Arquivo da categoria : Relax

Semana #1: os melhores piores momentos

Depois de muito tempo, finalmente a NFL voltou! Foram alguns meses de espera para que voltássemos a ver o Cleveland Browns perdendo, o Indianapolis Colts fazendo mer*a e o Detroit Lions iludindo sua torcida. Mas para sair do senso comum, vamos apresentar o que de PIOR aconteceu na semana 1 da liga. Os highlights da NFL.com e do SportsCenter não nos interessam: apenas se alguém passou vergonha no processo.

1 – QB Play

Precisamos reconhecer: o talento entre os quarterbacks é o melhor da história do futebol americano. Até mesmo por isso, jogadores como Colin Kaepernick não tem espaço em uma liga que está recheada com titulares e reservas de altíssima qualidade na posição.

Para ilustrar o alto nível de jogo dos signal callers da NFL, separamos algumas atuações de destaque. Você pode nos ajudar a decidir quem foi pior.

1.1 – Scott Tolzien: 9/18; 128 jardas; 2 INTs

Tolzien lançou duas pick six, sendo a primeira na sua tentativa de passe número 1 no jogo. Já a segunda foi quase um replay da primeira. Seu rating seria melhor se ele fosse um jogador de Los Angeles. É sério. Ele não durou muito tempo na partida, dando lugar para Jacoby Brissett no início do último quarto. Compartilhe o vídeo para estragar o dia de algum torcedor dos Colts.

1.2 – Andy Dalton: 16/31; 170 jardas; 4 INTs; um Fumble perdido

Um jogo ruim de Andy Dalton ainda surpreende alguém? Contra a boa defesa dos Ravens, ele não conseguiu fazer nada produtivo. Sinceramente, não sabemos mais o que dizer sobre Dalton, apenas sentir. A desgraça alheia pode ser vista aqui.

‘Não pode se’

1.3 – Carson Palmer: 27/48; 269 jardas; 1 TD; 3 INTs

O INSS possui uma fila preferencial para aqueles que não conseguem jogar bem contra a defesa de Detroit. Levando o tape do jogo, Palmer tem uma oportunidade única de vazar logo da liga e parar de passar vergonha.

2 – OL Play

Dizem que jogos são ganhos – ou perdidos – nas trincheiras. Algumas equipes ignoram o plural da palavra, achando que uma linha defensiva de qualidade basta para vencer partidas – lógica curiosa; você tenta fazer o QB adversário passar dificuldades, mas esquece que o seu sofre do mesmo mal. É o caso das três franquias que citaremos abaixo.
Você pode nos ajudar a decidir quem foi pior.

2.1 – New York Giants: 3 sacks

Foram apenas 3 sacks permitidos, mas os Giants sofreram com a incompetência de sua linha ofensiva principalmente por medo (justificado). Sabendo que o grupo não conseguiria proteger Eli por muito tempo, o plano de jogo consistiu em passes curtos. Não deu certo e o ataque conseguiu apenas 3 pontos. Além disso, os jogadores conseguiram a proeza de permitir um sack enquanto se apresentavam na transmissão. Veja a letargia do ataque nos melhores momentos.

2.2 – Seattle Seahawks: 3 sacks

Uma imagem vale mais que mil palavras. Russell Wilson, se conseguir se manter vivo, dificilmente conseguirá levar esse ataque longe. Assista os melhores momentos, quem sabe você não descobre se pode ser contratado para ser um jogador dos Seahawks na posição?

Existiu ou não existiu?

2.3 – Houston Texans: 10 sacks

Tom Savage não sabemos nem se existe ou não, e Deshaun Watson não está preparado pra ser um QB titular na NFL. Não ajuda a nenhum deles jogar com uma peneira a sua frente. É melhor o time pagar o LT Duane Brown. Você pode ver a OL de Houston consagrando a defesa de Jacksonville aqui.

3 – O começo avassalador do Detroit Lions

A sequência de jogadas que iniciou o jogo em Detroit (infelizmente vimos muito da peleja) foi medonha: Matthew Stafford lançou um Pick Six e, no drive seguinte, o ataque sofreu um three and out. Na hora de fazer o punt, algo deu absolutamente errado: o punter tentou resolver com as pernas, e acabou morrendo no processo – o time teve que contratar outro cara pra posição.

Felizmente a defesa conseguiu evitar um TD dos Cardinals para então cometer uma falta no chute e dar mais uma chance de Arizona chegar a endzone. Felizmente (?) não aconteceu – Carson Palmer não estava jogando nada.

4 – Imagens que trazem PAZ

Preferimos as jogadas horríveis – aquelas que nos fazem rir – àquele highlight que até aquele seu amigo chato que acha futebol americano é “demorado demais” vai curtir.

4.1 – Jets e Bills: Só de ler o nome das duas equipes você já sabe que vem bos*a. Acompanhe conosco: Tyrod Taylor lançou uma interceptação, que parecia que ia ser retornada para touchdown. Até o jogador dos Jets – que não sabemos quem é – tropeçar em seu companheiro de equipe, que também não sabemos quem é. Para piorar, ele quase sofreu um fumble no processo. Clique aqui se você ainda não entendeu.

4.2 – A defesa dos Saints: Eles já são ruins e precisam de turnovers para conseguir ser pelo menos razoáveis. Não foi o caso na segunda-feira. Veja!

4.3 – Blake Bortles: Allen Robinson se machucou (seriamente, está fora da temporada) e Blake foi lhe consolar DANDO TAPINHAS NO JOELHO MACHUCADO. É sério.

Bônus: o Monday Night Football

A ESPN americana montou uma equipe diferente para a transmissão do jogo entre Chargers e Broncos. Beth Mowins foi a primeira mulher a narrar um jogo da NFL, e achamos que ela foi muito bem – melhor que Joe Buck, por exemplo.

Mas, ao seu lado, colocaram Rex Ryan, que não tem cacoete nenhum para comentar uma partida (apesar de ter alguns insights interessantes). E, na sideline, o repórter foi Sergio Dipp*. Os 30 segundos que ele teve durante a transmissão foram um desastre: claramente nervoso, ele misturou informação nenhuma com desespero total. Para piorar, nem o câmera estava preparado: acharam que um cara aleatório era Vance Joseph, head coach de Denver.

Um ídolo.

Você pode nos ajudar a fazer essa coluna semanalmente! Viu algo de horrível que acha que deve ser destacado? Mande para o nosso Twitter que com certeza vamos considerar!

*Estamos torcendo para que ele se recomponha depois do vexame. Sergio reagiu super bem as brincadeiras e temos que reconhecer que não é nada fácil estar em uma transmissão ao vivo no horário mais nobre da TV americana – ainda mais quando inglês não é sequer a sua língua nativa. Força, Sergio!

O caminho até o Hall da Fama: 7 jogadores que não estarão lá

Em meio ao período de inatividade da NFL há muito pouco que se discutir. Vez ou outra surge alguma notícia bombástica, algo como “técnico X diz que jogador Y está tendo uma ótima offseason”. O resto do tempo é preenchido por training camps e gifs inúteis.

Neste cenário de vazio em nossas almas e corações, não espere nenhuma notícia ou análise profunda sobre um tópico qualquer, ainda mais neste site desprezível que você aprendeu a amar. Mas, claro, não é porque estamos lhe dizendo que esse texto não fala sobre algo importante que você precisa parar de lê-lo: por ser uma lista, você pode só passar o olho nos nomes, não ler explicação alguma e ir diretamente as redes sociais do autor ofendê-lo.

(Sério, tá aqui o link).

Não, seu jogador preferido não está no Hall da Fama, trouxa!

Um dos tópicos que pode despertar maior paixão em torcedores é o Hall da Fama. Só de falar isso você já consegue escutar de longe um apaixonado pelo San Diego Chargers (R.I.P) gritando que Phillip Rivers é melhor que Eli Manning. Pode até ser, mas quem vai ter um busto em Canton e a jaqueta dourada daqui a alguns anos será o homem que nos deu a alegria de ver Tom Brady derrotado em um Super Bowl. Duas vezes.

Então, com o intuito de iluminá-lo, após um estudo extenso e com diversas bases científicas, preparamos uma lista com alguns nomes que, além de Rivers, não estarão em Canton. Pode se desesperar.

1. Andrew Luck

O barbudo mais bonito da liga entrou na NFL com toda a carreira já programada: o melhor prospecto da história seria um dos melhores QBs da história, que venceria inúmeros Super Bowls e terminaria com um dos bustos mais belos do Hall da Fama.

Pena que esqueceram de combinar isso com o time que o draftou. O Indianapolis Colts, que outrora já contou com a tríade de pior comando (Irsay-Grigson-Pagano) em qualquer liga esportiva, não tem ajudado Luck em sua jornada. A menos que Chris Ballard consiga dar um golpe em Jim Irsay ou Chuck Pagano nasça novamente, a tendência é que a miséria de Andrew seja mantida.

Chance de estarmos errados: 12%

2. Richard Sherman

Não negamos: é um excelente jogador. Mas talvez não tão bom quanto ele imagine. Porém, fora (e às vezes até mesmo dentro de campo), é chato pra caralho. Toda essa chatice fará com que eventualmente os Seahawks fiquem cansados e o troquem por um pacote de balas com alguma franquia irrelevante, que marcam presença naquela lista intitulada “franquias-com-que-ninguém-se-importa” (oi, Tennessee Titans!), evitando com que Richard se dirija para a eternidade. Quando ele perceber que não será selecionado, certamente brigará com o comitê, que o deixará de fora para sempre.

Chances de estarmos errados: 25%

3. Dez Bryant

Dez muitas vezes figura no topo da lista de algumas pessoas como melhor WR da NFL. Mas a verdade é que ele não tem uma temporada com mais de 1000 jardas desde 2015. Você pode inventar qualquer tipo de desculpa, porém os números mostra que mesmo se jogasse os 16 jogos no último ano, pela sua média, não chegaria a famigerada marca.

TY Hilton, por exemplo, que você provavelmente acha que é um WR mais “do meio do pacote”, tem números mais consistentes. Aceitem: Bryant terminará sua carreira na NFL lembrado por um drop e não tem nada que os torcedores dos Cowboys possam fazer pra mudar isso.

Chance de estarmos errados: nenhuma (0%). Podem cobrar.

4. Le’Veon Bell

Tido por muitos como o melhor RB da liga, algo compreensível, já que ninguém assiste os Cardinals pra ver que David Johnson é melhor, Bell só teve duas temporadas com mais de 1000 jardas terrestres – e só jogou mais do que 13 jogos uma vez em sua carreira, já tendo inclusive cumprido uma suspensão por acender um cigarro diferenciado.

Por não se manter saudável e considerando a pouca vida útil dos running backs na liga, podemos tirar as pretensões do menino Le’Veon de receber uma jaqueta dourada. No entanto, seus companheiros de equipe, Ben e Antonio, terão o acessório para mostra a ele no reencontro do Super Bowl que venceram juntos. Ah, Bell também não tem Super Bowl para alavancar suas credenciais.

Sad, but true.

Chances de estarmos errados: 26%

5. Travis Kelce

Travis Kelce era a principal arma do ataque mais chato da NFL até a chegada do garoto-foguete Tyreek Hill. Não sabemos em que mundo ser a válvula de escape de Alex Smith leva alguém até Canton. Além disso, Kelce só teve uma temporada com mais de 1000 jardas na carreira.

Chance de estarmos errados: 35% (tudo depende de quando Alex Smith for chutado de Kansas City)

6. Gerald McCoy

Gerald McCoy é um excelente jogador e poderia muito bem acabar no Hall da Fama. Mas, pense bem: quando te perguntam sobre um bom jogador, mesmo um defensor, você NUNCA pensa nele. Quando por um acaso do destino, ele habita sua mente, você até poderá vislumbrar sua habilidade, mesmo não tendo visto um jogo dos Bucanneers nos últimos quatro anos.

Chance de estarmos errados: 20%

7. Jimmy Graham

O mundo está dividido entre duas pessoas: as que sabem e as que não sabem que Jimmy Graham é overrated. Além de não ter noção alguma da “arte de bloquear”, o cidadão só teve duas de suas oito temporadas na liga com mais de 1000 jardas. Isso sendo uma TORRE e jogando com dois QBs baixos. Graham é apenas um bom jogador, e qualquer oportunidade que temos de trazer essa realidade deve ser aproveitada.

Chance de estarmos errados: 0,1%

7.1 Mike McCarthy

Ele treinou Brett Favre e Aaron Rodgers. É o famoso “assim até eu”. Mesmo tendo uma jornada longa na liga e vencendo um Super Bowl (acreditamos que o playcalling MEDROSO não permitirá um novo Lombardi), McCarthy ficará de fora do Hall da Fama, onde só os verdadeiros grandes técnicos podem pisar.

Chance de estarmos errados: 5%

Descubra: o editor odeia um desses caras.

Bônus:

8. Jogador que estará no Hall da Fama, quer você queira ou não, quer você goste ou não:

Justin Tucker. Assista ele acertando um FG qualquer de 830 jardas e tente discordar.

Chance de estarmos errados: menor do que no caso do Dez Bryant.

Retrospectiva: uma coleção das besteiras que falamos

A longa offseason da NFL é um período de muita reflexão para todos nós que, de alguma forma, estamos envolvidos com o melhor esporte do mundo. Não há muito o que falar sobre football: o draft já está no passado, tanto calouros quanto free agents já têm seus contratos assinados e tudo que os jogadores têm que fazer no momento é engordar, gastar seus milhões de dólares e aproveitar o tempo livre para se envolver em problemas com a polícia. No verdadeiro período de férias da NFL, não há notícias e nem nada de novo para ser analisado.

Mas nós do Pick Six decidimos usar esse período de marasmo para fazer uma auto-crítica e exorcizar alguns demônios. Em comemoração ao quase um ano de atividades do site, fui escolhido para ser uma espécie de ombudsman e conduzir uma investigação profunda sobre as bobagens que foram ditas por nossos integrantes  em 2016. Sim, disparamos vários absurdos que merecem ser relembrados e expostos. Acertamos um pouco, também, mas erramos bastante.

E você, leitor, que teve seus olhos maltratados por um monte de lixo, merece a verdade e a justiça. Se não temos bobagens novas para escrever, temos bobagens antigas para ressuscitar e expor no grande tribunal da internet. Vamos a algumas delas.

Atlanta Falcons

Talvez a principal mea culpa que precisamos fazer seja em relação a praticamente tudo que foi publicado a respeito do Atlanta Falcons. Nós conseguimos menosprezar um time que chegou ao Super Bowl com um dos melhores ataques da história durante todo o ano que passou. Em agosto, por exemplo, Murilo publicou um texto fazendo previsões patéticas sobre a temporada do Falcons e disparou a seguinte pérola:

“A grande e dura verdade é que NINGUÉM SE IMPORTA. O Falcons cumpriu sua missão na NFL quando deu Brett Favre para Green Bay. Poderia ter acabado ali e nos poupado de todo o resto – inclusive deste preview. Seis vitórias e fechem a franquia na temporada que vem; não queremos escrever sobre eles novamente.”

Ivo, responsável pelos primeiros Power Rankings do site, não ficou muito atrás e publicou as seguintes pérolas em sequência nas três primeiras semanas da temporada:

Semana 1

“Será muito legal ver Matty Ice lançando TDs para Julio Jones e perdendo jogos. Este será o Falcons deste ano, com uma defesa que não pára ninguém e um ataque que depende quase exclusivamente de Julio – sabemos que Devonta Freeman é uma mentira e estava sob o efeito de entorpecentes no início da temporada passada.”

Semana 2

“Todos sabemos que o Falcons não chegará longe, mas se derrotar o Saints duas vezes terá seu título moral.”

Semana 3

“Segue o sonho de vencer New Orleans duas vezes e conquistar o seu título moral. Freeman, Coleman e Ryan atuaram como se a defesa do Saints não existisse – e na verdade não existe. A dúvida fica se o ataque conseguirá repetir a atuação contra uma defesa de verdade. Spoiler: não.”

Simplesmente épico.

Para fechar com chave de ouro, em seu ranking de Quarterbacks, Digo limitou Matt Ryan à mediocridade eterna quando escreveu as seguintes palavras:

“Ryan, já é hora dos torcedores dos Falcons aceitarem, chegou ao seu melhor com aquela vitória nos playoffs (ainda que siga com boas campanhas na temporada regular) contra os Seahawks.”

Murilo completou a cagada:

“De qualquer forma, a pergunta que fica para esta temporada é até onde pode ir o Atlanta Falcons? Querendo ou não, ela está ligada a outra importante questão: até onde pode ir Matt Ryan? [Spoiler I: nenhum deles irá a lugar nenhum]”

Como todos sabem, o Falcons chegou ao Super Bowl destruindo as defesas adversárias e Matt Ryan foi eleito o MVP da temporada, transformando as nossas previsões pessimistas em grandes piadas de mau gosto.  Porém, é necessário fazermos uma ressalva: o segundo tempo do Super Bowl e a maior pipocada de todos os tempos mostraram que, bem lá no fundo, tínhamos um pouco de razão.

Desculpa, cara!

Carolina Panthers

Ainda na NFC South, enquanto o Atlanta Falcons era subestimado, o Carolina Panthers era extremamente supervalorizado. Ainda sob os efeitos da temporada de MVP de Cam Newton e da aparição no Super Bowl perdido para (a defesa do) o Denver Broncos, não hesitamos em disparar  previsões extremamente otimistas para o Panthers. Novamente, Murilo foi responsável por iniciar a metralhadora de bosta:

“Não há um time na NFC South que tenha hoje um front seven tão potente nem, me arrisco a dizer, um QB tão talentoso. Logo, os Panthers vão chegar tão longe enquanto a sorte de não enfrentar grandes defesas ou ataques aéreos inspirados (ou pegá-los baleados, vide Cardinals) permitir.”

Ele ainda completou a cagada ao dizer que “não tem como o Carolina Panthers perder essa divisão” no nosso primeiro e único podcast (sim, acredite, ele existe e está disponível para download no site).

Ivo, seguindo a mesma “linha editorial”, afirmou em seu primeiro Power Ranking, que tinha o Panthers em quinto, que “mesmo com a derrota na estreia, o Panthers levará com facilidade sua divisão e tem tudo para chegar forte nos playoffs”.

Tudo que podemos fazer nesse momento de glória é rir e, talvez, cogitar o encerramento das atividades do site por vergonha. O Carolina Panthers não só não venceu a divisão como terminou em último, com apenas seis vitórias. Além disso, Cam Newton sofreu colapsos épicos e nem de longe lembrou o jogador que venceu o prêmio de MVP em 2015.

Jacksonville Jaguars

O Jacksonville Jaguars é um time que consegue enganar todo mundo em todos os anos. É impressionante. Sempre acreditamos que o time tem talento e está próximo de vencer, mas sempre temos nossos sonhos frustrados. É muito parecido com o Brasil: queremos acreditar que um dia possa se tornar uma potência, mas acaba sempre destruído pela podridão. Nada vai mudar isso. A falsa esperança coletiva no Jaguars levou ao seguinte diálogo no já mencionado podcast:

Murilo: “Jaguars tem o melhor coletivo da AFC South!”

Digo: “Eles são o melhor time e vão ganhar a divisão.”

Cadu: “Eu concordo!”

Três idiotas discutindo football e nenhum foi capaz de impedir que isso se tornasse público.

Em um trecho de artigo que previa a temporada de Jacksonville e que tinha o sugestivo título de “Bortles é foda, o resto é moda” (vomitei), Murilo foi um visionário e previu a própria existência desse texto e das cobranças que estariam por vir:

“Adoramos errar previsões e você, querido leitor, está autorizado a nos cornetar daqui três ou quatro meses, mas afirmamos que Blake Bortles está pronto para dar o próximo passo.”

Na verdade, ele estava certo: Bortles acabou dando o próximo passo, porém em direção ao abismo. Para finalizar, Digo teve um momento de brilhantismo em um texto sobre o que seria do Patriots em 2016 e previu uma vitória do Jaguars em New England. É simplesmente ridículo:

“Brady não mostra nenhum sinal de ter 39 anos, até uma derrota bizarra para os Jaguares de Jacksonville debaixo de muita neve em Boston. Você ouviu aqui primeiro.”

Enganou vários trouxas.

Fantasy

Xermi foi o responsável por escrever nossas colunas sobre Fantasy em 2016. Entre conselhos maravilhosos como “escale Nelson Agholor sem medo”, Xermi levou seu time a uma honrosa 11ª posição entre 12 times na liga de Fantasy mais importante do mundo. Além disso, conseguiu levar o time do Pick Six apenas a uma desastrosa 9ª colocação na liga com leitores do site, com apenas seis vitórias na temporada regular. Você já sabe em quem não confiar para o Fantasy 2017.

Diversas

Completamos esse texto com alguns aforismos que merecem ser mencionados. Digo, por exemplo, em sua birra com Joey Bosa disse o seguinte: “esse time (Chargers) parece destinado à mediocridade e torceremos contra eles por alguns anos até que alguém admita que fez cagada em relação a Joey Bosa”.

A parte sobre a mediocridade do Chargers é bastante compreensível, porém Bosa mostrou em pouco tempo que pode ser um talento raro. Digo ainda garantiu em seus balanços sobre a temporada que Denver Broncos e Minnesota Vikings estavam garantidos nos playoffs. E para fechar sua contribuição com o universo, disse que “se RGIII jogar tudo o que sabe, esse time (Browns) pode passar o Ravens”. Não temos como justificar isso.

Já Murilo desconsiderou completamente a qualidade do Miami Dolphins, que acabou se mostrando um time razoável e conseguiu chegar aos playoffs: “na oitava semana tudo já estará perdido e o Dolphins estará em algum lugar entre o limbo, o nada e a última posição da divisão. O objetivo deve ser alcançar cinco vitórias, mas com três já será possível comemorar”.

Ivo também se mostrou bastante pessimista quando colocou o Dallas Cowboys na posição 25 de seu Power Ranking (atrás de New York Jets e San Francisco 49ers, acreditem) e desconsiderou a ascensão de Dak Prescott: “resta a Dallas torcer para Romo voltar logo (e então se lesionar novamente).”

Ainda tivemos a capacidade de colocar o modorrento Los Angeles Rams na 13ª posição de um de nossos rankings, o que é completamente inaceitável e é a maneira certa de encerrar um texto com tantas cagadas.

Futuro

Você deve estar se perguntando se todas essas admissões de culpa servirão para que erremos menos no futuro. A resposta é simples e óbvia: não, não nos importamos com isso e vamos continuar por tempo indeterminado. Preparem seus olhos. Eles ainda vão sangrar bastante. Além disso, se você chegou até aqui é porque adora ler uma bobagem.

Top Pick Six #9: os 15 melhores HCs da NFL

Último ranking no ar. E para finalizarmos, listamos os 15 melhores HC (head coaches) da NFL. São os cérebros das equipes, responsáveis pelo playbook – alguns inclusive fazem as chamadas das jogadas. Entre os principais técnicos na história da NFL estão nomes como Vince Lombardi, Don Shula, Bill Walsh, Paul Brown, John Madden e George Halas.

Para confecção do ranking, cada um selecionou 15 jogadores. Se o jogador estava na posição 1, lhe atribuí 1 ponto. Na posição 2, 2 pontos, e assim sucessivamente. Se o jogador não apareceu na sua lista, atribuí – pontos. Os jogadores com menos pontos, em média, (soma dos valores dividido por 8) ficou em primeiro lugar, e assim por diante. É possível verificar as somas na tabela ao final desta coluna.

Participaram da formulação do ranking:

Integrantes do Pick Six: Cadu, Digo, Ivo, Murilo e Xermi.

Duas pessoas referência na internet quando o assunto é NFL e que, diferente de nós, realmente sabem o que falam sobre football: Felipe, do @oQuarterback e Vitor, do @tmwarning.

– E um leitor convidado!

Embaixo dos nomes dos jogadores, coloquei a ordem que cada um de nós classificou este jogador. Caso ele não esteja no top 15 de alguém, um traço está no lugar. A ordem é Xermi, Digo, Cadu, Murilo, Ivo, Felipe, Vitor e Rafael. Vamos ao que interessa! 

15° Adam Gase

12 14 11 14 11 10

Time: Miami Dolphins

Idade: 39 anos

Career highlights and awards

AFC champion (2013) / NFL Post-Season Appearances (2011, 2012, 2013, 2014, 2016)

Regular season: 10–6 (.625)

Postseason: 0–1 (.000)

Career: 10–7 (.588)

Um treinador de mentalidade ofensiva, Gase teve muito sucesso como coordenador ofensivo dos Broncos, em 2013, quando ganhou a AFC em um dos ataques mais potentes da história, comandado por um Peyton Manning em seus melhores dias. Após isso, tentou resolver a situação do ataque em Chicago (não deu certo), mas logo em 2016 já foi contratado para o cargo de HC em Miami, onde fez uma boa temporada de início, levando seu time aos playoffs.

14° Sean Payton

5 13 11 10 12 14

Time: New Orleans Saints

Idade: 53 anos

Career highlights and awards

Saints Career Wins Record (94) / Super Bowl (XLIV) / 2x NFC champion (2000, 2009) / 3x NFC South champion (2006, 2009, 2011) / AP Coach of the Year (2006)

Head coaching record

Regular season: 94–66 (.588)

Postseason: 6–4 (.600)

Career: 100–70 (.588)

Payton, que foi um QB nada brilhante em seus tempos de atleta – na NFL jogou apenas nos Bears – é um dos treinadores com mais relação ao seu atual time. Ele treina os Saints desde 2006 e, nesse período, formou uma excelente parceria com o QB Drew Brees, um dos melhores da liga, levando seu time ao título do SB XLIV. Payton é o recordista de vitórias como HC dos Saints: 94.

13° Mike McCarthy

7 10 8 13 8

Time: Green Bay Packers

Idade: 53 anos

Career highlights and awards

Super Bowl champion (XLV) / 6× Division champion (2007, 2011–2014, 2016)

Head coaching record

Regular season: 114–61–1 (.651)

Postseason: 10–8 (.556)

Career: 124–69–1 (.642)

McCarthy, assim como Payton, é o comandante dos Packers desde 2006. Com ele, seu time venceu o Super Bowl XLV em cima dos Steelers. Ele também é seis vezes campeão da divisão norte da NFC, tendo ganhado em 2007, 2011, 2012, 2013, 2014 e 2016. Nos últimos anos, foi alvo de críticas de torcedores e jornalistas, que afirmavam que ele era o responsável por uma queda de rendimento do QB Aaron Rodgers, tido por muitos como o melhor da NFL.

12° Mike Zimmer

14 10 7 15 15 11 6 13

Time: Minnesota Vikings

Idade: 60 anos

Career highlights and awards

Super Bowl champion (XXX) / NFC champion (1995) /3x NFC East champion (1995, 1996, 1998) / 2x AFC North champion (2009, 2013) / NFC North champion (2015)

Head coaching record

Regular season: 26–21 (.553)

Postseason: 0–1 (.000)

Career: 26–22 (.542)

Com estilo focado na defesa e no jogo físico, Mike Zimmer, que foi coordenador defensivo dos Cowboys, Falcons e Bengals, foi contratado em 2014 para ser o homem a frente da equipe dos Vikings. Tido por muitos torcedores como um técnico ruim, Zimmer tem se mostrado consistente e, mesmo com equipes teoricamente fracas e sem um QB excelente, tem feito boas campanhas baseadas em suas defesas sólidas. Ano passado, chegou a abrir a temporada 5-0, mas o carro desandou e o time acabou ficando fora dos playoffs.

11° Jason Garrett

11 8 8 12 12 13 11

Time: Dallas Cowboys

Idade: 51 anos

Career highlights and awards

NFC Offensive player of the week (1994) / 2× Super Bowl champion (XXVIII, XXX) / PFWA Assistant Coach of the Year (2007) / NFL Coach of the Year (2016)

Head coaching record

Regular season: 58–46 (.558)

Postseason: 1–2 (.333)

Career: 59–48 (.551)

Jason Garrett, que foi QB nos seus tempos de NFL (jogou muito pouco), é head coach dos Cowboys desde 2010. Em seis anos à frente do time teve, no ano passado, a melhor campanha de sua carreira. Puxado pelos calouros Dak Prescott e Ezekiel Elliott, o time de Dallas chegou à semifinal de conferência, onde acabaram derrotados pelos Packers, em um FG no final da partida.

10° Dan Quinn

13 9 12 10 13 8 14 9

Time: Atlanta Falcons

Idade: 46 anos

Career highlights and awards

Super Bowl Champion (XLVIII) / 3x NFC Champion (2013, 2014, 2016)

Head coaching record

Regular season: 19–13 (.594)

Postseason: 2–1 (.667)

Career: 21–14 (.600)

Outro head coach de mentalidade defensiva, Quinn teve sua carreira impulsionada quando atuava como coordenador defensivo dos Seahawks em 2013 e 2014, naquele grande time cuja defesa ficou conhecida como Legion of Boom – time que, inclusive, foi campeão do SB XLVIII dando uma surra nos Broncos de Manning. Em 2015, foi anunciado HC dos Falcons que, por incrível que pareça, vem se destacando por sua força ofensiva. Perderam o último SB na prorrogação para os Patriots, após sofererem uma virada improvável, no que ficou conhecido como um dos melhores Super Bowls já vistos na história do esporte.

09° Ron Rivera

12 5 9 14 10 9 5 15

Time: Carolina Panthers

Idade: 55 anos

Career highlights and awards

2× NFC champion (2006, 2015) / 2x AP NFL Coach of the Year (2013, 2015) / 2× PFWA NFL Coach of the Year (2013, 2015) /PFWA NFL Assistant Coach of the Year (2005)

Head coaching record

Regular season: 50–37–1 (.574)

Postseason: 3–3 (.500)

Career: 53–40–1 (.569)

Ron Rivera teve uma carreira boa como jogador na NFL. Atuou pelos Bears como linebacker de 1984 a 1992, inclusive vencendo o SB XX. Como membro da comissão técnica, principalmente na parte defensiva, passou por Bears, Eagles e Chargers, até ser contratado, em 2011, como HC dos Panthers. Junto com Cam Newton, chegou a disputar o Super Bowl em 2016, mas perdeu para os Broncos. Em 2013 e 2015, foi nomeado o Coach of the Year pela imprensa especializada.

Pouco tiozão.

08° Jack Del Rio

9 7 11 6 9 7 12

Time: Oakland Raiders

Idade: 54 anos

Career highlights and awards

2× All-PAC-10 (1982, 1983) / Third-team All-American (1983) / Consensus All-American (1984) / Second-team All-PAC-10 (1984) / Pop Warner Trophy (1984) / Rose Bowl Co-MVP (1985) / NFL All-Rookie Team (1985) / Saints Rookie of the Year Award (1985) / Pro Bowl (1994) / Super Bowl champion (XXXV) / USC Athletic Hall of Fame (2015) / Earle “Greasy” Neale Award

Head coaching record

Regular season: 87–84 (.509)

Postseason: 1–3 (.250)

Career: 88–87 (.503)

Jack Del Rio foi, assim como Rivera, um grande atleta na NFL. Iniciou sua carreira como jogador atuando como linebacker dos Saints. Passou também por Chiefs, Cowboys, Vikings e Dolphins, durante seus 11 anos como profissional. Em 1997, assumiu um cargo na comissão dos Saints, e de lá pra cá só foi crescendo. Foi HC dos Jaguars de 2003 a 2011 e, em 2015, assumiu os Raiders, já levando o time aos playoffs na última temporada. Venceu o SB XXXV como treinador de LBs dos Ravens.

07° Bill O’Brien

10 14 8 9 7 4 6

Time: Houston Texans

Idade: 47 anos

Career highlights and awards

Paul “Bear” Bryant Award (2012) / Big Ten Coach of the Year (2012) / Maxwell Coach of the Year (2012) / AT&T-ESPN Coach of the Year (2012) / 2× AFC champion (2007, 2011)

Head coaching record

Regular season: 27–21 (.563)

Postseason: 1–2 (.333)

Career: 28–23 (.549)

HC de Penn State, um dos principais times de futebol americano universitário, em 2012 e 2013, Bill O’Brien foi contratado pelos Texans em 2014 para buscar um título inédito para a franquia. Desde que chegou, foi aos playoffs todos os anos, mas a falta de um QB de qualidade tem atrapalhado seus planos. Com a chegada da sensação DeShaun Watson para 2017, a esperança que ronda a cidade de Houston por vôos maiores é alta.

 06° Andy Reid

8 6 3 7 6 6 7 3

Time: Kansas City Chiefs

Idade: 59 anos

Career highlights and awards

Eagles career wins’ record (130) / 6× NFC East Division Champion (2001, 2002, 2003, 2004, 2006, 2010) / NFC Champion (2004) / AP Coach of the Year (2002) / Sporting News Coach of Year (2000, 2002) / Pro Football Weekly Coach of Year (2002) / Maxwell Club NFL Coach of Year (2000, 2002) / Philadelphia Eagles 75th Anniversary Team

Head coaching record

Regular season: 173–114–1 (.602)

Postseason: 11–12 (.478)

Career: 184–125–1 (.595)

Um dos grandes treinadores da história da NFL, Reid comandou os Eagles de 1999 a 2012, sendo o recordista de vitórias por essa franquia (130). Foi seis vezes campeão de divisão na Filadélfia, em 2001, 2002, 2003, 2004, 2006 e 2010. Em 2004, levou a NFC e foi vice-campeão do Super Bowl. Em 2009, perdeu a final da NFC para os Cardinals. Em 2013, foi contratado como HC dos Chiefs, onde está até hoje. Pelo time de Kansas City, vem fazendo ótimas campanhas, mesmo com um QB mediano como Alex Smith à frente do time.

05° Bruce Arians

4 13 6 4 2 4 3 7

Time: Arizona Cardinals

Idade: 64 anos

Career highlights and awards

2× Super Bowl champion (XL, XLIII) / 3× AFC champion (2005, 2008, 2010) / 2× NFL Coach of the Year (2012, 2014)

Head coaching record

Regular season: 45–21–1 (.679)

Postseason: 1–2 (.333)

Career: 46–23–1 (.664)

Arians tentou ser QB, mas melhor pularmos essa parte. Seu sucesso veio mesmo como treinador. Com uma grande mentalidade ofensiva, teve excelentes trabalhos nos Steelers e nos Colts, como coordenador ofensivo. Em 2013, substituiu Ken Wisenhunt nos Cardinals e fez excelentes campanhas, chegando inclusive à final da NFC na temporada de 2015. Em 2012 e 2014, venceu o prêmio de HC do Ano. Como head coach dos Cardinals, vem fazendo um excelente trabalho, e dá esperanças à torcida do time para os próximos anos.

 04° Mike Tomlin

2 3 5 5 3 3 9 4

Time: Pittsburgh Steelers

Idade: 45 anos

Career highlights and awards

Super Bowl champion (XLIII) / 2× AFC champion (2008, 2010) / 5× AFC North champion (2007, 2008, 2010, 2014, 2016) / Motorola NFL Coach of the Year (2008) / Super Bowl champion (XXXVII)* / NFC champion (2002)*

*assistant coach

Head coaching record

Regular season: 103–57 (.644)

Postseason: 8–5 (.615)

Career: 111–62 (.642)

Tomlin, que iniciou sua carreira na NFL como técnico de DBs nos Bucs, ganhou muito respeito após assumir como HC dos Steelers, em 2007. Venceu o Super Bowl XLIII em uma partida memorável contra os Cardinals e, em 2008 foi considerado o técnico do ano. Além disso, detém um coaching record invejável de .644, um dos maiores da liga. Na pós temporada, seu coaching record também é excelente, com .615. Em uma equipe altamente qualificada, puxada pelo triplete Big Ben, Antonio Brown e Le’Veon Bell, Tomlin tem tudo para aumentar o número de vitórias .

03° John Harbaugh

6 4 4 2 4 5 2 5

Time: Baltimore Ravens

Idade: 54 anos

Career highlights and awards

Super Bowl champion (XLVII)

Head coaching record

Regular season: 85–59 (.590)

Postseason: 10–5 (.667)

Career: 95–64 (.597)

John Harbaugh é técnico dos Ravens desde 2008. Sua formação vem de Special Teams: foi coordenador dos Eagles de 1998 a 2007. Ele, inclusive, usa jogadas mirabolantes em seu time de especialistas até hoje. No Super Bowl XLVII, em que foi campeão, no último lance da partida ele proporcionou um lance bizarro de safety, selando a vitória. Com um coaching record de .590 na temporada regular e de .667 nos playoffs, Harbaugh merece a posição no top 3. Como curiosidade, no SB XLVII ele enfrentou o 49ers, que tinha como HC seu irmão Jim Harbaugh, hoje técnico de Michigan no futebol americano universitário – e que certamente estaria entre os melhores deste ranking se ainda estivesse na NFL (aceitem, haters!).

Cadê o chicletes?

02° Pete Carroll

3 2 2 3 5 2 8 2

Time: Seattle Seahawks

Idade: 65 anos

Career highlights and awards

Super Bowl championship (XLVIII) / 2× NFC champion (2013, 2014) / AP national champion (2003, 2004) / 4× Rose Bowl champion (2003, 2006–2008) / 2× Orange Bowl champion (2002, 2004)

Head coaching record

Regular season: 101–69–1 (.594)

Postseason: 10–7 (.588)

Career: 110–76–1 (.591)

Um dos grandes treinadores da história do futebol americano, Pete Carroll é treinador dos Seahawks desde 2010. De 2001 a 2009, comandou o time de USC no futebol americano universitário. Ele é um de apenas três técnicos que foram campeões no College e na NFL (os outros são Jimmy Jonhson e Barry Switzer). Carroll tem uma carreira invejável, especialmente na NCAA, onde teve um recorde de .814. Na NFL, é o líder do time de Seattle, onde não é somente HC, mas também VP. É atualmente o HC mais velho da NFL, com 65 anos.

01° Bill Belichick

1 1 1 1 1 1 1 1

Time: New England Patriots

Idade: 65 anos

Career highlights and awards

5× Super Bowl champion (XXXVI, XXXVIII, XXXIX, XLIX, LI) / 3× AP NFL Coach of the Year (2003, 2007, 2010) / NFL 2000s All-Decade Team / 2x Super Bowl champion (XXI, XXV)*

*As a defensive coordinator

Head coaching record

Regular season: 237–115 (.673)

Postseason: 26–10 (.722)

Career: 263–125 (.678)

Número 1 unânime e de longe o melhor HC da liga. Muitos já o consideram o melhor HC da história da NFL. Como coordenador defensivo, levou os SBs XXI e XXV, pelos Giants. Como HC, venceu outras cinco vezes, todas com o New England Patriots. Melhor treinador da NFL em 2003, 2007 e 2010, Bill Belichick ainda pode vencer mais, e isso é o que impressiona. Seus times são sempre muito dominantes e, para 2017, o Patriots parece continuar invencível. Ele assumiu os Patriots em 2000 e terminou a temporada 5-11; sua única temporada com mais derrotas do que vitórias. Desde 2001, Belichick e os Patriots só não venceram a AFC East em duas das 16 temporadas, uma supremacia absurda. Desde que comanda o time de New England, Belichick chegou a sete Super Bowls.

Algumas curiosidades do ranking:

  • Bill Belichick é a única unanimidade no Top 3 e Top 5. Inclusive, todos os votantes o selecionaram como o melhor HC da NFL;
  • Bruce Arians é o HC com maior diferença entre dois rankings: é o segundo no do Ivo, e décimo terceiro no do Digo;
  • Um total de 21 técnicos diferentes foram citados, veja na tabela final abaixo;
  • O top 15 contempla 8 técnicos da NFC e 7 da AFC;
  • 9 HCs são comuns a todos os rankings: Belichik, Carroll, Harbaugh, Tomlin, Arians, Reid, Rivera, Quinn e Zimmer;
  • 11 deles já foram campeões do Super Bowl, seja como HC ou apenas como participante da comissão técnica: Belichick, Carroll, Harbaugh, Tomlin, Arians, Del Rio, Rivera, Quinn, Garrett, Zimmer, McCarthy e Payton.
  • Ficaram fora do top 15, em ordem: Jay Gruden (WAS), John Fox (CHI), Kyle Shanahan (SF), Hue Jackson (CLE), Marvin Lewis (CIN) e Jim Caldwell (DET);
  • Todos os treinadores citados são milionários!

Top Pick Six #8: os 15 melhores S da NFL

A temporada se aproxima: restam apenas dois meses e meio para o início da pré-temporada, onde já poderemos ver alguns jogos e extrair as primeiras impressões dos times.

Hoje, nossa lista contempla os 15 melhores S (safeties) da NFL. Eles são os responsáveis por cobrir o fim do campo, no setor defensivo, ou seja, normalmente defendem passes longos. Algumas formações, com a intenção de surpreender o ataque adversário, mandam os safeties em blitz, para que eles façam o sack no QB adversário. Alguns dos principais nomes da posição na história da NFL são Ronnie Lott, Ken Houston, Paul Krause, Troy Polamalu e Ed Reed.

Nos mesmos moldes das listas que já fizemos, ao todo 8 pessoas selecionaram seus 15 melhores S entrando na temporada de 2017. Não é uma lista que contém os 15 melhores do ano passado. Não é uma lista contendo os 15 melhores para o futuro da franquia. É uma lista com os 15 melhores, jogadores essenciais e que podem fazer a diferença para seus times nesse ano – excluindo o draft, claro.

Para confecção do ranking, cada um selecionou 15 jogadores. Se o jogador estava na posição 1, lhe atribuí 1 ponto. Na posição 2, 2 pontos, e assim sucessivamente. Se o jogador não apareceu na sua lista, atribuí – pontos. Os jogadores com menos pontos, em média, (soma dos valores dividido por 8) ficou em primeiro lugar, e assim por diante. É possível verificar as somas na tabela ao final desta coluna.

Participaram da formulação do ranking:

Integrantes do Pick Six: Cadu, Digo, Ivo, Murilo e Xermi.

Duas pessoas referência na internet quando o assunto é NFL e que, diferente de nós, realmente sabem o que falam sobre football: Felipe, do @oQuarterback e Vitor, do @tmwarning.

– E um leitor convidado!

Embaixo dos nomes dos jogadores, coloquei a ordem que cada um de nós classificou este jogador. Caso ele não esteja no top 15 de alguém, um traço está no lugar. A ordem é Xermi, Digo, Cadu, Murilo, Ivo, Felipe, Vitor e Diego. Vamos ao que interessa! 

15° Johnathan Cyprien

10 14 12 7

Time: Tennessee Titans

Idade: 26 anos

Draft: 2013 / Round: 2 / Pick: 33

College: Florida International

Career Stats:

Total tackles: 453

Sacks: 2.0

Forced fumbles: 4

Fumble recoveries: 2

Interceptions: 2

Pass deflections: 16

Cyprien, draftado pelos Jaguars em 2013, sempre foi um jogador muito consistente, com números parecidos em todos os anos que jogou na NFL. Este ano, mudou de casa, mas continua na mesma divisão: jogará pelos Titans, reforçando uma defesa historicamente com problemas.

14° Darian Stewart

15 6 10 10

Time: Denver Broncos

Idade: 28 anos

Draft: 2010, Undrafted

College: South Carolina

Career Stats:

Tackles: 331

Quarterback sacks: 4.0

Pass deflections: 38

Interceptions: 6

Forced fumbles: 6

Touchdowns: 1

Stewart iniciou na NFL em 2010, atuando pelos Rams, mesmo sem ser draftado. Depois de três anos em St. Louis, passou por uma temporada também sólida pelos Ravens, mas no ano seguinte já se mudou para Denver, onde viveu uma fase excelente, inclusive vencendo o SB 50. No final do ano passado, os Broncos estenderam seu contrato até 2020, em um negócio no valor de 30 milhões de dólares.

13° Keanu Neal

14 13 13 10 15 15 9

Time: Atlanta Falcons

Idade: 21 anos

Draft: 2016 / Round: 1 / Pick: 17

College: Florida

Career Stats:

Total tackles: 106

Sacks: 0.0

Forced fumbles: 5

Pass deflections: 8

Interceptions: 0

Mal começou na NFL e este garoto já aparece em nosso ranking. Neal foi uma escolha de primeiro round em 2016 e entregou o que se esperava dele. Mesmo perdendo as duas primeiras semanas da temporada devido à uma lesão no joelho, foi fundamental na boa campanha dos Falcons. Espera-se ainda mais dele para 2017.

“Os meninos são intensos”, também chamado “se não rolar aquela multinha anual tá pouco”.

12° Reshad Jones

9 14 3 10

Time: Miami Dolphins

Idade: 29 anos

Draft: 2010 / Round: 5 / Pick: 163

College: Georgia

Career Stats:

Tackles: 555

Quarterback sacks: 9.0

Pass deflections: 40

Interceptions: 16

Forced fumbles: 3

Touchdowns: 3

Desde 2010 atuando na secundária dos Dolphins, Jones teve seu melhor ano em 2015, quando foi ao Pro Bowl. No ano passado, sofreu uma séria lesão no joelho que o tirou da temporada, mas deve voltar ainda melhor neste ano, no fortalecido elenco de Miami. Caso não volte bem, os Dolphins rasgaram dinheiro: em março, assinaram uma extensão contratual de 60 milhões de dólares.

11° Malcolm Jenkins

9 12 15 11 14 11 8

Time: Philadelphia Eagles

Idade: 29 anos

Draft: 2009 / Round: 1 / Pick: 14

College: Ohio State

Career Stats:

Total tackles: 619

Sacks: 5.5

Passes defended: 72

Interceptions: 14

Forced fumbles: 10

Touchdowns: 7

Campeão do Super Bowl XLIV com os Saints e Pro Bowler em 2015, Jenkins tem uma carreira muito sólida. Pelos Eagles, onde atua desde 2014, participou de todos os jogos. Jenkins é também um filantropo fora de campo: é fundador da The Malcolm Jenkins Foundation, especializada em mentoria, desenvolvimento de caráter, liderança, educação e saúde. 

10° Ha Ha Clinton-Dix

12 9 11 11 13 11 5

Time: Green Bay Packers

Idade: 24 anos

Draft: 2014 / Round: 1 / Pick: 21

College: Alabama

Career Stats:

Total tackles: 272

Sacks: 4.5

Pass deflections: 16

Interceptions: 8

Forced fumbles: 2

Tendo sido um recruta cinco estrelas pela grande maioria da mídia especializada, foi selecionado na primeira rodada do draft de 2014 pelos Packers. Ele, que atuou em Alabama na faculdade, foi ao Pro Bowl no ano passado e ao que tudo indica tem tudo pra ser um dos melhores safeties da NFL no futuro.

09° T.J. Ward

11 15 8 7 7 12 8 11

Time: Denver Broncos

Idade: 30 anos

Draft: 2010 / Round: 2 / Pick: 38

College: Oregon

Career Stats:

Tackles: 564

Quarterback sacks: 8.5

Passes defended: 41

Interceptions: 8

Forced fumbles: 10

Touchdowns: 2

Ward, que teve sua breakout season em 2013, quando ainda atuava pelos Browns, só foi ganhar um Super Bowl fora de Cleveland (meio óbvio): venceu o SB 50 com a magnífica defesa dos Broncos, onde joga até hoje. Já foi a três Pro Bowls e ainda não dá sinais de fraqueza, sempre mostrando que ainda tem gás no tanque pra continuar jogando em alto nível.

08° Devin McCourty

7 7 7 3 6 5 7

Time: New England Patriots

Idade: 29 anos

Draft: 2010 / Round: 1 / Pick: 27

College: Rutgers

Career Stats:

Total tackles: 535

Sacks: 2.0

Forced fumbles: 8

Interceptions: 19

Pass deflections: 71

Return yards: 846

Mais uma das grandes escolhas de Belichik nos drafts, McCourty é um safety excepcional e consistente. Com 19 interceptações na carreira, é um dos grandes nomes da posição. Curiosamente, McCourty tem um irmão gêmeo na NFL, o atual free agent Jason McCourty (cornerback cujo último time foi o Titans).

Barba lendária pra combinar com a bola que joga.

07° Eric Weddle

6 10 6 6 5 9 2 12

Time: Baltimore Ravens

Idade: 32 anos

Draft: 2007 / Round: 2 / Pick: 37

College: Utah

Career Stats:

Tackles: 939

Quarterback sacks: 7.5

Pass deflections: 84

Interceptions: 23

Forced fumbles: 6

Touchdowns: 4

Weddle, na NFL desde 2007, construiu uma carreira muito sólida. Foi o líder de interceptações na temporada de 2011, participou de quatro Pro Bowls e foi escolhido duas vezes para a seleção titular All-Pro da liga. Atuou no Chargers de 2007 a 2015, e ano passado fez boa temporada pelos Ravens, participando todos os jogos e anotando quatro interceptações.

06° Kam Chancellor

8 8 10 5 4 2 14 4

Time: Seattle Seahawks

Idade: 29 anos

Draft: 2010 / Round: 5 / Pick: 133

College: Virginia Tech

Career Stats:

Tackles: 557

Quarterback sacks: 2.0

Interceptions: 12

Passes defended: 42

Forced fumbles: 8

Outro grande atleta que vem tendo uma carreira muito consistente é Kam Chancellor. Pertencente à grande secundária dos Hawks, ele já foi a quatro Pro Bowls e venceu o Super Bowl XLVIII com o time de Seattle. Draftado apenas no quinto round, é considerado uma steal, pois atuando na universidade Virginia Tech era considerado um recruta de apenas duas a três estrelas pela mídia especializada.

05° Harrison Smith

2 2 4 8 8 6 3

Time: Minnesota Vikings

Idade: 28 anos

Draft: 2012 / Round: 1 / Pick: 29

College: Notre Dame

Career Stats:

Total tackles: 411

Sacks: 7.5

Interceptions: 12

Pass deflections: 28

Touchdowns: 4

Forced fumbles: 3

Free Safety dos Vikings draftado em 2012, Smith vem marcando seu nome na liga. Tendo atuado em dois Pro Bowls, o jogador é sempre evitado pelos QBs adversários, devido a seu grande atleticismo e talento defendendo a secundária – Harrison Smith só não tem número ainda melhores porque sofreu muito com lesões em sua carreira.

Nada como brincar de WR com Eli Manning.

04° Landon Collins

5 5 5 9 9 8 6 1

Time: New York Giants

Idade: 23 anos

Draft: 2015 / Round: 2 / Pick: 33

College: Alabama

Career Stats:

Total tackles: 237

Sacks: 4.0

Pass deflections: 22

Interceptions: 6

Forced fumbles: 1

Defensive touchdowns: 1

Draftado em 2015 pelos Giants, Collins tem desenvolvido muito o seu jogo desde sua entrada na liga, tornando-se uma dos principais atletas na posição. Ano passado já foi ao Pro Bowl e foi considerado o jogador de defesa do ano na NFC. Em 2016, inclusive, anotou cinco interceptações, uma delas retornada 44 jardas para TD. É claramente, hoje, peça fundamental no setor defensivo dos Giants.

03° Tyrann Mathieu

3 4 3 4 2 7 4 3

Time: Arizona Cardinals

Idade: 24 anos

Draft: 2013 / Round: 3 / Pick: 69

College: LSU

Career Stats:

Total tackles: 230

Sacks: 3.0

Forced fumbles: 3

Pass deflections: 34

Interceptions: 9

Touchdowns: 1

Honey Badger ou Texugo do Mel, como é conhecido, este jogador de apenas 1,75m de altura parece não ter medo de nada. Mathieu, por problemas extra-campo, só foi draftado no terceiro round em 2013, mesmo tendo talento para ser selecionado primeiro. Atuando nos Cardinals ao lado de seu companheiro de faculdade Patrick Peterson (ambos jogaram juntos em LSU), Honey Badger é o exemplo safety agressivo que muitos times buscam, e está muito bem colocado em nosso top 3. Outro jogador que, não fossem as lesões, teria números ainda mais impressionantes.

02° Eric Berry

4 3 2 1 3 1 5 6

Time: Kansas City Chiefs

Idade: 28 anos

Draft: 2010 / Round: 1 / Pick: 5

College: Tennessee

Career Stats:

Total tackles: 427

Sacks: 5.5

Interceptions: 14

Forced fumbles: 3

Pass deflections: 50

Defensive touchdowns: 5

Além dos cinco Pro Bowls e três seleções First Team All-Pro que leva nas costas, Berry venceu o prêmio de Comeback Player of the Year em 2015. Isso porque, em 8 de Dezembro de 2014, foi diagnosticado com o linfoma de Hodgkin. Na offseason, após sessões de quimioterapia, foi considerado livre do câncer e voltou a jogar. O mais impressionante sobre essa história é que Berry manteve os treinos físicos da NFL durante o seu período de tratamento, o que só mostra sua vontade de vencer e continuar jogando.

01° Earl Thomas

1 1 1 2 1 4 1 2

Time: Seattle Seahawks

Idade: 28 anos

Draft: 2010 / Round: 1 / Pick: 14

College: Texas

Career Stats:

Total tackles: 554

Pass deflections: 56

Interceptions: 23

Forced fumbles: 9

Touchdowns: 2

O líder da Legion of Boom, Thomas foi quase uma unanimidade como melhor safety da NFL. Ele, que foi a cinco Pro Bowls seguidos de 2011 a 2015, é um dos atletas mais atléticos da liga, com excelentes números durante toda sua carreira. No ano passado, em um jogo contra os Panthers na semana 13, quebrou a tíbia e foi colocado no IR. Mas, se tudo der certo, voltará e continuará a ser a estrela dessa defesa!

Algumas curiosidades do ranking:

  • Neste ranking, não há nenhuma unanimidade no Top 3;
  • No Top 5, apenas Earl Thomas é unanimidade;
  • Harrison Smith é o jogador com maior diferença entre dois rankings: é o segundo nos do Xermi e Digo, e não foi citado pelo Diego;
  • Um total de 24 jogadores diferentes foram citados, veja na tabela final abaixo.
  • O top 15 contempla 8 jogadores da NFC e 7 da AFC.
  • 7 jogadores são comuns a todos os rankings: Thomas, Berry, Mathieu, Collins, Chancellor, Weddle, Ward;
  • 7 jogadores foram escolhas de primeiro round em seus drafts: Thomas, Berry, Smith, McCourty, Clinton-Dix, Jenkins e Neal;
  • 6 jogadores são campeões do Super Bowl: Thomas, Chancellor, McCourty, Ward, Jenkins e Stewart;
  • Ficaram fora do top 15, em ordem: Glover Quinn (DET), Tony Jefferson (BAL), Reggie Nelson (OAK), Karl Joseph (OAK), Kenny Vaccaro (NO), George Iloka (CIN), Morgan Burnett (GB), Clayton Geathers (IND), Adrian Amos (CHI).
  • Todos os atletas citados são milionários!

Top Pick Six #7: os 15 melhores RBs da NFL

Após uma pausa nos rankings devido ao draft (que emoção hein, Bears?), o ranking de hoje lista os 15 melhores RBs (running backs) da NFL. Os RBs são os responsáveis por carregar a bola por via terrestre. Alguns dos principais nome da posição na história são Jim Brown, Emmitt Smith, Marshall Faulk, LaDainian Tomlinson e Barry Sanders. 

Nos mesmos moldes das listas que já fizemos, ao todo 8 pessoas selecionaram seus 15 melhores RBs entrando na temporada de 2017. Não é uma lista que contém os 15 melhores do ano passado. Não é uma lista contendo os 15 melhores para o futuro da franquia. É uma lista com os 15 melhores, jogadores essenciais e que podem fazer a diferença para seus times nesse ano – excluindo o draft, claro. 

Para confecção do ranking, cada um selecionou 15 jogadores. Se o jogador estava na posição 1, lhe atribuí 1 ponto. Na posição 2, 2 pontos, e assim sucessivamente. Se o jogador não apareceu na sua lista, atribuí – pontos. Os jogadores com menos pontos, em média, (soma dos valores dividido por 8) ficou em primeiro lugar, e assim por diante. É possível verificar as somas na tabela ao final desta coluna.

Participaram da formulação do ranking:

Integrantes do Pick Six: Cadu, Digo, Ivo, Murilo e Xermi.

Duas pessoas referência na internet quando o assunto é NFL e que, diferente de nós, realmente sabem o que falam sobre football: Felipe, do @oQuarterback e Vitor, do @tmwarning.

– E um leitor convidado!

Embaixo dos nomes dos jogadores, coloquei a ordem que cada um de nós classificou este jogador. Caso ele não esteja no top 15 de alguém, um traço está no lugar. A ordem é Xermi, Digo, Cadu, Murilo, Ivo, Felipe, Vitor e Anna. Vamos ao que interessa!

TOP PICK SIX 1: OS 15 MELHORES WRs DA NFL

15° Carlos Hyde

– | – | 12 | 14 | – | 15 | 7 | –

Time: San Francisco 49ers

Idade: 26 anos

Draft: 2014 / Round: 2 / Pick: 57

College: Ohio State

Career Stats:

Rushing attempts: 402

Rushing yards: 1,753

Rushing average: 4.4

Rushing touchdowns: 13

 Ninguém se importa com Carlos Hyde ou com o San Francisco 49ers. Não seremos nós que mudaremos isso.

14° Mark Ingram

– | 9 | 14 | 12 | – | – | 10 | –

Time: New Orleans Saints

Idade: 27 anos

Draft: 2011 / Round: 1 / Pick: 28

College: Alabama

Career Stats:

Rushing attempts: 953

Rushing yards: 4,238

Rushing touchdowns: 32

Receptions: 149

Receiving yards: 1,012

Receiving touchdowns: 4

Demorou, mas Mark Ingram Jr parece ter finalmente alcançando todo o seu potencial nos últimos anos, produzindo mais de 1000 jardas pela terceira temporada consecutiva (no esquema de New Orleans, produzir mil jardas sendo RB é um milagre), depois de parecer um forte candidato a bust saído de Alabama na primeira rodada do draft. Entretanto, Sean Payton e os Saints não estão tão impressionados quanto nossos rankeadores: além de ter dividido oportunidades com o medíocre Tim Hightower em 2016, o time foi atrás do lendário Adrian Peterson e gastou uma escolha de segunda rodada em Alvin Kamara, o que indica a formação de um monstro de três cabeças – que pode ser excepcional para o ataque de Drew Brees, mas deve diminuir bastante a importância fantasystica de Ingram.

13° Spencer Ware

11 | – | – | 9 | – | 13 | 9 | 13

Time: Kansas City Chiefs

Idade: 25 anos

Draft: 2013 / Round: 6 / Pick: 194

College: LSU

Career Stats:

Rushing attempts: 289

Rushing yards: 1,334

Rushing touchdowns: 9

Receptions: 39

Receiving yards: 452

Receiving touchdowns: 2

É possível que um time tenha tanta sorte a ponto de passar de um Jammal Charles a um Jammal Charles 2.0 sem nem sentir as dores da transição? Com o Chiefs, parece que acontecerá. Ware, que também jogou baseball em LSU, foi draftado pelos Seahawks em 2013, chegou a estar fora da NFL por todo 2014 (nem sequer figurou em um practice squad), mas aproveitou a oportunidade que teve e parece que não largará mais: após lesões consecutivas do antigo titular absoluto, Charles, e do reserva imediato, Charcandrick West, Ware tomou a posição, atuou bem tanto no jogo corrido como no aéreo, essencial atualmente, e deixou Kansas City sem qualquer dor de cabeça em ver Jammal Charles vazar.

TOP PICK SIX #2: OS 15 MELHORES CBs DA NFL

12° LeGarrette Blount

– | – | 11 | 10 | – | 9 | – | 5

Time: Free Agent

Idade: 30 anos

Draft: 2010, Undrafted

College: Oregon

Career Stats:

Rushing yards: 5,122

Rushing average: 4.4

Rushing touchdowns: 49

Receptions: 45

Receiving yards: 337

Receiving touchdowns: 1

Talvez soe absurdo que ele esteja nos rankings de melhor alguma coisa que não envolva falar do seu cabelo ou do seu sorriso. O fato de que ele será facilmente substituído por Mike Gillislee ou qualquer outro sem-nome (Mike Tolbert, que tal?) que Belichik quiser. Então vamos aguardar Blount encontrar um time e nos provar que estávamos errados.

Já ganhei essa porra.

11° Jordan Howard

5 | 10 | 9 | – | 10 | – | 11 | –

Time: Chicago Bears

Idade: 22 anos

Draft: 2016 / Round: 5 / Pick: 150

College: UAB / Indiana

Career Stats:

Rushing attempts: 252

Rushing yards: 1,313

Rushing touchdowns: 6

Receptions: 29

Receiving yards: 298

Receiving touchdowns: 1

Para todo o hype que costumamos dar para jogadores ofensivos chegando à NFL, Howard começou 2016 como um ilustre desconhecido, selecionado no terceiro dia do draft sem ter tido uma carreira excepcional na universidade. Entretanto, ele encontrou seu lugar na NFL: superou (também se aproveitando de suas lesões) veteranos como Jeremy Langford e Ka’Deem Carey que pareciam destinados a substituir Matt Forte e estabeleceu-se como a principal arma do ataque dos Bears, sem dever nada a seu antecessor. Curiosidade: Howard foi o quinto RB rookie da história de Chicago a correr para mais de mil jardas – pelo menos corredores eles sabem selecionar.

TOP PICK SIX #3: OS 15 MELHORES TEs DA NFL

10° Todd Gurley

9 | 7 | 6 | 13 | 15 | 8 | 15 | –

Time: Los Angeles Rams

Idade: 22 anos

Draft: 2015 / Round: 1 / Pick: 10

College: Georgia

Career Stats:

Rushing attempts: 507

Rushing yards: 1,991

Rushing average: 3.9

Receptions: 64

Receiving yards: 515

Total touchdowns: 16

Gurley teve um grande início de carreira, vencendo o prêmio de Offensive Rookie of The Year. A última temporada não foi das melhores, mas temos que considerar o ambiente que ele estava: o ataque pouco criativo de um time comandado por Jeff Fisher, e que ainda contava com uma linha ofensiva abaixo da crítica. Com a chegada de Sean McVay, a tendência é que ele retome sua produção de calouro, até mesmo para tirar o peso dos ombros de Jared “is he a bust yet?” Goff.

 09° Jay Ajayi

8 | 6 | 8 | 11 | 9 | 10 | 12 | –

Time: Miami Dolphins

Idade: 23 anos

Draft: 2015 / Round: 5 / Pick: 149

College: Boise State

Career Stats:

Rushing yards: 1,459

Rushing average: 4.7

Rushing touchdowns: 9

Receptions: 34

Receiving yards: 241

Receiving touchdowns: 0

Mais difícil que saber qual a pronúncia certa de seu nome, só derrubar Jay Ajayi. O RB anotou múltiplos jogos com mais de 200 jardas na última temporada, e mais um ano no ataque de Adam Gase só deve ajudar o jogador a se estabelecer de vez como um dos grandes nomes da posição na liga.

08° Melvin Gordon

10 | 13 | 10 | 8 | 8 | 7 | 13 | 9

Time: Los Angeles Chargers

Idade: 24 anos

Draft: 2015 / Round: 1 / Pick: 15

College: Wisconsin

Career Stats:

Rushing yards: 1,638

Average: 3.7

Rushing touchdowns: 10

Receptions: 74

Receiving yards: 611

Receiving touchdowns: 2

Depois de um ano sofrível como calouro, Gordon finalmente teve a temporada que se esperava dele quando saiu do College. As 1000 jardas só não vieram por conta de lesão nos últimos jogos e a produção do jogador foi tão boa que até seu mãe decidiu comprar sua jersey.

TOP PICK SIX #4: OS MELHORES LBs DA NFL

07° Lamar Miller

7 | 3 | 13 | 7 | 5 | 11 | 8 | 11

Time: Houston Texans

Idade: 26 anos

Draft: 2012 / Round: 4 / Pick: 97

College: Miami (FL)

Career Stats:

Rushing yards: 4,003

Rushing average: 4.4

Rushing touchdowns: 24

Receptions: 148

Receiving yards: 1,075

Receiving touchdowns: 4

Em um ataque comandado por Brock Osweiller, o encarregado de avançar a bola acabou sendo Miller. Suas 1073 jardas ajudaram muito os Texans a chegar aos playoffs e, mais ainda, seu touchdown da vitória contra os Colts foi uma das grandes jogadas da NFL na temporada.

 06° Devonta Freeman

12 | 8 | 7 | 4 | 6 | 6 | 6 | 4

Time: Atlanta Falcons

Idade: 25 anos

Draft: 2014 / Round: 4 / Pick: 103

College: Florida State

Career Stats:

Rushing attempts: 557

Rushing yards: 2,383

Rushing average: 4.3

Receptions: 157

Receiving yards: 1,265

Total touchdowns: 29

O jogador foi peça importantíssima do ataque estelar dos Falcons em 2016, e, após melhorar ainda mais sua produção depois de um bom ano de 2015, não há porque não acreditar que Freeman pode ser ainda melhor para essa próxima temporada.

Não acreditaram que ele era bom.

TOP PICK SIX #5: OS MELHORES Ks DA NFL

05° DeMarco Murray

6 | 12 | 5 | 5 | 7 | 5 | 4 | 6

Time: Tennessee Titans

Idade: 29 anos

Draft: 2011 / Round: 3 / Pick: 71

College: Oklahoma

Career Stats:

Rushing yards: 6,515

Rushing average: 4.6

Rushing touchdowns: 43

Receptions: 268

Receiving yards: 1,899

Receiving touchdowns: 5

Murray, que teve uma temporada excelente com os Cowboys e depois uma horrível com os Eagles, parece ter se encontrado novamente em Tennessee. Jogando em um ataque terrestre explosivo junto com Derrick Henry e Marcus Mariota, ele deve repetir a boa atuação de 2016 agora em 2017.

04° LeSean McCoy

4 | 5 | 4 | 6 | 4 | 4 | 5 | 7

Time: Buffalo Bills

Idade: 28 anos

Draft: 2009 / Round: 2 / Pick: 53

College: Pittsburgh

Career Stats:

Rushing attempts: 1,898

Rushing yards: 8,954

Rushing touchdowns: 60

Receptions: 382

Receiving yards: 2,930

Receiving touchdowns: 13

McCoy foi trocado dos Eagles para os Bills e vem correspondendo em seu novo time. Apesar de algumas lesões, ele continua um RB produtivo. Já adentrando o final de sua carreira (normalmente os backs se aposentam com 30 anos), McCoy tem totais condições de ser o principal nome do ataque dos Bills (não é muito difícil).

03° Ezekiel Elliott

3 | 4 | 3 | 3 | 3 | 3 | 3 | 2

Time: Dallas Cowboys

Idade: 21 anos

Draft: 2016 / Round: 1 / Pick: 4

College: Ohio State

Career Stats:

Rushing yards: 1,631

Rushing average: 5.1

Rushing touchdowns: 15

Receptions: 32

Receiving yards: 363

Receiving touchdowns: 1

O calouro sensação de 2016 ao lado de Dak Prescott (QB), Ezekiel Elliott teve uma das melhores temporadas de um rookie na posição. Com ele e Prescott sendo o futuro da franquia, e com uma das melhores OLs da liga, não é difícil imaginar um título se aproximando de Dallas em um futuro muito próximo.

TOP PICK SIX #6: OS MELHORES DLs DA NFL

02° David Johnson

1 | 2 | 2 | 2 | 1 | 2 | 2 | 3

Time: Arizona Cardinals

Idade: 25 anos

Draft: 2015 / Round: 3 / Pick: 86

College: Northern Iowa

Career Stats:

Rushing yards: 1,820

Rushing touchdowns: 24

Receiving yards: 1,336

Receiving touchdowns: 8

Return yards: 598

Return touchdowns: 1

Uma máquina tanto de recepções quanto de corridas, Johnson foi uma verdadeira steal para os Cardinals no draft de 2015, quando foi escolhido no terceiro round. David corre com potência e explosão, seguindo muito os buracos que sua OL abre (isso que a OL de Arizona não é lá essas coisas). Se Arizona conseguir se recompor da temporada horrível do ano passado e repetir a boa campanha de 2015, será candidato ao título. Johnson, aliás, ano passado bateu o recorde de mais jogos seguidos com 100 jardas de scrimmage: 15 partidas.

A melhor dupla surgida desde Bruno & Marrone.

01° Le’Veon Bell

2 | 1 | 1 | 1 | 2 | 1 | 1 | 1

Time: Pittsburgh Steelers

Idade: 25 anos

Draft: 2013 / Round: 2 / Pick: 48

College: Michigan State

Career Stats:

Rushing yards: 4,045

Average: 4.5

Total touchdowns: 31

Receptions: 227

Receiving yards: 2,005

Este monstro do backfield foi justamente escolhido como o melhor RB da liga para 2017. Bell, não fossem lesões e problemas com a lei (foi suspenso duas vezes por fumar maconha), teria números até melhores em sua carreira. Sua importância para os Steelers é tanta que quando ele saiu do jogo na final da AFC contra os Patriots, Pittsburgh foi amassado. Bell é fundamental e seu estilo de jogo paciente é uma marca que vem influenciando também outros atletas da NFL.

Algumas curiosidades do ranking:

 – Bell e Johnson são as únicas unanimidades no Top 3.

– Junto com Bell e Johnson, Elliott é a outra unanimidade no Top 5.

– Jordan Howard é o jogador com a maior diferença de posição entre 2 rankings: é o 5º no ranking do Xermi e o não aparece nos rankings do Murilo, Felipe e Anna.

– Um total de 27 jogadores diferentes foram citados, veja na tabela final abaixo.

– O top 15 contempla 7 jogadores da NFC e 8 da AFC.

– 8 jogadores foram escolhas de primeiro round em seus drafts: Elliott, Gordon, Gurley e Ingram.

– Apenas Blount é campão do Super Bowl. Venceu com os Patriots

– Ficaram fora do top 15, em ordem: Latavius Murray (FA), Thomas Rawls (SEA), Tevin Coleman (ATL), Marshawn Lynch (OAK), Adrian Peterson (NO), C.J. Anderson (DEN), Frank Gore (IND), Eddie Lacy (SEA), DeAngelo Williams (PIT), Giovani Bernard (CIN), Jonathan Stewart (CAR), Jeremy Hill (CIN).

– Todos os atletas citados são milionários!

Top Pick Six #6: os 15 melhores DLs da NFL

Dia de mais um ranking no Pick Six! Agora listamos os 15 melhores DL (defensive linemen) da NFL, com DTs (defensive tackle) e DEs (defensive end). Nos mesmos moldes das listas que já fizemos, ao todo 8 pessoas selecionaram seus 15 melhores DLs entrando na temporada de 2017. Não é uma lista que contém os 15 melhores do ano passado. Não é uma lista contendo os 15 melhores para o futuro da franquia. É uma lista com os 15 melhores, jogadores essenciais e que podem fazer a diferença para seus times nesse ano.

Para confecção do ranking, cada um selecionou 15 jogadores. Se o jogador estava na posição 1, lhe atribuí 1 ponto. Na posição 2, 2 pontos, e assim sucessivamente. Se o jogador não apareceu na sua lista, atribuí – pontos. Os jogadores com menos pontos, em média, (soma dos valores dividido por 8) ficou em primeiro lugar, e assim por diante. É possível verificar as somas na tabela ao final desta coluna.

Participaram da formulação do ranking:

Integrantes do Pick Six: Cadu, Digo, Ivo, Murilo e Xermi.

Duas pessoas referência na internet quando o assunto é NFL e que, diferente de nós, realmente sabem o que falam sobre football: Felipe, do @oQuarterback e Vitor, do @tmwarning.

– E um leitor convidado!

Embaixo dos nomes dos jogadores, coloquei a ordem que cada um de nós classificou este jogador. Caso ele não esteja no top 15 de alguém, um traço está no lugar. A ordem é Xermi, Digo, Cadu, Murilo, Ivo, Felipe, Vitor e Rovere.

Vamos ao que interessa!

15° Fletcher Cox
13 | 8 | – | 14 | – | 11 | 7 | 15
Time: Philadelphia Eagles
Idade: 26 anos
Draft: 2012 / Round: 1 / Pick: 12
College: Mississippi State
Career Stats:
Total tackles: 255
Sacks: 28.5
Pass deflections: 9
Forced fumbles: 6
Defensive touchdowns: 1

Abrindo nosso ranking de DLs, Fletcher Cox. Para se ter ideia do quanto bom ele é, em 2012, seu ano de calouro, Cox trocou socos com jogadores dos Lions e foi multado em 21 mil dólares! Após isso, melhorou sua personalidade e seu jogo: com excelentes números durante toda sua carreira assinou, em 2016, uma extensão de contrato de 6 anos, valendo 103 milhões de dólares, com 63 milhões garantidos.

TOP PICK SIX 1: OS 15 MELHORES WRs DA NFL

14° Carlos Dunlap
– | – | – | 8 | 13 | 7 | – | 6
Time: Cincinnati Bengals
Idade: 28 anos
Draft: 2010 / Round: 2 / Pick: 54
College: Florida
Career Stats:
Tackles: 315
Quarterback sacks: 57.0
Pass deflections: 35
Forced fumbles: 15

Dunlap começou seu ano de calouro no banco, mas acabou jogando 12 partidas após substituir atletas lesionados. Carlos terminou aquele ano com 9,5 sacks, o número mais alto anotado por um calouro na história dos Bengals. Em 2013, assinou um contrato de 40 milhões de dólares com o time de Cincinnati, onde já provou seu valor com boas temporadas – dois anos depois, teve a melhor temporada da carreira, com 13,5 sacks e uma vaga no Pro Bowl.

13° Olivier Vernon
8 | 15 | 10 | – | 12 | – | – | 4
Time: New York Giants
Idade: 26 anos
Draft: 2012 / Round: 3 / Pick: 72
College: Miami (FL)
Career Stats:
Total tackles: 259
Sacks: 37.5
Forced fumbles: 4

Vernon iniciou sua carreira dos Dolphins e até teve certo sucesso. Pedindo um salário alto, o time de Miami resolveu negociá-lo e, em 2016, Vernon assinou com os Giants um contrato de 5 anos: 85 milhões de dólares, 52,5 garantidos.

Ao menos sabe comemorar o 4 de julho.

12° Cameron Wake
– | – | 4 | 15 | – | – | 6 | 7
Time: Miami Dolphins
Idade: 35 anos
Draft: 2005, Undrafted
Career Stats:
Total tackles: 288
Sacks: 81.5
Forced fumbles: 21
Fumble recoveries: 2
Interceptions: 1

Cameron só não está ranqueado mais alto porque já tem 35 anos, provavelmente em final de carreira. Draftado em 2005 pelos Giants, mas nem chegou a atuar pela equipe de Nova York e foi dispensado em junho. Sem contrato foi atuar na CFL pelo BC Lions, onde jogou por dois anos. Em 2008, voltou aos EUA e assinou com os Dolphins, onde está até hoje. O time de Miami fez um negócio da China: deu a Wake um contrato de “apenas” 4,9 milhões de dólares, por 4 anos. Este ano, logo após o SB, ele assinou uma extensão até 2018, onde deve atuar suas duas últimas temporadas.

11° Gerald McCoy
7 | 3 | 9 | – | 1 | 1 | – | – | –
Time: Tampa Bay Buccaneers
Idade: 29 anos
Draft: 2010 / Round: 1 / Pick: 3
College: Oklahoma
Career Stats:
Tackles: 222
Quarterback sacks: 42.5
Passes deflections: 19
Forced fumbles: 6

McCoy foi um atleta universitário completo, sendo um dos mais dominantes de sua posição. Não à toa, foi draftado na pick 3 overall. Sua carreira na NFL começou promissora: em sua estréia forçou um fumble na vitória sobre os Browns, em 2010. McCoy já disputou 5 Pro Bowls, o que lhe garantiu, em 2014, um extensão de contrato de 7 anos, valendo 98 milhões de dólares, com 51,5 garantidos. Ele também é um grande filantropo, tendo ajudado diversas pessoas e instituições de Tampa: em 2012, doou US$ 100,000.00 para construção do Tampa Bay Buccaneers Field, onde junto a alguns colegas de time dão aulas de futebol americano para crianças carentes da região.

TOP PICK SIX #2: OS 15 MELHORES CBs DA NFL

10° Ndamukong Suh
11 | 7 | 8 | – | 10 | – | 5 | –
Time: Miami Dolphins
Idade: 30 anos
Draft: 2010 / Round: 1 / Pick: 2
College: Nebraska
Career Stats:
Total tackles: 372
Sacks: 47.0
Forced fumbles: 2
Interceptions: 1
Pass deflections: 26

Um “4-star recruit” ao sair da universidade, Suh foi a pick 2 do draft de 2010, escolhido pelos Lions, após o Rams selecionar Sam Bradford (haha). Suh foi um dos últimos atletas universitários que logo em seu ano de calouro recebeu um contrato muito alto: 5 anos, 68 milhões de dólares, 40 garantidos (hoje essa farra acabou). Suh sempre foi um atleta dominante e, às vezes, se envolvia em confusões – muitos o consideram um jogador sujo. Mesmo assim, jogou em 5 Pro Bowls e, em 2015, assinou com os Dolphins um contrato elevadíssimo de 6 anos, 114 milhões. Esses valores fizeram de Ndamukong o atleta de defesa mais bem pago da história da NFL, ultrapassando J.J. Watt.

Curiosidade: durante sua carreira, Suh já pagou US$ 216,875.00 em multas.

09° Ezekiel Ansah
6 | 10 | – | 6 | 8 | 6 | – | –
Time: Detroit Lions
Idade: 27 anos
Draft: 2013 / Round: 1 / Pick: 5
College: Brigham Young
Career Stats:
Tackles: 163
Sacks: 32.0
Forced fumbles: 9

“Ziggy” Ansah, como é conhecido, tem se mostrado um jogador melhor a cada ano. Ele não era cotado para ser escolhido no draft de 2013 mas, na metade da temporada do college, acabou subindo e chegou a ser colocado no final do primeiro round em alguns mocks. Depois de uma performance absurda no Senior Bowl, Ansah foi considerado o sleeper do draft. Bom, acabou saindo como 5° overall, não tão sleeper. De qualquer forma, sua melhor temporada com os Lions foi em 2015, quando anotou 14,5 sacks, caindo muito de produção em 2016 – sofreu com lesões e teve apenas 2 sacks. Mesmo, assim os Lions usaram a opção do quinto ano de contrato dele e apostam no defensor.

TOP PICK SIX #3: OS 15 MELHORES TEs DA NFL

08° Everson Griffen
12 | 6 | – | 7 | 9 | 8 | 15 | 10
Time: Minnesota Vikings
Idade: 29 anos
Draft: 2010 / Round: 4 / Pick: 100
College: USC
Career Stats:
Total tackles: 234
Sacks: 48.0
Forced fumbles: 7
Fumble recoveries: 4
Interceptions: 1
Defensive touchdowns: 2

Os Vikings conseguiram uma steal no draft ao selecionar Griffen no round 4. Um atleta de força física e habilidades raras, tinha como ídolo Terrell Suggs. Os últimos três anos foram os melhores de sua carreira, e 2017 parece promissor para ele e pra defesa dos Vikings.

Pena que joga no Vikings.

07° Robert Quinn
4 | – | – | 5 | 5 | – | – | 2
Time: Los Angeles Rams
Idade: 26 anos
Draft: 2011 / Round: 1 / Pick: 14
College: North Carolina
Career Stats:
Total tackles: 186
Sacks: 54.0
Forced fumbles: 18
Fumble recoveries: 2
Defensive touchdowns: 1

Quinn é um dos principais jogadores dos Rams (convenhamos, não há muitos). Já tendo atuado em dois Pro Bowls, teve como seu melhor ano 2013, quando anotou incríveis 19 sacks, forçou 7 fumbles e recuperou outros dois. Ano passado ele foi colocado no IR com uma concussão e pode sim, por conta da lesão, sofrer um declínio em 2017. Independente disso, seu talento é grande e há potencial para mais alguns anos jogando em alto nível.

06° Geno Atkins
10 | 12 | 7 | – | 7 | 3 | 8 | –
Time: Cincinnati Bengals
Idade: 29 anos
Draft: 2010 / Round: 4 / Pick: 120
College: Georgia
Career Stats:
Total tackles: 244
Sacks: 52.0
Pass deflections: 6
Forced fumbles: 8
Fumble recoveries: 2
Defensive touchdowns: 1

Outra steal de um draft, Atkins foi selecionado no 4° round de 2010, pelos Bengals. Em 2012, anotou 12,5 sacks, mas no ano seguinte sofreu uma grave lesão nos ligamentos que poderia ter afetado sua carreira. Efeito reverso, desde 2014, Atkins jogou os 16 jogos da temporada regular e foi para três Pro Bowls seguidos.

TOP PICK SIX #4: OS MELHORES LBs DA NFL

05° Joey Bosa
5 | 9 | 3 | 12 | 6 | 15 | 12 | 14
Time: Los Angeles Chargers
Idade: 21 anos
Draft: 2016 / Round: 1 / Pick: 3
College: Ohio State
Career Stats:
Tackles: 41
Sacks: 10.5
Forced fumbles: 1
Fumble recoveries: 0

O que falar deste garoto que mal entrou na NFL e já é top 5 em um de nossos rankings? Bosa é dominante. Apesar de ter perdido alguns jogos ano passado devido à lesões, ele anotou 10,5 sacks e foi considerado o Defensive Rookie of the Year. Sua carreira no college, em Ohio State, também foi excepcional. Bosa iniciou na NFL já de forma controversa: em uma disputa com os Chargers por questões salarias envolvendo seu contrato de calouro, sua mãe chegou a dizer que “deveríamos ter dado uma de Eli Manning”, referindo-se à rejeição de Eli em atuar pelos Chargers, após o draft de 2004.

“Peço desculpas ao jovem Joey Bosa e todos os torcedores do Chargers por um dia ter duvidado de Joey”, Moraes, Rodrigo, 2017.

“Te fode, Rodrigo!”

04° Calais Campbell
9 | – | 6 | 4 | 3 | 5 | 4 | 12
Time: Jacksonville Jaguars
Idade: 30 anos
Draft: 2008 / Round: 2 / Pick: 50
College: Miami (FL)
Career Stats:
Total tackles: 501
Sacks: 56.5
Passes Defended: 42
Forced fumbles: 8
Interceptions: 3
Defensive touchdowns: 1

Campbell jogou até 2016 pelos Cardinals, time que o draftou. Inclusive foi um dos principais atletas do time de Arizona na campanha que os levou à disputa do Super Bowl XLIII. Em 2017, assinou um contrato de 4 anos, 60 milhões, com os Jaguars e deve manter o alto nível de suas atuações por mais alguns anos.

03° Michael Bennett
3 | 4 | – | 3 | 4 | 9 | 3 | 11
Time: Seattle Seahawks
Idade: 31 anos
Draft: 2009, Undrafted
College: Texas A&M
Career Stats:
Tackles: 253
Quarterback sacks: 45.5
Forced fumbles: 8
Pass deflections: 3

Um dos principais jogadores da defesa dos Seahawks, o mais impressionante é que Michael não foi draftado. Seu começo de carreira não foi tão brilhante: logo foi dispensado pelo Seahawks e puxado dos waivers pelos Bucs, onde jogou por quatro temporadas. De volta a Seattle, os melhores anos: venceu o SB XLVIII e teve uma temporada fantástica em 2015, quando anotou 10 sacks, 52 tackles e forçou 2 fumbles.

TOP PICK SIX #5: OS MELHORES Ks DA NFL

02° Aaron Donald
2 | 2 | 2 | 2 | 2 | 2 | 2 | 3
Time: Los Angeles Rams
Idade: 25 anos
Draft: 2014 / Round: 1 / Pick: 13
College: Pittsburgh
Career Stats:
Tackles: 164
Sacks: 28.0
Forced fumbles: 4

Quase uma unanimidade como número 2, Aaron Donald é um dos melhores atletas da NFL, independente da posição. Foi ao Pro Bowl em todas as temporadas que jogou e justificou a escolha de primeiro round em 2014, quando também foi o Defensive Rookie of the Year. Ano passado foi o melhor de sua carreira, com 59 tackles, 28,5 tackles for loss, 11 sacks e 4 fumbles forçados. Em 2017, os Rams optaram pela cláusula de quinto ano de contrato, o que indica que ano que vem, ele assinará se tornará multimilionário.

01° J.J. Watt
1 | 1 | 1 | 1 | 1 | 1 | 1 | 1
Time: Houston Texans
Idade: 28 anos
Draft: 2011 / Round: 1 / Pick: 11
College: Wisconsin
Career Stats:
Tackles: 379
Quarterback sacks: 76.0
Passes defended: 45
Forced fumbles: 15
Interceptions: 1
Touchdowns: 5

Não tinha como ser diferente: Watt foi unanimidade como número 1. Um dos atletas mais dominantes da NFL – se não o mais – só não tem números ainda mais assustadores por conta de lesões. O 3x Defensive Player of the Year já jogou 4 Pro Bowls e é uma máquina de sacks e atropelos nos QBs adversários. Em 2012 e 2014, anotou incríveis 20,5 sacks. Já anotou também TDs ofensivos, em formações bizarras. Em 2014, tornou-se um dos atletas mais bem pagos da NFL, quando assinou um contrato de 6 anos, valendo 100 milhões de dólares.

Algumas curiosidades do ranking:

– J.J. Watt é o segundo atleta de todos os rankings que fizemos até agora que recebeu todos os votos para número 1. O outro foi o kicker Justin Tucker.
– Watt e Donald são os únicos unânimes no top 3.
– Este é o ranking que teve o menor número de atletas comuns aos 8 rankings: 3 (Watt, Donald e Bosa).
– Um total de 31 jogadores diferentes foram citados, veja na tabela final abaixo.
– O top 15 contempla 8 jogadores da NFC e 7 da AFC.
– 8 jogadores foram escolhas de primeiro round em seus drafts: Watt, Donald, Bosa, Quinn, Ansah, Suh, McCoy, Cox.
– Apenas Michal Bennett é campeão do Super Bowl, dos jogadores da lista.
– Robert Quinn é o jogador com maior diferença entre dois rankings: é o segundo na lista do Rovere, e não aparece em três rankings.
– Ficaram fora do top 15, em ordem: Mike Daniels (GB), Cliff Avril (SEA), Cameron Jordan (NO), Jadeveon Clowney (HOU), Jason Pierre-Paul (NYG), Kawann Short (CAR), Jurrell Casey (TEN), Muhammad Wilkerson (NYJ), Brandon Graham (PHI), Charles Johnson (CAR), Danielle Hunter (MIN), Damon Harrison (NYG), Sheldon Richardson (NYJ), Chris Long (PHI), Malik Jackson (JAX), Frank Clark (SEA).
– Todos os atletas citados são milionários!

Top Pick Six #5: os 15 melhores Ks da NFL

Excepcionalmente na sexta-feira (culpem a aposentadoria de Tony Romo), apresentamos os melhores Ks da NFL! Nos mesmos moldes da lista que fizemos com os WRs, TEs, CBs e  LBs, ao todo 8 pessoas selecionaram seus 15 melhores Ks entrando na temporada de 2017. Não é uma lista que contém os 15 melhores do ano passado. Não é uma lista contendo os 15 melhores para o futuro da franquia. É uma lista com os 15 melhores, jogadores essenciais e que podem fazer a diferença para seus times já na próxima temporada – desconsiderando o draft, claro.

Para confecção do ranking, cada um selecionou 15 jogadores. Se o jogador estava na posição 1, lhe atribuí 1 ponto. Na posição 2, 2 pontos, e assim sucessivamente. Se o jogador não apareceu na sua lista, atribuí 16 pontos. O jogador com menos pontos, em média, (soma dos valores dividido por 8) ficou em primeiro lugar, e assim por diante. É possível verificar as somas na tabela ao final desta coluna.

Participaram da formulação do ranking:

Integrantes do Pick Six: Cadu, Digo, Ivo, Murilo e Xermi.

Duas pessoas referência na internet quando o assunto é NFL e que, diferente de nós, realmente sabem o que falam sobre football: Felipe, do @oQuarterback e Vitor, do @tmwarning.

– E um leitor convidado!

Embaixo dos nomes dos jogadores, colocamos a ordem que cada um de nós classificou este jogador. Caso ele não esteja no top 15 de alguém, um traço está no lugar. A ordem é Xermi, Digo, Cadu, Murilo, Ivo, Felipe, Vitor e Marcos.

Vamos ao que interessa! 

15° Chris Boswell

– | – | – | – | – | 9 | – | 4

Time: Pittsburgh Steelers

Idade: 26 anos

Draft: 2014, Undrafted

College: Rice

Career Stats:

Field goals made: 50

Field goals attempted: 57

Field goal %: 87.7

Field goal long: 51

Boswell abre nosso ranking, mas temos um empate na posição 15, entre ele e  Ryan Succop. O kicker dos Steelers é um excelente chutador, mas subaproveitado em seu time, visto que Mike Tomlin, HC da equipe, é notoriamente conhecido por ir pra conversão de 2 pontos em diversas situações (mesmo aquelas em que o time não precisa).

“Tomlin, sou seu fã, no Madden só faço isso também”, CORDEIRO, Lucas, 2017.

15° Ryan Succop

11 | – | – | – | – | 6 | 15 | 13

Time: Tennessee Titans

Idade: 30 anos

Draft: 2009 / Round: 7 / Pick: 256

College: South Carolina

Career Stats:

Field goals: 168

Field goals attempted: 203

Field goal %: 82.8

Career long FG: 54

Touchbacks: 239

Succop não é um kicker fenomenal, mas faz sim um bom trabalho, até por isso está empregado desde 2009. Saiu dos Chiefs e hoje comanda o kicking team dos Titans. Curiosamente, é um dos poucos atletas desse ranking que foi draftado, inclusive foi o Mr. Irrelevant (nome dado a última pick dos drafts) em 2009.

TOP PICK SIX 1: OS 15 MELHORES WRs DA NFL

13° Graham Gano

15 | 10 | 9 | 12 | – | 14 | 14 | –

Time: Carolina Panthers

Idade: 29 anos

Draft: 2009, Undrafted

College: Florida State

Career Stats:

Field goals: 153

Field goals attempted: 192

Field goal %: 80%

Longest field goal: 59

Touchbacks: 262

O fato é que Gano já teve dias melhores na NFL, ano passado mesmo ele sofreu bastante com sua accuracy. Mesmo assim sua presença nos rankings é justa, já que é um atleta consistente e que deve voltar a sua melhor forma em 2017.

12° Brandon McManus

12 | – | 12 | – | – | 5 | – | 12

Time: Denver Broncos

Idade: 25 anos

Draft: 2013, Undrafted

Career Stats:

FG Made: 68

FG attempted: 82

FG %: 82.9%

Longest FG: 57

Touchbacks: 170

Mais um atleta que não foi draftado, McManus assumiu a vaga de Matt Prater nos Broncos na hora certa: foi campeão do SB 50. Ainda é muito cedo para dizer que será um dos melhores kickers da NFL, mas se continuar jogando em Denver, lugar que favorece os atletas da posição por ter ar rarefeito, é algo a ser considerado.

TOP PICK SIX #2: OS 15 MELHORES CBs DA NFL

11° Steven Hauschka

– | 15 | 10 | – | 4 | – | 12 | 15

Time: Buffalo Bills

Idade: 31 anos

Draft: 2008, Undrafted

College: NC State

Career Stats:

Field goals: 191

FG attempts: 219

Field goal %: 87.2

Long FG: 58

Touchbacks: 266

Hauschka teve excelentes temporadas com os Seahawks, tendo uma das melhores porcentagens de acerto de chutes até então. Porém, sua mudança para Buffalo, que não tem um time tão forte, pode prejudicar suas estatísticas e levar a uma queda de produção em 2017.  

10° Caleb Sturgis

10 | 12 | – | 10 | – | – | 4 | 11

Time: Philadelphia Eagles

Idade: 27 anos

Draft: 2013 / Round: 5 / Pick: 166

College: Florida

Career Stats:

Field goals: 108

Field goals attempt: 134

Field goal %: 80.6

Longest field goal: 56 yards

Touchbacks: 144

Sturgis tem melhorado a cada ano. Jogando nos Eagles, que deve voltar com um ataque ainda melhor em 2017 – evolução de Wentz, boa dupla de WRs em Jeffery e Smith – Sturgis deve ter um dos melhores anos de sua carreira.

Peça desculpas pra ele, Digo!

09° Sebastian Janikowski

8 | 9 | 15 | 9 | 10 | 10 | 10 | 14

Time: Oakland Raiders

Idade: 39 anos

Draft: 2000 / Round: 1 / Pick: 17

College: Florida State

Career Stats:

Field goals: 414

Field goals attempts: 515

Field goal %: 80.4

Long field goal: 63

Touchbacks: 401

“Seabass”, como é conhecido, nasceu na Polônia e é um dos poucos estrangeiros a jogar na NFL. Ele é também o único desse ranking draftado no primeiro round (WTF Raiders?). Em todo caso, sua perna potente lhe garantiu um FG de 63 jardas em sua carreira, um dos mais longos da história. Já beirando os 40, ainda tem gás no tanque para mais duas ou três temporadas.

TOP PICK SIX #3: OS 15 MELHORES TEs DA NFL

08° Mason Crosby

6 | 11 | 8 | 6 | 11 | – | – | 3

Time: Green Bay Packers

Idade: 32 anos

Draft: 2007 / Round: 6 / Pick: 193

College: Colorado

Career Stats:

Field goals: 262

Field goal attempts: 326

Field goals %: 80.4

Longest field goal: 58

Crosby tem sido um atleta extremamente regular desde que iniciou sua carreira na NFL. Atuando pelos Packers, conquistou um título e decidiu vários jogos, inclusive ano passado quando acertou FG fundamental nos segundos finais do jogo entre GB e DAL nos playoffs. Inegavelmente, Crosby deve continuar performando em alto nível.

“Queria colocar em primeiro, mas evitaram que eu passasse essa vergonha”, GUSMÃO, Marcos, 2017.

07° Matt Prater

9 | 4 | 7 | 7 | 13 | 7 | 7 | 9

Time: Detroit Lions

Idade: 32 anos

Draft: 2006, Undrafted

College: UCF

Career Stats:

Field goals made: 216

Field goals attempted: 259

Field goal %: 83.3

Longest field goal: 64

Prater é dono do recorde de FG mais longo da história da NFL. Em 8 de Dezembro de 2013, em um jogo dos Broncos contra os Titans, em Denver, ele acertou o meio do Y de uma distância de 64 jardas. Após sua mudança de time, continuou performando em alto nível: hoje ele também detém o recorde de FG mais longo da história dos Lions (59 jardas).

06° Cairo Santos

5 | 3 | 6 | 8 | 8 | – | 8 | 6

Time: Kansas City Chiefs

Idade: 25 anos

Draft: 2014, Undrafted

College: Tulane

Career Stats:

Field goals made: 86

Field goal percentage: 84.3

Extra points made: 113/118

Extra point percentage: 95.8

Longest field goal: 54

Points: 371

Touchbacks: esquecemos de procurar.

Com porcentagem de acerto de 84,3%, ele tem sido um dos atletas mais importantes e decisivos do Chiefs nos últimos anos. O melhor é que ele só melhora: em novembro passado ele foi eleito para o AFC Special Teams Player of the Month, quando converteu todos os 11 FGs que tentou e os 5 extra points.

TOP PICK SIX #4: OS MELHORES LBs DA NFL

05° Adam Vinatieri

7 | 5 | 5 | 5 | 7 | 4 | 5 | 8

Time: Indianapolis Colts

Idade: 44 anos

Draft: 1996, Undrafted

College: South Dakota State

Career Stats:

Field goals: 530

Field goal attempts: 629

Field goal %: 84.3

Long field goal: 57

Points scored: 2,378

Touchbacks: muitos.

Este vovô parece não envelhecer. Aos 44 anos, Mr. Clutch continua jogando em alto nível. Não se espera nada menos de um cara que decidiu dois Super Bowls. E quando digo decidir, é decidir mesmo: último lance, precisando acertar o Y, o cara vai lá e faz. Enquanto estiver ativo na NFL, Vinatieri estará em qualquer top 10 de kickers, pouco importa se aos 44 ou aos 73 anos.

04° Matt Bryant

4 | 6 | 4 | 4 | 6 | 2 | 3 | 7

Time: Atlanta Falcons

Idade: 41 anos

Draft: 1999, Undrafted

College: Baylor

Career Stats:

Field goals made: 334

Field goals attempted: 390

Field goals %: 85.6

Longest field goal: 62

Touchbacks: vocês já entenderam que em determinado momento esquecemos deles e não vamos voltar procurar, certo?

Outro idoso, Bryant parece ter bebido da fonte da juventude ano passado, quando foi um dos melhores em sua posição. Claro, muito disso se deve ao fato de os Falcons terem tido o melhor ataque da competição. Bryant deve seguir pontuando e aproveitando as oportunidades.

03° Dan Bailey

3 | 7 | 2 | 2 | 2 | 3 | 6 | 5

Time: Dallas Cowboys

Idade: 29 anos

Draft: 2011, Undrafted

College: Oklahoma State

Career Stats:

Field goals made: 171

Field goals attempted: 191

Field goal %: 89.5

Longest field goal: 56

Vejam o percentual de acertos desse senhor e saberão porque ele abre o top 3. Bailey, de apenas 29 anos (idade baixa para kickers), deve dar ainda muitas alegrias ao torcedor dos Cowboys, ainda mais agora que o time parece ter se acertado com Prescott no comando. Jogando a maioria de seus jogos em um estádio fechado e sem vento, terá muitos poucos erros e deve ser um dos principais pontuadores de seu time em 2017.

02° Stephen Gostkowski

2 | 2 | 3 | 3 | 3 | 13 | 2 | 2

Time: New England Patriots

Idade: 33 anos

Draft: 2006 / Round: 4 / Pick: 118

College: Memphis

Career Stats:

Field Goals Made: 334

Field Goals Attempted: 381

Field Goals %: 87.6%

Field Goal Long: 57

Points scored: 1,457

Outro atleta muito bem visto e que merece a posição em que está nesse ranking é Gostkowski. O kicker dos Patriots tem alto percentual de acerto dos seus chutes, e tem aparecido na hora que seu time precisa. Ano passado ele teve sim uma queda de produção, o que pode ter afetado um ou outro voto, mas acreditamos em uma recuperação e boa temporada dele em 2017, jogando em um dos melhores times da NFL novamente.

Oi.

01° Justin Tucker

1 | 1 | 1 | 1 | 1 | 1 | 1 | 1

Time: Baltimore Ravens

Idade: 27 anos

Draft: 2012, Undrafted

College: Texas

Career Stats:

Field goals: 163

Field goal attempts: 182

Field goal %: 89.6

Longest field goal: 61

Touchbacks: 261

Justin Tucker simplesmente não erra FGs, independente da distância. Em um dos treinos do Pro Bowl ele acertou um FG de mais de 70 jardas! Ano passado ele errou apenas um dos 39 que tentou. E não foi nem um erro, o chute foi bloqueado. Teve a incrível porcentagem de 97,4% dos chutes convertidos, o que é beira o absurdo.

Algumas curiosidades do ranking:

– Justin Tucker é o único atleta de todos os rankings que fizemos até agora, que recebeu todos os votos para número 1.

– Tucker também é o único nesse ranking que está no top 3 e top 5 de todos os votantes.

– Este é o primeiro ranking que temos um empate em uma posição: Boswell e Succop em 15°.

– 7 jogadores são comuns aos 8 rankings: Tucker, Gostkowski, Bailey, Bryant, Vinatieri, Prater e Janikowski.

– Um total de 24 jogadores diferentes foram citados, veja na tabela final abaixo.

– O top 15 contempla 6 jogadores da NFC e 9 da AFC.

– Apenas um jogador foi escolha de primeiro round em seu draft: Janikowski.

– Esse é o recorde de jogadores não draftados em uma lista que fizemos: 10.

– 6 são campeões do Super Bowl: Tucker, Gostkowski, Vinatieri, Crosby, Haushcka e McManus.

– Cairo Santos é o jogador que aparece com maior diferença de posição entre dois rankings: é o 3° no ranking do Digo e não está no ranking do Felipe, total de 13 posições.

– Ficaram fora do top 15, em ordem: Robbie Gould (NYG), Greg Zuerlein (LAR), Wil Lutz (NO), Phil Dawson (AZ), Jason Myers (JAX), Dustin Hopkins (WAS), Nick Novak (NYJ), Dan Carpenter (FA), Nick Folk (NYJ).

– Todos os atletas citados são milionários (ou quase)!

Top Pick Six #4: os 15 melhores LBs da NFL

Quinta-feira, dia de rankings! Após uma semana com uma breve pausa, voltamos com tudo classificando os melhores LBs da NFL! Nos mesmos moldes da lista que fizemos com os WRs, TEs e CBs, ao todo 8 pessoas selecionaram seus 15 melhores LBs (incluindo suas ramificações: OLB, MLB e ILB) entrando na temporada de 2017. Não é uma lista que contém os 15 melhores do ano passado. Não é uma lista contendo os 15 melhores para o futuro da franquia. É uma lista com os 15 melhores, jogadores essenciais e que podem fazer a diferença para seus times já na próxima temporada – desconsiderando o draft, claro.

Para confecção do ranking, cada um selecionou 15 jogadores. Se o jogador estava na posição 1, lhe atribuí 1 ponto. Na posição 2, 2 pontos, e assim sucessivamente. Se o jogador não apareceu na sua lista, atribuí 16 pontos. O jogador com menos pontos, em média, (soma dos valores dividido por 8) ficou em primeiro lugar, e assim por diante. É possível verificar as somas na tabela ao final desta coluna.

Os LBs são jogadores fundamentais, atuando no meio da defesa, entra a linha e os defensive backs. Muitos deles são jogadores monstruosos, de extrema força física e alguns até com boa velocidade. Alguns dos melhores nomes da historia do esporte são Lawrence Taylor, Ray Lewis, Dick Butkus, Derrick Thomas e Junior Seau.

Participaram da formulação do ranking:

Integrantes do Pick Six: Cadu, Digo, Ivo, Murilo e Xermi.

Duas pessoas referência na internet quando o assunto é NFL e que, diferente de nós, realmente sabem o que falam sobre football: Felipe, do @oQuarterback e Vitor, do @tmwarning.

– E um leitor convidado!

Embaixo dos nomes dos jogadores, colocamos a ordem que cada um de nós classificou este jogador. Caso ele não esteja no top 15 de alguém, um traço está no lugar. A ordem é Xermi, Digo, Cadu, Murilo, Ivo, Felipe, Vitor e Ruan. Vamos ao que interessa! 

15° Bruce Irvin
15 | – | – | – | – | 6 | – | 14
Time: Oakland Raiders
Idade: 29 anos
Draft: 2012 / Round: 1 / Pick: 15
College: West Virginia
Career Stats
Total tackles: 188
Sacks: 29.0
Forced Fumbles: 10
Interceptions: 3
Touchdowns: 2

Maloqueiro, abandonou a escola durante o ensino médio (ou tentou, porque afinal de contas ainda acabou na faculdade), mas craque é craque. Surpreendeu muita gente ao ter sido escolhido no primeiro round de 2012, mas correspondeu às expectativas graças principalmente ao seu talento físico. Foi contratado pelos Raiders para complementar a dupla Aldon Smith e Mack, mas com os problemas do primeiro, acabou tendo que assumir a responsabilidade. Os stats não são os mais impressionantes, mas sua presença em campo sim. Também é o único jogador a ser expulso em um Super Bowl, por dar um soco em Rob Gronkowski, o que por si só deveria garantir um lugarzinho na lista.

TOP PICK SIX 1: OS 15 MELHORES WRS DA NFL

14° Lavonte David
– | 9 | 10 | – | – | 14 | 10 | –
Time: Tampa Bay Buccaneers
Idade: 27 anos
Draft: 2012 / Round: 2 / Pick: 58
College: Nebraska
Career Stats
Tackles: 664
Sacks: 18.0
Forced fumbles: 12
Interceptions: 10

Ao contrário de Irvin, David foi selecionado muito mais tarde do que deveria. Uma máquina de tackles e um dos líderes da defesa dos Bucs, além de ser queridinho dos técnicos que passaram por Tampa, ele também é uma dessas raças raras de linebacker que tem capacidade de defender o passe, essencial na NFL atual.

13° Thomas Davis
– | – | – | 15 | 7 | 8 | 12 | –
Time: Carolina Panthers
Idade: 34 anos
Draft: 2005 / Round: 1 / Pick: 14
College: Georgia
Career Stats
Total tackles: 939
Sacks: 25.5
Interceptions: 13
Forced fumbles: 18

Thomas Davis é um mito simplesmente por conseguir correr: entre 2009 e 2011, ele conseguiu o feito de acabar as 3 temporadas na injury reserve por ter rompido os ligamentos do joelho. Ainda assim, como (insira aqui algo que depois de quebrado, melhora), Davis voltou melhor do que era anteriormente, realizando mais de 100 tackles em todas as temporadas desde seu retorno em 2012. Assim como Lavonte David, é outro que domina a arte de brincar de cornerback e é o complemento ideal do outro monstro (mais a frente) Luke Kuechly.

12° Jamie Collins
11 | 12 | – | 10 | 15 | 10 | 15 | –
Time: Cleveland Browns
Idade: 27 anos
Draft: 2013 / Round: 2 / Pick: 52
Career Stats
Total tackles: 360
Sacks: 12.5
Forced fumbles: 11
Pass deflections: 16
Interceptions: 5

É bom pra caralho, mas joga nos Browns.

“Oh meu deus, Bill Belichik trocou um de seus melhores defensores, qual o problema dele? ” – e pior ainda, Collins foi mandado para Cleveland. Apesar da sacanagem, até o momento não percebemos qual o seu problema, afinal, ele continua sendo o mesmo belo LB de sempre e se espera que ele seja um dos principais pilares da reconstrução dos Browns. Talvez, o problema seja que ele simplesmente é pior que o seu antigo companheiro de defesa (spoiler: sétimo colocado do ranking, mas 6.5 milhões mais pobre).

11° Jerrell Freeman
12 | – | – | 8 | 11 | – | 8 | –
Time: Chicago Bears
Idade: 30 anos
Draft: 2008, Undrafted
College: Mary Hardin-Baylor
Career Stats
Total tackles: 587
Sacks: 12.0
Interceptions: 4
Forced fumbles: 8
Fumble recoveries: 3
Touchdowns: 2

“Ninguém se importa com esse cara, quem votou nele? Não vamos escrever nada sobre ele!”, MORAES, Rodrigo, 2017.

10° Melvin Ingram
13 | – | – | – | 10 | 5 | 7 | –
Time: Los Angeles Chargers
Idade: 27 anos
Draft: 2012 / Round: 1 / Pick: 18
College: South Carolina
Career Stats
Total tackles: 203
Sacks: 24.5
Forced fumbles: 11
Pass deflections: 18

Melvin Ingram demorou para engrenar, mas desde que começou a jogar temporadas completas, é o terror dos quarterbacks, prova disso é que Los Angeles usou a franchise tag nele. Além disso, ele foi por muitos anos o lobo solitário da defesa de San Diego, mas com a chegada de Joey Bosa as oportunidades devem aumentar, junto com o seu valor, o número de sacks e o contratinho que deve aparecer em algum momento de 2017.

TOP PICK SIX #2: OS 15 MELHORES CBS DA NFL

09° Sean Lee
9 | 13 | 11 | 4 | 12 | 7 | 6 | 15
Time: Dallas Cowboys
Idade: 30 anos
Draft: 2010 / Round: 2 / Pick: 55
College: Penn State
Career Stats
Tackles: 567
Sacks: 2.5
Interceptions: 12
Forced fumbles: 2
Touchdowns: 2

O representante da “linebacker university” nesse ranking, Sean Lee é um dos grandes azarados da liga: o seu potencial sempre foi muito claro (11 INTs nos seus primeiros 4 anos, por exemplo), mas lesões variadas atrasaram o seu desenvolvimento. Finalmente, nos dois últimos anos, ele tem se mantido razoavelmente saudável e os resultados são os esperados: quase 300 tackles acumulados ente as duas temporadas e sendo um dos principais jogadores de uma defesa que todos esperavam ser medíocre ou menos. Enquanto seu corpo aguentar, ele é um dos principais na posição da NFL.

“Amo Sean Lee e vou protegê-lo”, BASSO, Murilo, 2017.

08° Chandler Jones
6 | 8 | 7 | – | 9 | 4 | – | 3
Time: Arizona Cardinals
Idade: 27 anos
Draft: 2012 / Round: 1 / Pick: 21
College: Syracuse
Career Stats
Total tackles: 260
Sacks: 47.0
Interceptions: 1
Forced fumbles: 14
Fumble recoveries: 3
Touchdowns: 2

Chega a ser absurdo pensar que o 7º, 8º e 12º dessa lista jogaram juntos para Bill Belichik; para a sorte dos adversários, ele mesmo achou melhor trocá-los por escolhas do draft para que eles fossem ser ricos em algum outro canto. Ao contrário de seus dois ex-companheiros, Chandler Jones (irmão DAQUELE Jon Jones, sempre legal lembrar) é um especialista em perseguir quarterbacks: e demonstrou tranquilamente seu valor para Arizona, conquistando 11 sacks, além de toda a pressão que botava neles.

07° Dont’a Hightower
7 | 10 | 6 | 13 | 8 | 9 | 9 | 4
Time: New England Patriots
Idade: 27 anos
Draft: 2012 / Round: 1 / Pick: 25
College: Alabama
Career Stats
Tackles: 372
Sacks: 17.0
Interceptions: 0
Forced fumbles: 2

Hightower foi um dos heróis improváveis do último Super Bowl, ao forçar um fumble de Matt Ryan em um dos momentos cruciais para a virada do Patriots, afinal, nem só de estrelas ofensivas vive a NFL: é preciso ter jogadores capazes de decidir partidas dos dois lados do campo. Nesta offseason, o LB chegou flertar com os Steelers, mas acabou retornando para Boston (4 anos, US$43,5 milhões) e tem tudo para ser um dos pilares da defesa de New England na próxima temporada.

06° Bobby Wagner
8 | 6 | 4 | 11 | 4 | 11 | 5 | 11
Time: Seattle Seahawks
Idade: 26 anos
Draft: 2012 / Round: 2 / Pick: 47
College: Utah State
Career Stats
Total tackles: 645
Sacks: 12.0
Pass deflections: 24
Interceptions: 6
Forced fumbles: 2
Touchdowns: 2

Em 2015, Bobby Wagner recebeu um voto para MVP –  e isso por si só já é muito insano. 2016, sem nenhuma surpresa, também apenas evidenciou seu talento: foram 165 tackles (liderando a NFL e atingindo o recorde de sua franquia), 4.5 sacks e outra meia dúzia de estatísticas surpreendentes. E nada indica que ele não manterá o nível na próxima temporada.

O sorriso de quem acaba de ficar milionário.

05° Vic Beasley
5 | 4 | 5 | 7 | 6 | – | 11 | 5
Time: Atlanta Falcons
Idade: 24 anos
Draft: 2015 / Round: 1 / Pick: 8
College: Clemson
Career Stats
Total tackles: 65
Sacks: 19.5
Forced fumbles: 8
Pass deflections: 5
Interceptions: 1

Beasley é a diferença em um sistema defensivo mediano – e ele só tem 24 anos! E embora poucos realmente prestassem atenção no que ele estava fazendo enquanto liderava a NFL em sacks na última temporada e forçava meia dúzia de fumbles, as características intangíveis (como sua capacidade de exercer pressão no QB ou seu poder de adaptação após o snap) conferem ainda mais qualidade ao OLB do Falcons, que só tende a evoluir em 2017.

TOP PICK SIX #3: OS 15 MELHORES TES DA NFL

04° Justin Houston
4 | 7 | 8 | 3 | 5 | 12 | 4 | 7
Time: Kansas City Chiefs
Idade: 28 anos
Draft: 2011 / Round: 3 / Pick: 70
College: Georgia
Career Stats
Total tackles: 286
Sacks: 60
Interceptions: 3
Forced fumbles: 9
Fumble recoveries: 4
Touchdowns: 1

Quarterbacks são indiscutivelmente as grandes estrelas da NFL e, no atual momento do esporte, um bom pass rusher talvez seja tão fundamental quanto as grandes estrelas que distribuem passes para a construção de grandes equipes. E, saudável, Justin Houston é um desses caras. Se em 2016 lesões atrapalharam seu desempenho, em 2017, sem contratempos, Houston tem tudo para ser um dos pilares do Kansas City Chiefs.

03° Luke Kuechly
3 | 2 | 2 | 6 | 3 | 3 | 3 | 9
Time: Carolina Panthers
Idade: 25 anos
Draft: 2012 / Round: 1 / Pick: 9
College: Boston College
Career Stats
Tackles: 693
Sacks: 9.0
Interceptions: 12
Passes defended: 43
Forced fumbles: 4
Touchdowns: 1

Luke é um dos melhores LBs na cobertura de passe e, incrivelmente, ele melhora ano após ano! Outro ponto a seu favor é sua capacidade de mesclar instintos com senso de posicionamento de forma quase única – o que ele já explicou ser fruto de sua dedicação em estudar adversários aliado a, claro, uma confiança extrema em suas habilidades. Lesões também o prejudicaram em 2016, mas saudável, nada indica que ele não continuará evoluindo na próxima temporada.

02° Khalil Mack

2 | 3 | 3 | 1 | 1 | 2 | 1 | 2
Time: Oakland Raiders
Idade: 26 anos
Draft: 2014 / Round: 1 / Pick: 5
College: Buffalo
Career Stats
Tackles: 226
Sacks: 30.0
Forced fumbles: 8
Interceptions: 1
Touchdowns: 1

Khalil vai para seu quarto ano na NFL. Em dois anos, ele foi escolhido para o Pro Bowl como LB e como DE. Acho que não precisamos falar mais nada além disso!

01° Von Miller
1 | 1 | 1 | 2 | 2 | 1 | 2 | 1
Time: Denver Broncos
Idade: 28 anos
Draft: 2011 / Round: 1 / Pick: 2
College: Texas A&M
Career Stats 
Tackles: 338
Sacks: 73.5
Forced fumbles: 19
Fumble recoveries: 5
Interceptions: 1
Touchdowns: 2

Aqui deixaremos as imagens falarem por nós!

Algumas curiosidades do ranking:

– Apenas Von Miller e Khalil Mack foram unanimidades no top 3 e top 5.
– 7 jogadores são comuns aos 8 rankings: Miller, Mack, Kuechly, Houston, Wagner, Hightower e Lee.
– Um total de 33 jogadores diferentes foram citados, veja na tabela final abaixo.
– O top 15 contempla 8 jogadores da NFC e 7 da AFC.
– 9 jogadores foram escolhas de primeiro round em seus drafts: Miller, Mack, Kuechly, Beasley, Hightower, Jones, Ingram, Davis e Irvin.
– Somente um jogador não foi draftado: Jerrell Freeman.
– 6 são campeões do Super Bowl: Miller, Wagner, Hightower, Jones, Collins e Irvin.
– Vic Beasley é o jogador que aparece com maior diferença de posição entre dois rankings: é o 4° no ranking do Digo e não está no ranking do Felipe.
– Apenas dois times, Raiders e Panthers, tiveram 2 jogadores entre o top 15: Mack/Irvin (OAK) e Kuechly/Davis (CAR).
– Ficaram fora do top 15, em ordem: Lorenzo Alexander (BUF), Clay Matthews (GB), Anthony Barr (MIN), Tamba Hali (KC), C.J. Mosley (BAL), Ryan Shazier (PIT), Kiko Alonso (MIA), Brandon Marshall (DEN), Terrell Suggs (BAL), Malcolm Smith (SF), Vontaze Burfict (CIN), Julius Peppers (CAR), Nick Perry (GB), Whitney Mercilus (HOU), Kwon Alexander (TB), Telvin Smith (JAX), Zach Brown (BUF), Eric Kendricks (MIN).
– Este é o ranking que fizemos até o momento com o maior número diferente de atletas citados: 33.
– Todos os atletas citados são milionários!

Top Pick Six #3: os 15 melhores TEs da NFL

Quinta-feira, dia mais um ranking no ar! Nos mesmos moldes da lista que fizemos com os WRs e CBs, ao todo 8 pessoas selecionaram seus 15 melhores TEs entrando na temporada de 2017. Não é uma lista que contém os 15 melhores do ano passado. Não é uma lista contendo os 15 melhores para o futuro da franquia. É uma lista com os 15 melhores, jogadores essenciais e que podem fazer a diferença para seus times já na próxima temporada – desconsiderando o draft, claro.

Para confecção do ranking, cada um selecionou 15 jogadores. Se o jogador estava na posição 1, lhe atribuí 1 ponto. Na posição 2, 2 pontos, e assim sucessivamente. Se o jogador não apareceu na sua lista, atribuí 16 pontos. Os jogadores com menos pontos, em média, (soma dos valores dividido por 8) ficou em primeiro lugar, e assim por diante. É possível verificar as somas na tabela ao final desta coluna.

Um bom Tight End é especialista em recepções e bloqueios. São geralmente jogadores fortes fisicamente, mas com habilidade atlética e velocidade. Exige bom uso das mãos, até por isso temos vários ex-jogadores de basquete que atuam ou atuaram como TEs, como Tony Gonzalez, Jimmy Graham e Antonio Gates. Tony Gonzalez, inclusive, é o segundo atleta com o maior número de recepções na história da NFL, com 1.325, atrás apenas de Jerry Rice (1.549).

Participaram da formulação do ranking:

Integrantes do Pick Six: Cadu, Digo, Ivo, Murilo e Xermi.

Duas pessoas referência na internet quando o assunto é NFL e que, diferente de nós, realmente sabem o que falam sobre football: Felipe, do @oQuarterback e Vitor, do @tmwarning.

– E um leitor convidado!

Embaixo dos nomes dos jogadores, colocamos a ordem que cada um de nós classificou este jogador. Caso ele não esteja no top 15 de alguém, um traço está no lugar. A ordem é Xermi, Digo, Cadu, Murilo, Ivo, Felipe, Vitor e Ana Clara. Vamos ao que interessa! 

15° Jared Cook

– | – | 13 | 8 | 15 | – | – | 11

Time: Oakland Raiders

Idade: 29 anos

Draft: 2009 / Round: 3 / Pick: 89

College: South Carolina

Career Stats: 303 recepções, 3.880 jardas recebidas, 17 TDs

Em 15° temos um jogador que tinha tudo pra fazer uma temporada espetacular ao lado de Aaron Rodgers, mas infelizmente, devido a lesões, não conseguiu aproveitar totalmente a chance. Seu lance de destaque aconteceu no round divisional dos playoffs, contra os Cowboys, quando fez uma recepção milagrosa na lateral do campo e armou o FG da vitória de seu time. Com a contratação de Bennett pelos Packers, Cook procura um novo lar.

14° Hunter Henry

11 | 11 | 14 | 9 | 13 | 14 | – | 15

Time: Los Angeles Chargers

Idade: 22 anos

Draft: 2016 / Round: 2 / Pick: 35

College: Arkansas

Career Stats: 36 recepções, 478 jardas recebidas, 8 TDs

Garoto que já mostrou muito potencial em 2016, mas que sofreu com fumbles. Talvez por esse motivo não tenha assumido a titularidade. Com certeza será um dos grandes jogadores da liga daqui pra frente, especialmente quando assumir a posição de titular, com a eminência da aposentadoria de Antonio Gates.

Talvez a artrose não permita mais cenas como essa.

13° Antonio Gates

– | 9 | 10 | – | – | – | 11 | 7

Time: Los Angeles Chargers

Idade: 36 anos

Draft: 2003, Undrafted

College: Kent State

Career Stats: 897 recepções, 11.192 jardas recebidas, 111 TDs

Se fizéssemos esse ranking há 4-5 anos, Gates figuraria no top 3. Acontece que, para 2018, a idade já pesou. Com 36 anos e uma vasta experiência, Gates vem sofrendo há tempos com lesões e logo logo deve encerrar sua carreira. Talvez ele esteja no ranking mais pelo seu nome do que pela perspectiva pra próxima temporada.

TOP PICK SIX 1: Os 15 melhores WRs da NFL

12° Cameron Brate

5 | – | – | 14 | 11 | 8 | 14 | 14

Time: Tampa Bay Buccaneers

Idade: 25 anos

Draft: 2014, Undrafted

Career Stats: 81 recepções, 965 jardas recebidas, 11 TDs

Sim, coloquei Brate em quinto lugar do meu ranking. Talvez tenha sido um pouco alto demais, se comparado aos meus colegas, mas o que vi dele ano passado foi uma consistência incrível. Atuando em um ataque potente, com Jameis Winston, Mike Evans e DeSean Jackson, Brate deve ter ainda mais sucesso em 2017, com chances inclusive de brigar no top 5 da posição, em número de jardas recebidas e, principalmente, de TDs.

11° Zach Ertz

13 | 8 | 9 | 12 | 9 | – | 10 | 13

Time: Philadelphia Eagles

Idade: 26 anos

Draft: 2013 / Round: 2 / Pick: 35

College: Stanford

Career Stats: 247 recepções, 2.840 jardas recebidas, 13 TDs

Zach Ertz divide opiniões. Está na liga desde 2013, mas não tem feito as temporadas excepcionais e explosivas que esperávamos dele. Poderia ser porque os QBs não ajudasvam, mas agora ele tem Carson Wentz, que teve flashes de brilhantismo ano passado. Se o time do Eagles realmente engrenar o ataque – o que pode acontecer com a contratação de Alshon Jeffery e Torrey Smith – provavelmente Ertz terá melhores números.

10° Jason Witten

9 | 10 | 15 | 11 | – | 11 | 7 | 10

Time: Dallas Cowboys

Idade: 34 anos

Draft: 2003 / Round: 3 / Pick: 69

College: Tennessee

Career Stats: 1.089 recepções, 11.388 jardas recebidas, 63 TDs

Outra lenda da posição, Jason Witten, acumula sucessos e insucessos jogando pelos Cowboys. Sucessos porque ele se tornou um dos melhores em sua posição. Insucessos porque, mesmo atuando com bons times em Dallas, não conseguiu o tão sonhado título. A chegada de Dak Prescott e Ezekiel Elliott deram um novo ânimo ao Cowboys, e isso pode ajudar Witten a conseguir o anel que lhe falta.

09° Kyle Rudolph

14 | 7 | 11 | 13 | 10 | 6 | 12 | 12

Time: Minnesota Vikings

Idade: 27 anos

Draft: 2011 / Round: 2 / Pick: 43

College: Notre Dame

Career Stats: 265 recepções, 2.621 jardas recebidas, 29 TDs

Achei a posição 9 um pouco demais pra Rudolph, visto que ele não conseguiu se firmar como um dos grandes TEs, desde que entrou na liga, em 2011. Isso posto, vale frisar que ano passado ele foi uma das principais peças do ataque dos Vikings. Se Sam Bradford continuar saudável (duvidamos), Rudolph pode ter em 2017 a melhor temporada de sua carreira.

Vem ser feliz em Green Bay, amigo!

08° Martellus Bennett

10 | – | 8 | 7 | 7 | 10 | 8 | 9

Time: Green Bay Packers

Idade: 30 anos

Draft: 2008 / Round: 2 / Pick: 61

College: Texas A&M

Career Stats: 403 recepções, 4.287 jardas recebidas, 30 TDs

Em oitavo lugar, Martellus Bennett, jogador que ainda não conseguiu se firmar efetivamente em uma equipe, mas que já mostrou todo seu talento. Após uma boa temporada o com os Patriots (e Tom Brady), este será um ano ainda melhor pra ele, pois jogará ao lado de Aaron Rodgers, sendo o principal TE de Green Bay.

07° Delanie Walker

7 | 13 | 7 | 6 | 5 | 7 | 5 | 8

Time: Tennessee Titans

Idade: 32 anos

Draft: 2006 / Round: 6 / Pick: 175

College: Central Missouri

Career Stats: 405 recepções, 4.814 jardas recebidas, 31 TDs

Um dos principais TEs da atualidade, Walker teve excelentes anos nos Titans. Sua boa sequência deve continuar, especialmente com a evolução de seu QB, Marcus Mariota. Acredito que pode finalizar o ano no top 5 em TDs recebidos de toda a liga e, claro, conseguir uma vaga nos playoffs jogando na AFC South.

06° Jimmy Graham

8 | 6 | 3 | 10 | 4 | 5 | 9 | 6

Time: Seattle Seahawks

Idade: 30 anos

Draft: 2010 / Round: 3 / Pick: 95

College: Miami (FL)

Career Stats: 499 recepções, 6.280 jardas recebidas, 59 TDs

Se tivesse continuado no Saints, Graham poderia ser hoje o melhor TE da liga. Se não tivesse sofrido uma séria lesão no tendão patelar, Graham poderia ser hoje o melhor TE da liga. Como o mundo não é feito de “se”, Graham está em sexto lugar. Todos sabem de seu potencial, mas jogando em um time cujo foco é o jogo corrido, e tendo sofrido uma lesão tão séria, fica justo ele estar fora do top 5. Talvez com um ano iluminado dos Seahawks, ele volte a figurar entre os principais TEs da NFL.

TOP PICK SIX #2: Os 15 melhores CBs da NFL

05° Tyler Eifert

6 | 4 | 6 | 5 | 8 | 9 | 6 | 5

Time: Cincinnati Bengals

Idade: 26 anos

Draft: 2013 / Round: 1 / Pick: 21

College: Notre Dame

Career Stats: 123 recepções, 1.491 jardas recebidas, 20 TDs

Assolado por seguidas lesões, Eifert perdeu muitos jogos durante sua carreira. De qualquer forma, é um dos principais alvos de Andy Dalton quando saudável e, entrando em 2017 com novo gás, Eifert pode entregar não somente os TDs de redzone que já está acostumado, como aumentar seu número de jardas recebidas por jogo.

04° Jordan Reed

4 | 5 | 5 | 2 | 6 | 3 | 4 | 3

Time: Washington Redskins

Idade: 26 anos

Draft: 2013 / Round: 3 / Pick: 85

College: Florida

Career Stats: 248 recepções, 2.602 jardas recebidas, 20 TDs

Outro atleta que vem sofrendo com lesões. Mesmo assim, Reed se destaca como o principal atleta do ataque dos Redskins, anotando TDs importantes e fazendo jogadas de efeito. Com Kirk Cousins ainda no comando, ele deve ser beneficiado e, além disso, a equipe ganhou um reforço na posição de WR, com a chegada de Terrelle Pryor.

TOP PICK SIX #4: OS 15 MELHORES LBS DA NFL

03° Greg Olsen

2 | 3 | 2 | 4 | 3 | 4 | 3 | 4

Time: Carolina Panthers

Idade: 32 anos

Draft: 2007 / Round: 1 / Pick: 31

College: Miami (FL)

Career Stats: 622 recepções, 7.365 jardas recebidas, 52 TDs

Um dos melhores jogadores de sua posição em atividade, Olsen abre o top 3. É, sem dúvidas, o alvo de segurança de Cam Newton. Falta-lhe o título de Super Bowl, e se Cam Newton jogar em 2017 o que jogou em 2015, isso é totalmente possível.

Além de tudo, é lindo.

02° Travis Kelce

3 | 2 | 4 | 3 | 2 | 1 | 2 | 2

Time: Kansas City Chiefs

Idade: 27 anos

Draft: 2013 / Round: 3 / Pick: 63

College: Cincinnati

Career Stats: 224 recepções, 2.862 jardas recebidas, 14 TDs

Com certeza Kelce merece o segundo lugar. É um atleta completo, com combinação de atleticismo, físico, rotas precisas e boas mãos. Pode ser, no futuro, o melhor da posição – Felipe, aliás, já o considera: “não há dúvida nenhuma que, em termos de talento puro, Rob Gronkowski é o melhor TE da NFL: ele combina tamanho, velocidade, bloqueios e força de uma forma que poucos da posição conseguiram. No entanto, a grande questão que dá vantagem pro Kelce (principalmente nessa última temporada) é a durabilidade. Enquanto o TE do Chiefs participou de todos os 48 jogos desde 2014, Gronk participou de 38 no mesmo período (e só oito em 2016). Nas estatísticas de jogo, os números dos dois são bem parecidos porque Gronk conta com a vantagem de ter um dos melhores QBs na história da NFL lançando passes. Mas nas estatísticas mais avançadas, a vantagem é de Kelce, que ficou pelo menos no Top 10 em DYAR/DVOA nessas últimas três temporadas enquanto Gronkowski teve desempenho um pouco pior em decorrência de contusões. E tudo isso recebendo passes de Alex Smith“, justifica.

De qualquer forma, sua temporada de 2016 foi muito boa e pode ficar ainda melhor em 2017, caso o ataque dos Chiefs melhore (o que é um pouco complicado por motivos já citados como… Alex Smith).

01° Rob Gronkowski

1 | 1 | 1 | 1 | 1 | 2 | 1 | 1

Time: New England Patriots

Idade: 27 anos

Draft: 2010 / Round: 2 / Pick: 42

College: Arizona

Career Stats: 405 recepções, 6.095 jardas recebidas, 69 TDs

Gronk era a única chance de termos uma unanimidade entre jogadores de ataque, como o primeiro da posição: não conseguimos. Gronk é um monstro em campo, ainda mais jogando com Brady. Ninguém supera. Porém, desde que iniciou sua carreira, vem sofrendo com lesões sérias e que o afastam por muito tempo dos gramados. Ano passado mesmo, ele não jogou o Super Bowl. Para a próxima temporada, o Patriots está montando um ataque versátil, que conta com Brady, Edelman, Gronk, Cooks, etc. Rob tem tudo para se tornar ainda mais letal neste sistema.

Algumas curiosidades do ranking:

– Apenas Rob Gronkowski foi unanimidade no top 3. Inclusive, ele levou 7 votos para número 1. Apenas o Felipe, do @OQuarterback, o colocou em segundo.

– No top 5, tivemos 3 unanimidades: Gronk, Kelce e Olsen.

– 8 jogadores são comuns aos 8 rankings: Gronk, Kelce, Olsen, Reed, Eifert, Graham, Walker e Rudolph.

– Um total de 23 jogadores diferentes foram citados, veja na tabela final abaixo.

– O top 15 contempla 9 jogadores da NFC e 6 da AFC, porém no top 5 temos 3 da AFC e 2 da NFC.

– Somente 2 jogadores foram escolhas de primeiro round em seus drafts: Olsen e Eifert.

– 2 jogadores não foram draftados: Gates e Brate.

– Somente 2 são campões do Super Bowl: Gronk e Bennett;

– Bennett, Witten e Gates são os jogadores que aparecem com maior diferença de posição entre dois rankings: 9 posições.

– Apenas um time teve dois jogadores entre o top 15: Henry/Gates (LAC).

– Ficaram fora do top 15, em ordem: Eric Ebron (DET), Ladarius Green (PIT), Coby Fleener (NO), Jack Doyle (IND), Dennis Pitta (BAL), Gary Barnidge (CLE), Austin Hooper (ATL), Zach Miller (CHI).

– 22 dos 32 times da liga tem jogadores nos rankings. Não foram citados jogadores de: BUF, MIA, NYJ, HOU, JAX, DEN, OAK, NYG, LAR, SF.

– Dois jogadores que tiveram muito destaque nos últimos anos não foram sequer citados: Vernon Davis, que foi importantíssimo enquanto jogou nos 49ers e teve lampejos nos Redskins, e Julius Thomas, que fez campanhas boas com o Broncos na época que Peyton Manning era o QB – mas no Jaguars, não jogou nada.

– Todos os atletas citados são milionários!