Liga Brock e Liga Blake – Week #14

09/dez/17


Chegaram os playoffs, amigos! A época mais esperada do ano e a luta pelos MIMOS vindos direto dos Estados Unidos agora está apenas entre 12 pessoas (6 em cada liga, né).

Quanto aos fracassos do Consolation, vocês estão mortos para nós. Semana que vem voltamos para discutir a disputa pelo último lugar, mas o resto… Fica para o ano que vem (tipo a temporada dos Packers e dos Giants).

Liga Brock Osweiler

A liga mais emocionante do século teve dois eliminados nos pontos marcados (ao melhor estilo rebaixamento do Coritiba). Dos jogos em que apostamos realmente, acertamos um, classificando o Bauru, e erramos outro, em que Cheesapeake eliminou Guanabara.

De qualquer forma, o maior destaque deveria ir para o ridículo duelo de 60 pontos entre Futebil e PackersBR – mas, como já havíamos comentados, vocês estão mortos para nós. Vamos aos jogos que realmente importam: os que decidirão os times que deverão ser atropelados por Estancia e Arcanines.

Bauru DireWolves acaba com o Comissário BADDEL

Esse jogo poderia ser bem mais equilibrado, talvez até pendendo a favor do Comissário da liga, mas o falecimento de Alvin Kamara aconteceu na quinta-feira. Adicionando a concussão de Joe Mixon que também o tira da disputa, além do iminente fracasso de Dak Prescott contra os Giants sem o peso morto chamado Bem McAdoo, as coisas estão bem complicadas.

Do outro lado, os DireWolves contaram com Devonta Freeman voltando à boa forma na hora certa. Tom Brady já estourou Miami há duas semanas e não há razão para que ele não repita o feito; Samaja Perine vai fazer o Chris Thompson e surpreender a todos, enquanto Green e Hopkins também podem seguir produzindo bem como têm feito nas últimas semanas.

Philadelphia Beagles vence Cheesapeake Rippers

Jogo complicado. Novamente, tudo parece depender de uma grande produção de Le´Veon Bell no horário nobre contra um adversário de divisão. O resto de jogadores parece enfrentar desafios bem parecidos: Wilson e Wentz (que dupla sertaneja!) enfrentam defesas complicadas; Allen e Cooks vão produzir bem, enquanto Watkins e Jeffery não.

Para vencer, o Cheesapeake dependerá de que algum de seus jogadores medianos resolva surpreender e até existe o potencial: Robby Anderson, Lamarzin ou Evan Engram – não são ideais, mas são por eles que os Rippers terão que rezar.

Liga Blake Bortles

Na outra liga homenageando um gênio da nossa liga favorita, o destaque da semana passada fica para a conquista do bye do Gávea Vultures por 7 jardas sobre o Comissário. Nosso Reno Gunslingers até tentou brigar e sonhou até os últimos jogos, mas não deu. Fica para a próxima, vamos a quem realmente importa:

Atlas Abranches sofre, mas vence JOHN THE FISHERMAN

O equilíbrio entre os times é grande – tudo entre eles é muito parecido. Fournette e Gurley jogam na segunda metade de jogos do domingo contra duas defesas complicadas para RBs. Antonio Brown e Brandin Cooks jogam no primetime – com a vantagem para Cooks por enfrentar uma defesa pior, mas Brown sendo Brown.

O resto de jogadores é igualmente equilibrado, mas sem tanta qualidade. Vantagem para Abranches no duelo com Engram contra Witten e Morris contra Abdullah. Esses pequenos detalhes deverão ser o que pesará a favor da franquia Atlas.

Miami Guiphins vence o duelo de pipoqueiros contra Pick Six 

A exemplo do Comissário da liga Brick, as esperanças de playoffs do Miami deveriam ter acabado junto com a cabeça arrancada de Alvin Kamara. Entretanto, o Comissário que o Guiphins enfrenta é pipoqueiro demais, especialmente porque Julio Jones não explodiu contra os Saints; além disso, não se pode ter muita esperança em Kareem Hunt mais, ou em secundários como Jamaal Williams, Jake Doyle e Marquise Goodwin.

Para suprir a falta de Kamara, Guiphins se apoiará nos seus WRs Hopkins e Evans, além de torcer para que Jordan Howard volte aos 30 toques na bola e produza o suficiente contra os maloqueiros de Cincinatti.

Tags: , ,

COMPARTILHE