas (1-3)

A dupla de WRs (Thielen e Evans) é boa e parece capaz de superar os pontos projetados todas as semanas; Abdullah e Gordon são bons RBs desde que se mantenham saudáveis, assim como o QB. Como “se manter saudáveis” é sempre um desafio para esses jogadores, é difícil acreditar que todos se mantenham vivos para dar uma base sólida para a equipe – que, portanto, não irá muito longe.

9 – Ismaelssen Arcanines (2-2)

O time mantém as esperanças de vitória em grandes partidas de Hill e Fournette; Blount e Tate, principalmente, têm capacidade de fazer boas partidas e, somados aos anteriores, podem ganhar alguns jogos. Entretanto, é mais provável que os bons jogos dos principais jogadores não coincidam; assim, as derrotas são mais prováveis que as vitórias.

8 – Tabernáculo Ateu (3-1)

O início foi bom e, desconsiderando lesões, o time poderia ser um dos melhores da liga. Mas a sorte (ou seria DEUS?) não está do lado do Ateu e Dalvin Cook agora também se encontra no céu dos machucados ao lado de David Johnson. A equipe simplesmente não tem no momento um running back para escalar e conta com Brissett como QB titular; a exemplo dos Colts, o buraco deve ficar cada vez mais fundo.

7 – Estancia Kerbfest (2-2)

Assim como os Arcanines, a equipe se resume a dois atletas: Antonio Brown e Cam Newton. São craques e são mais estáveis, mas o time parece acabar por aí. O resto do elenco contém jogadores “sólidos” – o que pode ser muito bom para seus respectivos times, mas para efeito de fantasy, isso é bem pouco.

6 – Cheesapeake Rippers (1-3)

Pode não parecer (até agora, o time tem uma média de menos de 80 pontos por jogo), mas o potencial está ali. O trio de RBs é excelente com Zeke, Miller e Murray (que tem que ter mais oportunidades com Mariota baleado), além de Cohen no banco, e depende apenas de um pouquinho de ajuda por parte dos recebedores: entre Watkins, Bryant e Allen devem sair dois nomes confiáveis. Fica aqui o desafio.

5 – Bauru DireWolves (2-2)

Vai semana, vem semana, Jesse James segue titular, o que deveria ser suficiente para colocar esse time na metade de baixo do Power Ranking. Entretanto, uma dupla de WRs que recebem muitas bolas, além de Brady sempre em busca de fazer (mais) história são uma excelente base. A ascensão de Jamaal Charles pode ser o diferencial que levará esse time mais ou menos longe.

4 – Philadelphia Beagles (1-3)

Hoje o time mais injustiçado da liga, em nono lugar, mas com o terceiro maior número de pontos. Com a boa dupla de RBs Bell e Gillislee, além de Russel e Alex Collins ganhando espaço, o time deve melhorar e brigar pelos playoffs quando a temporada estiver chegando ao fim.

3 – São Paulo Talibikers (2-2)

Ignoremos Kenny Britt momentaneamente titular como ignoramos ele titular em Cleveland. O resto de grupo é parecido ao Kerbfest (os jogadores não são excepcionais, apenas sólidos), mas que por volume conseguem fazer números legais para o fantasy.

2 – Guanabara Bay Pombos (3-1)

Quão longe Kareem Hunt pode carregar um time nas costas? A pergunta poderia ser sobre os Chiefs, mas nesse caso é sobre os Pombos. Entretanto, no time dos cariocas ele conta com o apoio de OBJ, Doug Baldwin e DeShaun Watson (ou Drew Brees ou Sam Bradford) – jogadores que vêm numa crescente e podem ajudar Guanabara a sonhar com superar o líder do ranking.

1 – PackersBR (4-0)

Uma máquina. Gostamos de repetir que o draft não importa muito quanto mais a fundo da temporada entramos, mas nesse caso não há discussão: esse foi incrível. McCoy, Gurley, Diggs e Rodgers poderiam ganhar de metade dos times da liga sozinhos.

Tags: , ,

COMPARTILHE