Arquivo da categoria : Fantasy

Fantasy Week #9 – Busts & ups (e seu futuro nos pés de um kicker)

Bem amigos do Pick Six! Semana 9 chegou e isso quer dizer que já passamos da metade da temporada regular. Sem mais delongas, vamos aos palpites para essa semana no Fantasy.

Times em bye: Cardinals, Texans, Patriots, Bengals, Redskins, Bears.

QB Ups!

Dak Prescott – Cowboys @ Browns: Dak, o calouro mito, pega uma das piores defesas da NFL. Junto com Zeke, devem passar o trator!

Cam Newton – Panthers @ Rams: Sim, chegamos a esse ponto. Cam não é mais um must start. Mas nesse jogo ele pode estar nas lineups. Deve fazer a festa contra o fraco Rams.

Andrew Luck – Colts @ Packers: Garbage points also counts! Luck deve ter que correr atrás do placar o jogo todo e por isso, deverá lançar muito a bola. Bom pra ele e pra seus recebedores!

QB Busts!

Derek Carr – Raiders vs. Broncos: Carr mitou semana passada lançando pra mais de 500 jardas e 4 TDs. Não chegará nem perto desses número nessa semana, quando enfrenta o forte Broncos.

Tyrod Taylor – Bills @ Seahawks: Taylor é um excelente “matchup QB”, mas nessa semana, mesmo com todas as byes, ele deve ser mantido no banco de reservas, visto que enfrenta o bom time dos Seahawks fora de casa.

Blake Bortles – Jaguars @ Chiefs: Outro que foi excelente na semana passada com quase 30 pontos, Bortles não deve repetir o feito, enfrentando os Chiefs no Arrowhead. Até porque acredito que o jogo vai ser mais parelho, mas dá Chiefs.

WR Ups!

Mike Evans – Bucs vs. Falcons: Evans, um dos melhores e mais consistentes WRs da NFL pega os Falcons e sua defesa que cede diversos pontos em jardas aéreas. Garantia de satisfação.

Jarvis Landry – Dolphins vs. Jets: Neste duelo de divisão aposto em Miami e com muita contribuição de Landry, que deve destruir a defesa do Jets com pelo menos 10 recepções.

Dez Bryant – Cowboys @ Browns: Assim como Dak, Bryant deve ser beneficiado neste jogo em que Dallas deve vencer com facilidade.

WR Busts!

Doug Baldwin – Seahawks vs. Bills: O matchup até que não é ruim, mas esse ataque do Seattle está dando nojo. Melhor não escalar ninguém (exceto Christine Michael) até segunda ordem.

Allen Robinson – Jaguars @ Chiefs: Robinson até agora não justificou a alta pick gasta por seus managers nos drafts desse ano para selecioná-lo. A sequência de jogos ruins deve continuar contra Marcus Peters e os Chiefs.

Antonio Brown – Steelers @ Ravens: Difícil colocar Brown no banco, mas sem Big Ben e atuando neste duelo de divisão que historicamente é sempre de poucos pontos, Brown se torna um risco.

RB Ups!

Charcandrick West – Chiefs vs. Jaguars: West deve substituir Ware (lesionado – concussão) nesta partida e pontuar bem, pois será o único RB saudável dos Chiefs.

Mark Ingram – Saints @ 49ers: Ingram, que foi colocado no banco por Sean Payton na última rodada por sofrer fumble, deve se recuperar nesta partida contra o time ridículo dos Niners. Escale sem medo.

Christine Michael Sr – Seahawks vs. Bills: Este é o único jogador de Seattle que confio independente da semana e adversário, pois tem produzido bem e é uma das poucas opções na posição de RB.

RB Busts!

LeSean McCoy (ou outro RB dos Bills) – Bills @ Seahawks: Qualquer que seja o RB dos Bills não indico que seja escalado nesse jogo. Primeiro porque a defesa de Seattle é boa e segundo porque o jogo pode ficar fora de alcance e Rex Ryan ter que apelar para o jogo aéreo.

Jay Ajayi – Dolphins vs. Jets: Jay vem em uma excelente sequência de jogos, mas ainda não consigo confiar totalmente em seu potencial. Enfrentar uma das melhores defesas contra o jogo terrestre na NFL não ajuda.

Frank Gore – Colts @ Packers: Gore até que tem mostrado consistência, mas esse jogo contra os Packers é ruim em questão de potencial de pontuação. O Colts deve ficar atrás do placar logo cedo e então passará a bola eternamente.

TE Ups!

Kyle Rudolph – Vikings vs. Lions: Rudolph vem jogando mal nas últimas semanas, mas deve voltar a pontuar bem neste duelo em casa contra o Lions, que não tem uma defesa tão animadora.

Zach Ertz – Eagles @ Giants: Neste duelo de divisão, acredito em uma boa partida de Carson Wentz, que deve mirar um de seus principais recebedores, especialmente em jogadas na redzone.

TE Busts!

Eric Ebron – Lions @ Vikings: Jogando em Minnesota contra uma das melhores defesas da NFL. Está aí a tarefa de Ebron e por isso ele está mencionado nesta parte da coluna: bust.

Julius Thomas – Jaguars @ Chiefs: Mais um Jaguar citado como bust é JT. Não vem mantendo consistência e está jogando em um ataque sofrível, que só pontua em garbage time.

K Ups!

Roberto Aguayo – Bucs vs. Falcons: Jogo com probabilidade de muitos pontos é o que busco pra indicar um kicker. Esse calouro não vem tendo um bom aproveitamento, mas oportunidades para pontuar não vão faltar essa semana.

Confie neste homem.

Confie neste homem.

Dan Bailey – Cowboys @ Browns: Bailey deve ter diversas chandes de FG atuando no bom ataque de Dallas contra os Browns em Cleveland. Espero pelo menos 10 pontos.

K Busts!

Matt Prater – Lions @ Vikings: Lions deve sofrer pra marcar pontos nessa partida, ainda mais se os Vikings conseguirem pressionar bem Matthew Stafford. Jogo arriscado pro kicker de Detroit.

Greg Zurlein – Rams vs. Panthers: O Panthers mostrou um jogo melhor na semana passada contra os Cardinals e deve dificultar bem a vida do ataque dos Rams. Perigo pra todo mundo que tem jogadores dos Rams em sua lineup.

DEF Ups!

Panthers @ Rams: Esta unidade deve se recuperar lindamente das partidas ruins que fez no início da temporada, pois tem bons jogadores. Nada melhor do que um jogo contra o ataque inconsistente de LA.

Dolphins vs. Jets: Sempre bom enfrentar o time dos Jets, um dos que mais gera turnovers na NFL. Boas oportunidades de pontuação pra Ndamukong Suh e cia.

DEF Busts!

Falcons @ Bucs: O Falcons só tem uma boa campanha em 2016 por conta de seu ataque, pois a defesa toma muitos pontos. Este jogo aparenta ser mais fácil do que realmente é, e Winston e os Bucs vão dificultar.

Saints @ 49ers: Esse matchup engana e muito. Se o QB dos Niners fosse Blaine Gabbert ou outro qualquer, até daria pra escalar a defesa dos Saints. Mas Colin Kaepernick é uma ameaça um pouco mais complicada de se marcar, então não indico a escalação da defesa de New Orleans.

Fantasy Week #8 – Agora só teremos busts & ups?

Olá amigos!

Após uma semana off por motivos que não lhes interessam (desculpem), estamos de volta com nossa coluna sobre fantasy. Recebemos diversas críticas e sugestões através dos meios de comunicação do Pick Six – e-mail, Twitter, Facebook, Whatsapp, telefone, telegrama, carta e boca-a-boca – e decidimos manter apenas os Busts & Ups (já que lineup ideal não existe, afinal, isso não é Cartola), de maneira reformulada e um pouco mais completa.

Agora vamos evitar indicar aqui escolhas óbvias para as escalações. Confira:

Week 8 – Busts & Ups!

Times em bye: 49ers, Dolphins, Giants, Rams, Ravens, Steelers.

QB Ups!

Russell Wilson, SEA at NO: Enfrentando a fraca defesa dos Saints, Russell Wilson deve fazer uma grande partida. Este ótimo QB, que vem decepcionando em 2016, deve dar a volta por cima no Superdome.

Marcus Mariota, TEN vs. JAX: Mariota fez uma partida mediana na semana passada, mas deve pontuar bem contra o horrendo time dos Jaguars, que simplesmente não atendeu as expectativas da maioria, que acreditava numa boa campanha de Jacksonville em 2016 – incluindo todos nós. O aspirante a surfista deve ir bem pelo ar e pelo chão.

Derek Carr, OAK at TB: Os Bucs não tem lá uma defesa muito confiável e os Raiders estão fazendo uma bela campanha. Ótimo matchup para Carr e todo ataque dos comandados de Jack Del Rio, que semana passada foram muito bem contra os Jaguars.

Saints irá ressuscitar mais um?

O Saints irá ressuscitar mais um?

QB Busts!

Dak Prescott, DAL vs. PHI: Dak, o calouro sensação de 2016, tem feito ótimas partidas enquanto substitui Romo como titular de Dallas. Mas em um confronto contra a boa defesa dos Eagles, que pressionou Sam Bradford de forma perfeita na semana 7, é melhor deixar Dak no seu banco.

Carson Palmer, ARI @ CAR: Palmer e os Cardinals não são nem de longe o time de 2016. E um duelo contra os Panthers, no Bank of America Stadium, não é nada bom. Mesmo que os Panthers tenham começado mal a temporada, acredito que se recuperam e devem forçar turnovers nesse jogo.

Drew Brees, NO vs. SEA: Brees é um excelente QB e é difícil deixá-lo no banco, mas você deve fazer isso nesta rodada. Brees pega a forte (e beneficiada pelas zebras) defesa dos Hawks. Confiem.

WR Ups!

Stefon Diggs, MIN @ CHI: Que Diggs não vem jogando nada e todos sabemos. Mas este jogo contra o Chicago é apetitoso demais para deixá-lo no banco. Ou vai ou racha, amigos!

Donte Moncrief, IND vs. KC: Moncrief deve voltar à ativa após perder 6 semanas devido à uma fratura. Os Colts tem sofrido com performances porcas de seus WRs não chamados TY Hilton. Moncrief é a segunda opção de ataque aéreo que faltava para Andrew Luck.

Amari Cooper, OAK @ TB: Cooper não tem sido um jogador consistente e é por isso que estou mencionando ele nessa coluna. Assim como Carr, Amari deve se beneficiar deste bom matchup e melhorar seus números na temporada.

WR Busts!

Brandin Cooks, NO vs. SEA: Do mesmo modo que Brees, não aconselho a escalação de nenhum WR dos Saints enfrentando os Seahawks, a não ser que você não tenha realmente nenhuma outra opção melhor (o meu triste caso).

Alshon Jeffery, CHI vs. MIN: Jeffery já não é o mais consistente dos receivers. Não aposto nele contra uma das melhores defesas da NFL, mesmo jogando em casa.

Kelvin Benjamin, CAR vs. ARI: Benjamin começou a temporada muito bem, mas caiu de produção nas últimas semanas e deve ter problemas novamente neste jogo contra os Cardinals. A defesa dos pássaros vermelhos continua boa e pode prejudicar sua performance.

Você vai apostar em alguém que receberá passes desse cara?

Você vai apostar em alguém que recebe passes desse cara?

RB Ups!

Matt Forte, NYJ @ CLE: Sim, jogo contra Cleveland sempre é bom. E Forte, após umas série de três jogos ridículos, resolveu jogar tudo semana passada, retomando a confiança. Pode escalá-lo, é certeza de boa pontuação.

Devontae Booker, DEN vs. SD: Booker tomou as rédeas do backfield dos Broncos na semana passada e isso deve continuar, já que CJ Anderson está fora da temporada. Com isso, ele se torna um RB1 e deve ser escalado em todas as ligas.

Jacquizz Rodgers, TB vs. OAK: Doug Martin parece ainda estar lesionado e for a de combate, o que mantém Rodgers como o bell-cow dos Bucs. RBs neste cenário são difíceis de encontrar e, enquanto Martin estiver fora, Jacquizz é um must-start em todas as ligas.

RB Busts!

Isaiah Crowell, CLE vs. NYJ: Mesmo atuando em casa e sendo um RB explosivo, Crowell joga nos Browns (ponto 1) e enfrenta uma das melhores defesas contra o jogo terrestre da NFL (ponto 2). Não escale.

Mark Ingram, NO vs. SEA: Já coloquei todo mundo do ataque dos Saints na área de busts essa semana, mas realmente não consigo confiar em ninguém jogando contra a defesa dos Hawks. Ingram é outro que deve sofrer.

Giovani Bernard, CIN vs. WAS: Se Bernard fosse o único RB de CIN, não o colocaria aqui. Mas esse backfield com Bernard e Hill é imprevisível. Cada semana um mita. Então fica difícil recomendar alguém. Nesse caso optei por colocar Giovani na seção de busts, pois ele não é o goal line back e tem menos chances de pontuar.

TE Ups!

Tyler Eifert, CIN vs. WAS: Eifert deve fazer seu primeiro jogo completo após retornar de lesão e estou extremamente confiante em uma boa performance, pois deve ter muito visado como alvo na endzone. É um dos targets favoritos de Dalton nessa região do campo.

Cameron Brate, TB vs. OAK: Brate ainda não encheu os olhos dos managers após assumir a posição de titular na posição de TE dos Bucs. Um duelo contra os Raiders pode ajudá-lo a desencantar!

TE Busts!

Hunter Henry, SD @ DEN: Henry está nessa parte não por jogar contra a boa defesa dos Broncos, até porque ele foi bem no último duelo entre os times. Mas com a volta de Antonio Gates ao lineup, Henry perdeu espaço, ficando difícil confiar nele.

Zach Miller, CHI vs. MIN: Miller tem sido um bom TE no fantasy, mas jogar contra uma das melhores defesas da NFL e tendo Jay Cutler (ou outro ser qualquer) como seu QB, não ajuda!

K Ups!

Matt Bryant, ATL vs. GB: Quanto aos kickers, gosto de escolher alguns que podem participar de jogos com pontuação alta. Nesse caso, aposto em um duelo de muitos pontos entre Packers e Falcons, então Bryant deve pontuar bem.

Cairo Santos, KC @ IND: Do mesmo modo, acho que Chiefs e Colts será um jogo de pontuação alta e com os times chegando na red zone diversas vezes, por isso acho que Cairo irá pontuar bem!

K Busts!

Dustin Hopkins, WAS @ CIN: Washington tende a marcar poucos pontos em Ohio, contra os Bengals, por isso aposto em partida falha do seu kicker.

Chandler Catanzaro, ARI @ CAR / Steven Hauschka, SEA @ NO: ambos estão aqui apenas pelo fiasco que fizeram no último Sunday Night Football: ERRAR FG DE MENOS DE 30 JARDS, NA PRORROGAÇÃO, PODENDO DAR A VITÓRIA A SEUS TIMES? VÃO A MERDA PORRAAAAAAAAAAAA!

chandler-catanzaro-101415-getty-ftrjpg_wq1gui0rrmq91jb9jsxjlit6a

Menção gratuita e obrigatória a esses idiotas até que apareça alguém mais idiota.

DEF Ups!

Jets @ Browns: Dá até medo de fazer essa recomendação, porque o Jets é um time mequetrefe, mas não é possível que a defesa – que não é tão ruim – seja estraçalhada pelos Browns.

Eagles @ Cowboys: Não que a defesa do Eagles será a maior pontuadora da rodada, mas c não se deve ter medo de escalá-la: é uma das melhores defesas da NFL até aqui, mesmo jogando fora de casa contra um bom time.

DEF Busts!

Broncos vs. Chargers: Os Broncos tem uma boa defesa, mas não são os mesmos do ano passado. SD deve fazer um bom jogo, Melvin Gordon jogará bem e Denver não fará uma pontuação alta na defesa.

Cardinals @ Panthers: Não será a surra que foi na última final da NFC, mas os Cardinals devem sofrer contra Cam Newton de novo. O ataque dos Panthers é muito vertical e multi-dimensional, o que causa problemas pra qualquer sistema defensivo.

Fantasy Week #6 – Lineup ideal, Busts & Ups

Seguimos com a semana 6 e nossa série de mitadas pelo fantasy da NFL. Mas antes disso, vamos conferir nossa performance na semana 5:

Lineup

QB – Philip Rivers (SD): Acertamos com louvor. Fez 26,36 contra os Raiders.

WR – Julian Edelman (NE): Ridículo. 3,50 contra os Browns, recebendo passes do Brady, nem eu.

WR – Sterling Shepard (NYG): Horrível. Apenas 14 jardas recebidas.

RB – CJ Anderson (DEN): Bad, bad, bad. 6,4 contra a horrível defesa dos Falcons.

RB – Terrance West (BAL): Não foi ruim, mas sentimos falta do TD. Fez 8,4 contra os Redskins.

TE – Cameron Brate (TB): 38 jardas contra os Panthers. Vão continuar lendo essa coluna?

K – Stephen Gostkowski (NE): Normal. Fez 7 pontos.

DEF – Los Angeles Rams: Como sou burro, fez só 4 pontos contra os Bills.

Ups!

Kelvin Benjamin, WR, CAR: Recebeu 70 jardas, mesmo sem Cam Newton. I’ll take that.

Sam Bradford, QB, MIN: Bom!!! 271 jardas, 2 TDs e 18,64 pontos.

Latavius Murray, RB, OAK: Não jogou devido à lesão, mas tenho certeza que se tivesse jogado, tinha mitado!

Busts!

Rob Gronkowski, TE, NE: Fez 10,9, OK, mas Bennett foi o melhor TE do time no jogo.

Marvin Jones Jr, WR, DET: Considero que acertamos, visto que não chegou nem nos 10 pontos, apesar do TD.

Matt Jones, RB, WAS: Ponto para a gente, fez apenas 3,6 na semana 5.

Toda serenidade do melhor QB da liga.

Esse homem não vai decepcionar jamais (até se machucar).

Agora entrando de vez na semana 6, eis nossa LINEUP IDEAL:

QB – Colin Kaepernick, 49ers @ Bills

Me chamem de louco, mas Kaep vai assumir a posição de titular de San Francisco na semana 6. Comandando o ataque frenético de Chip Kelly, acredito que ele pode ressurgir e aposto já em uma boa estreia contra os Bills. Pelo menos 3 TDs para o cabeludo.

Outros mitos: Carson Wentz (PHI @ WAS), Ben Roethlisberger (PIT @ MIA), Andrew Luck (IND @ HOU).

WR – DeAndre Hopkins, Texans vs. Colts

Nuk vem sofrendo esse ano com a má performance de Brock Osweiler como QB dos Texans. Mesmo assim, ele é sempre um perigo pra defesas adversárias. É o que acontece nessa rodada, quando os Texans jogam em casa contra a fraca defesa dos Colts. Espere grandes coisas de Hopkins.

WR – John Brown, Cardinals vs. Jets

John Brown não vem repetindo as boas atuações que teve na temporada passada, mas deve performer bem no Monday Night Football, quando os Cardinals recebem os Jets. Por incrível que pareça, a defesa contra o passe dos Jets é uma das piores da NFL, e John Brown uma das melhores armas de passe longo.

Aposte: Sammie Coats (PIT @ MIA), Doug Baldwin (SEA vs. ATL), Brandin Cooks (NO vs. CAR).

RB – Ezekiel Elliot, Cowboys @ Packers

Após as últimas rodadas, não tem como deixar Elliot fora dessa coluna. O cara está jogando demais e nessa semana, mesmo fora de casa, no ambiente hostil de Green Bay, acredito que ele será o melhor corredor da NFL.

Eu voltei, agora pra ficar.

Eu voltei, agora pra ficar.

RB – LeVeon Bell, Steelers @ Dolphins

Se não tivesse fumado maconha e perdido os 3 primeiros jogos do ano, Bell já seria o líder em jardas de scrimmage da NFL. Ele é uma máquina de recepções e corridas. Nesta semana, jogando contra os Dolphins, não duvido que ele receba mais de 100 jardas e corra mais de 100 jardas, combinando com TDs. Escale-o com firmeza.

Great options: CJ Anderson (DEN @ SD), Carlos Hyde (SF @ BUF), DeMarco Murray (TEN vs. CLE).

TE – Jesse James, Steelers @ Dolphins

O potente ataque dos Steelers tem consagrado todo mundo e o TE Jesse James é um jogador que está sendo beneficiado pelo esquema. Nessa semana, jogando contra os Dolphins, tem grandes chances de ser uma boa opção na redzone, em um jogo que deve ser uma lavada para Pittsburgh.

Escale esses: Travis Kelce (KC @ OAK), Jimmy Graham (SEA vs. ATL), Zach Miller (CHI vs. JAX).

K – Ryan Succop, Titans vs. Browns

Qualquer ataque jogando em casa contra os Browns torna-se uma boa opção para kickers, por isso Succop é minha aposta dessa semana na posição.

Não me importo: Justin Tucker (BAL @ NYG), Chris Boswell (PIT @ MIA), Connor Barth (CHI vs. JAX).

DEF – Arizona Cardinals vs. New York Jets

O New York Jets é um dos times que mais gera turnovers na NFL e isso é ótimo para os Cardinals, que enfrentam os Jets no próximo MNF. Escale essa unidade com tranquilidade.

Defesas de ferro: Eagles @ WAS, Rams @ DET, Raiders vs. KC.

UPS!

Eddie Lacy, RB, GB: Lacy não vem fazendo uma grande temporada, mas deve fazer um bom jogo nesta semana, quando os Packers enfrentam os Cowboys no Lambeau Field. Deve ser uma partida disputada, e Mike McCarthy, técnico dos Packers, deve apostar em seu jogo terrestre também, se quiser dar brechas para Aaron Rodgers fazer as big plays.

Blake Bortles, QB, JAX: Bortles é outro que vem decepcionando em 2016, ainda mais devido à boa temporada que fez em 2015. Contra os Bears, ele deve encontrar espaços para se destacar. Caso isso não ocorra, um abraço aos Jaguars.

Receivers do 49ers: Sim, podem escalar Torrey Smith e Jeremy Kerley. Ambos serão beneficiados com a volta de Colin Kaepernick e farão boa partida contra os Bills.

BUSTS!

Melvin Gordon, RB, SD: É muito difícil se dar ao luxo de colocar Gordon no banco, mas um matchup contra a forte defesa dos Broncos é de fazer qualquer owner pensar em fazer isso. Se puder, escale outra opção na posição de RB.

Devonta Freeman, RB, Falcons: Outro que quase ninguém pode se dar ao luxo de deixar no banco é Freeman. Porém o duelo contra Seattle e a forte presença de Tevin Coleman nas últimas partidas podem diminuir a pontuação de Freeman.

Matthew Stafford, QB, Lions: Stafford tem sido um dos bons QBs nesta temporada, mas a defesa aérea dos Rams tem que ser levada a sério. Na última semana Tyrod Taylor até lançou 2 TDs, mas fez poucas jardas. Cuidado com este matchup.

Fantasy Week #5 – Lineup ideal, busts & ups

¼ da temporada já se passou e continuamos com nossas previsões aqui. Até quando dura?

Primeiro, o review da semana passada:

LINEUP

QB – Matthew Stafford (DET): Really? 10 pontos contra Chicago? PQP!

WR – Steffon Diggs (MIN): Erramos. 4,6 contra os Giants…

WR – Antonio Brown (PIT): Mitagem. 18,4 e 2 TDs contra os Chiefs.

RB – Melvin Gordon (SD): Acertamos. 17,9 e 2 TDs contra os Saints.

RB – Jeremy Hill (CIN): Mal. 7,1 contra os Dolphins no TNF.

TE – Hunter Henry (SD): Acertamos. 12,1 e 1 TD contra os Saints.

K – Matt Prater (DET): OK. 8 pontos contra Chicago, salvo por um FG de mais de 50 jardas.

DEF – Cardinals: Deu ruim. 5 pontos contra os Rams.

Você, com só mais 12 semanas de NFL (já que teu time não vai pros playoffs).

Você, com só mais 12 semanas de NFL (já que teu time não vai pros playoffs).

BUSTS

Amari Cooper (OAK), WR: Acertamos. Apenas 4,8 contra os Ravens.

Christine Michael (SEA), RB: Erramos. 15 pontos e TD contra os Jets.

Odell Beckham Jr (NYG), WR: Acertamos. 23 jardas contra os Vikings e uma entrevista chorando dizendo que não tem mais prazer em jogar FA.

UPS

DeMarco Murray (TEN), RB: Acertamos. 23,9 e 2 TDs contra os Texans sem JJ Watt.

Trevor Siemian (DEN), QB: Erramos. Estava indo bem com passe pra TD, mas saiu do jogo lesionado. Terminou com 6,72.

Philip Dorsett (IND), WR: Acertamos. Em apenas uma jogada, marcou quase todos os seus pontos: 12,7.

LINEUP IDEAL

QB – Philip Rivers, SD @ OAK

Rivers, que vem jogando bem mesmo sem suas armas principais, pega um time do Raiders que tem feito até boas partidas e surpreendendo. Então por que a aposta em Rivers? Porque o cara tem 7 filhos e é um mito. Além de estar jogando muito.

Manda bala: Joe Flacco vs. Redskins, Tom Brady @ Browns, Brian Hoyer @ Colts.

WR – Julian Edelman, NE @ CLE

Edelman não vem fazendo uma boa temporada. Mas isso, claro, tem explicação: seu QB não era Tom Brady. Agora que o melhor (ou não) da história da NFL volta de suspensão, Edelman deve reencontrar o caminho das 10 recepções por jogo.

WR – Sterling Shepard, NYG @ GB

Os Giants não vêm jogando tão bem, mas este calouro tem feito a diferença. Atuando junto de OBJ e Victor Cruz, Shepard, que tem alto potencial, vem dando baile nas secundárias adversárias. Aposte nele com segurança.

Acredite em mim: Brian Quick vs. Bills, Alshon Jeffery @ Colts, Jordan Matthews @ Lions.

Quando seu amigo volta do castigo e vocês podem voltar a jogar um futs sério.

Quando seu amigo volta do castigo e vocês podem voltar a jogar um futs sério.

RB – CJ Anderson, DEN vs. ATL

CJ, que não fez uma boa temporada ano passado, está de volta ao mundo do fantasy. A defesa de Atlanta proporciona um matchup ideal, visto que não tem segurado nenhum ataque e o time só está bem porque Matt Ryan resolveu encarnar o Joe Montana.

RB – Terrance West, BAL vs. WAS

West garantiu a posição de titular na semana passada, com boa atuação no backfield dos Ravens. Podem escalá-lo com segurança contra os Redskins, que tem uma defesa um tanto quanto duvidosa, especialmente contra o jogo corrido.

Xermito: DeMarco Murray @ MIA, Eddie Lacy vs. NYG, Carlos Hyde vs. ARI.

TE – Cameron Brate, TB @ CAR

Sim, você leu certo. O TE dos Bucs, que substituiu o santo Austin Seferian-Jenkins, deve ser um dos principais alvos de Winston durante a temporada. Jogando contra um time dos Panthers que vem jogando muito abaixo nessa temporada, ele deve fazer a festa. Escale e vá ler um livro.

Nunca errarei: Zach Ertz @ DET, Kyle Rudolph vs. HOU, Zach Miller @ IND.

K – Stephen Gostkowski, NE @ CLE

Kicker dos Patriots com Tom Brady, jogando contra os Browns.

Não nos importamos, mas falamos: Chandler Catanzaro @ SF, Josh Lamo @ OAK, Dan Bailey vs. CIN.

DEF – Los Angeles vs. Bills

Sim, os Rams estão na liderança da NFC West após 4 rodadas. Se você previu isso, parabéns! Muito da campanha 3-1 do time de LA vem da boa performance da defesa, que não deve ser diferente nesse jogo em casa contra os Bills.

Escale: Vikings vs. Texans, Cardinals @ 49ers, Broncos vs. Falcons (sim!).

UPS!

Kelvin Benjamin, WR, Panthers vs. Bucs: KB não foi bem nas duas últimas rodadas, mas isso porque Cam Newton estava muito pressionado. Mas independente de Cam jogar, qualquer que seja o QB dos Panthers vai conectar com Benjamin. A defesa dos Bucs é fraca. Escale-o.

Sam Bradford, QB, Vikings vs. Texans: Quem diria, hein? Sam deu certo nos Vikings. Acho que é o primeiro time que ele dá certo desde os tempos de college. Enquanto a maré está boa, vamos aproveitar. Escale-o contra os Texans desfalcados defensivamente.

Latavius Murray, RB, Raiders vs. Chargers: Murray vem fazendo apenas o básico nesse início de ano, correndo não tantas jardas, mas pelo menos entrando na endozne. Espere mais dele nessa rodada contra os Chargers.

Maré de sorte subiu, me afoguei. 3 semanas fora.

Maré de sorte subiu muito rápido, me afoguei. 3 semanas fora.

BUSTS!

Rob Gronkowski, TE, Patriots @ Browns: Gronk é um mito e todos sabemos. Mas esse ano ele é capa do Madden e a maldição o pegou. Mesmo que ele jogue, mesmo que Brady seja o QB, a tendência é que vá mal, visto que uma lesão o assombra. Se puder, deixe no banco.

Marvin Jones Jr, WR, Lions vs. Eagles: O WR dos Lions é o Segundo melhor da NFL em jardas recebidas até agora. Mas o duelo contra a boa defesa dos Eagles (que parou os Steelers em 3 pontos) deve parar o bom receiver dos leões.

Matt Jones, RB, Redskins @ Ravens: Matt tem feito um bom começo de ano, sendo o corredor principal dos Redskins. Mas nessa semana ele enfrenta uma renovada defesa dos Ravens que vem fazendo seu papel contra o jogo terrestre. Perigo para os owners de Jones.

Fantasy Week #4 – Lineup ideal, busts & ups

Semana 4 de football começando, hora para falarmos verdades absolutas em nossa coluna sobre Fantasy Football. Mas antes vamos avaliar nosso desempenho na week #3:

LINEUP

QB – Marcus Mariota (TEN): Erramos feio. 6,72 contra os Raiders e jogando em Nashville, Tennessee.

WR – Larry Fitzgerald (ARI): Erramos. 6 pontos contra o Bills, que foi estuprado na semana anterior pelos Jets.

WR – Jarvis Landry (MIA): Acertamos. 19,60 contra os Browns, mais de 100 jardas e um TD.

RB –  LeGarrette Blount (NE): Acertamos. 22,50 contra uma defesa considerada boa, como a do Texans. Correu pra dois TDs.

RB – Todd Gurley (LA): Acertamos. dois TDs contra os 49ers, voltou a boa forma e passou dos 20 pontos.

TE – Julius Thomas (JAX): 2 recepções pra 13 jardas. Melhor pular pro próximo!

K – Mike Nugent (CIN): Erramos. Fez apenas 5 pontos contra os Broncos.

DEF – Houston Texans: Erramos. Apenas 1 ponto contra o QB calouro Jacoby Brissett. Nunca mais duvidaremos de Bill Belichick, nem que o QB dos Patriots seja um cone.

BUSTS

Eric Decker, WR, NYJ: Acertamos, fez apenas 1 recepção para 27 jardas.

Cam Newton, QB, CAR: Acertamos, 1 TD e 3 INT contra os Vikings. Apenas 16 pontos. Levou 8 sacks.

Mike Evans, WR, TB: Erramos, mitou contra os Rams, fez 19,20.

UPS

Tajae Sharpe, WR, TEN: Fedeu, apenas 48 jardas recebidas.

Eli Manning, QB, NYG: Erramos. Fez 16 pontos, 350 jardas, mas teve duas INT.

Dwayne Washington, RB, DET: Erramos. Apenas 3,5 pontos, não foi muito envolvido no jogo.

vaa3l

Sua cara em cada uma das interceptações de Eli.

Week 4

(BYE: Packers, Eagles)

QB Matthew Stafford – Lions @ Bears

Fazendo um bom início de temporada, o QB dos Lions enfrenta uma defesa dos Bears que fez o rookie Dak Prescott parecer Steve Young. Na semana passada, quando enfrentou os Packers, Stafford fez um jogo sólido, contando principalmente com a ajuda de seu WR Marvin Jones Jr.

Vai na fé: Ryan Tannehill (MIA @ CIN), Cam Newton (CAR @ ATL), Kirk Cousins (WAS vs. CLE).

WR Stefon Diggs – Vikings vs. Giants

Jogando em seus domínios, os Vikings têm tudo para vencer os Giants. Líderes da NFC Norte, o time de Minnesota conta com uma das melhores, senão melhor, defesa da NFL. Mas o ataque também vem conseguindo pontuar, e o WR Diggs é a arma de profundidade do QB Sam Bradford. Menos que 2 TDs de Diggs eu nem comemoro.

WR Antonio Brown – Steelers vs. Chiefs

A defesa dos Chiefs forçou seis (sim, você leu certo, seis) interceptações de Ryan Fitzpatrick no jogo contra o Jets. Isso não deve acontecer novamente, já que os Steelers jogam em casa e precisando se recuperar de uma derrota para o Eagles. Espere diversas conexões de Antonio Brown e Big Ben. O retorno de LeVeon Bell também deve favorecer os Steelers, pois é uma arma a mais pra defesa dos Chiefs ter que se preocupar.

Se eu errar sou burro: Travis Benjamin (SD @ NO), Kelvin Benjamin (CAR @ ATL), DeAndre Hopkins (HOU vs. TEN).

RB Melvin Gordon – Chargers vs. Saints

Achei que a defesa dos Saints tinha melhorado do ano passado para esse ano, mas me enganei. Nesse caso, apostar em RB contra esse time parece uma boa. Aposte em Gordon, único “bom” dos Chargers que deve ter um baita workload nessa partida, com muitas oportunidades de pontuar. É só ver o que Devonta Freeman e Tevin Coleman fizeram contra os pobres defensores de New Orleans no último Monday Night Football.

RB Jeremy Hill – Bengals vs. Dolphins

Bem-vindo de volta ao mundo do fantasy, Jeremy Hill. Após um ano sendo chamado de bust, o RB dos Bengals parece ter reencontrado a felicidade e está jogando o fino da bola oval. Após uma alta pontuação na semana passada (e contra a forte defesa dos Broncos), não posso deixar Hill de fora da minha lineup ideal, ainda mais em um confronto contra os Dolphins, que ainda não empolgam.

Aposte sem medo: Ezekiel Elliot (DAL @ SF), Jordan Howard (CHI vs. DET), David Johnson (ARI vs. LA).

Relembrar Jeremy Hill = relembrar esse fumble idiota.

Relembrar Jeremy Hill = relembrar esse fumble idiota.

TE Hunter Henry – Chargers vs. Saints

O TE titular Antonio Gates está sofrendo com lesões já no início da temporada, fruto de sua idade avançada. Na semana passada contra os Colts, Henry já fez uma boa aparição (exceto pelo fumble sofrido no final do jogo). Por falta de opções no ataque do San Diego, ele se torna uma excelente alternativa para receber muitos targets e, por consequência, muitas jardas recebidas. Atuando contra uma defesa fraca dos Saints, esse é nossa escolha na vaga de TE.

Outros que mitarão: Dwayne Allen (IND @ JAX), Jordan Reed (WAS vs. CLE), Eric Ebron (DET @ CHI).

K Matt Prater – Lions @ Bears

Seguimos não nos importando com kickers, mas este é provavelmente o melhor matchup da posição na semana 4. Prater deve passar dos 10 pontos e Detroit deve vencer os Bears.

Somos importantes: Cairo Santos (KC @ PIT), Dan Bailey (DAL @ SF), Stephen Gostkowski (NE vs. BUF).

DEF Arizona Cardinals vs. Rams

Sim, os Cardinals tomaram uma chulapada na cara contra os Bills. Maaaaaaaaaaaas foi fora de casa e acreditamos que tenha sido apenas sorte dos pupilos de Rex Ryan (provavelmente não foi). Em todo caso, vamos apostar nessa unidade defensiva jogando em casa contra os Rams, que possuem um ataque um tanto quanto duvidoso. Pelo menos 1 TD e 2 turnovers é o que esperamos.

BUSTS & UPS!

BUSTS

Amari Cooper, WR, OAK @ BAL: Sim, o garoto prodígio de Oakland deve ir mal contra os Ravens, que estão invictos na competição e parecem ter redescoberto sua defesa. C. J. Mosley é um monstro, apenas frisando.

Christine Michael, RB, SEA @ NYJ: Após a mitagem contra SF, Michael dificilmente fará uma boa partida contra a forte defesa terrestre dos Jets. Não passa dos 10 pontos.

Odell Beckham Jr, WR, NYG @ MIN: Não estou dizendo para você deixar OBJ no banco, só estou alertando que ele irá mal. Se tiver balls, acredite em mim. Essa defesa dos Vikings veio pra ficar, inclusive na semana passada eles deixaram Kelvin Benjamin sem receber nenhuma bola. Beware folks!

Será que vem aí a próxima vítima de Zimmer e suas crianças?

Será que vem aí a próxima vítima de Zimmer e suas crianças?

UPS

DeMarco Murray, RB, TEN @ HOU: Nesse duelo de divisão, um matchup contra a defesa dos Texans pode assustar um pouco. Mas não se engane, Murray é a engrenagem do time dos Titans e, com a lesão de JJ Watt, pode escalá-lo sem medo.

Trevor Siemian, QB, DEN @ TB: O QB dos Broncos fez uma excelente partida contra os Bengals na semana passada e deve repetir a dose agora, jogando fora contra os Bucs, defesa essa que sofreu mais de 30 pontos dos Rams, ou seja, lixo.

Philip Dorsett, WR, IND vs o time que amamos: Atuando oposto a TY Hilton, enquanto Moncrief está afastado por lesão, Dorsett tem tudo para explodir contra os Jaguars, que sofre para combater o jogo aéreo de outras equipes. Receber passes de Andrew Luck é um plus pra esse jogador.

Fantasy Week #3 – Lineup ideal, busts & ups

Mais uma semana que chega, mais um dia para falarmos verdades absolutas em nossa coluna sobre Fantasy Football. Mas antes das dicas, vamos avaliar nosso desempenho na semana passada?

LINEUP

QB – Cam Newton (CAR): Acertamos. 29,82 pontos contra os 49ers, mais de 340 jardas aéreas e 4 TDs.

WR – Alshon Jeffery (CHI): Quase acertamos. Ok, na medida do possível: 9,6 pontos em 96 jardas recebidas – só faltou o touchdown, mas ele não tem culpa de jogar com BRIAN HOYER & JAY CUTLER.

WR – Odell Beckham Jr (NYG): Erramos. Fez apenas 8,60 pontos em um jogo contra o Saints, em que era previsto pelo menos 100 jardas e 1 TD.

RB – Lamar Miller (HOU): Erramos. 9,70 pontos contra os Chiefs. Não chegou a 100 jardas e não anotou TD.

RB – Adrian Peterson (MIN): Erramos. 2,60 pontos contra os Packers, saiu de campo machucado com uma lesão no menisco.

TE – Dennis Pitta (BAL): Acertamos. Não anotou TD, mas recebeu 102 jardas e fez 10,20 pontos.

K – Chandler Catanzaro (ARI): Acertamos. Não fez muitos FGs, mas anotou vários extra points, resultando em 11,00 pontos.

DEF – New England Patriots: Erramos. Até conseguiu vários turnovers, mas acabou tomando muitos pontos dos Dolphins, face a entrada de seu QB reserva que não conseguiu manter o ataque em campo. Terminou com 8,00 pontos.

BUSTS

Brandin Cooks, WR, NO: Acertamos. Não anotou TD e nem recebeu mais que 100 jardas. Fez 6,80.

Ben Roethlisberger, QB, PIT: Erramos. 259 jardas, 3 TDs e 19,76 pontos para Big Ben.

Denver DEF: Erramos feio. Anotou 22,00 pontos contra os Colts, pressionando Andrew Luck com 5 sacks e 2 turnovers (um deles resultando em uma Pick Six, uma clara homenagem ao nosso site).

UPS

Mike Wallace, WR, BAL: Acertamos. Fez 2 TDs contra os Browns e terminou a partida com 16,10 pontos.

Derrick Henry, RB, TEN: Erramos. Correu 49 jardas (previmos 50), mas não conseguiu entrar na endzone. Fez apenas 4,90.

Nelson Agholor, WR, PHI: Erramos. Apenas 42 jardas e nenhum TD contra um Bears zumbi.

Week 3

QB Marcus Mariota – Titans vs. Raiders

O segundo anista Marcus Mariota enfrenta um time que cedeu diversos pontos no jogo aéreo para o Saints na semana 1 e para o Falcons na semana 2. Os Raiders parecem ser uma joia rara para QBs adversários e Mariota deve atropelá-los por terra e pelo ar, jogando contra uma defesa que fez Matt Ryan parecer o mito que ele não é.

Vai dar boa: Blake Bortles (Jaguars vs. Ravens), Ryan Tannehill (Dolphins vs. Browns), Drew Brees (Saints vs. Falcons).

WR Larry Fitzgerald – Cardinals @ Bills

O melhor WR da liga (sem clubismo) enfrenta uma defesa do Bills que parece ter sérios problemas. Isso é visível a todos, menos ao próprio Bills, que demitiu o coordenador ofensivo na semana passada (WTF?). Em todo caso, Fitz vai ter uma performance de gala, já que está em sintonia com o QB Carson Palmer e parece ainda estar em boa forma, apesar de sua idade já avançada.

Quanto mais velho, melhor!

Quanto mais velho, melhor!

WR Jarvis Landry – Dolphins vs. Browns

Uma máquina de recepções, Landry se aproveitará de uma boa partida do QB Ryan Tannehill para mostrar a todos que é o principal (e único) recebedor pelos lados de Miami. Landry recebeu a bola 10 vezes na semana passada, contra os Patriots, totalizando 137 jardas. Tudo bem que os Dolphins correram atrás do placar o jogo inteiro e isso tornou o time unidimensional, mas contra o Browns esse volume de targets não deve diminuir.

Escale sem medo: Golden Tate (Lions @ Packers), Allen Robinson (Jaguars vs. Ravens), TY Hilton (Colts vs. Chargers)

RB LeGarrette Blount – Patriots vs. Texans

O Patriots deve ir para o jogo com sua terceira opção na posição de quarterback (Jacoby Brissett) já que Tom Brady está suspenso e Jimmy Garoppolo está machucado. Isso deve forçar o Tio Bill a usar demais o jogo corrido, que foi muito bem na semana passada contra Miami. Espere boa pontuação de Blount, corredor extremamente físico, que não tem medo do contato e atropela o que vê pela frente.

RB Todd Gurley – Rams @ Bucs

Uma das principais decepções das duas primeiras rodadas, Gurley deve dar a volta por cima em jogo fora de casa contra os Bucs, que foram varridos pelo forte Arizona Cardinals (novamente: sem clubismo) em um jogo que tomaram 40 pontos. O Rams venceu Seattle, mas sem grande participação de Gurley. Contra o Bucs, o técnico Jeff Fischer deve usar mais seu principal jogador, favorecendo sua pontuação no fantasy.

Não tem erro: DeAngelo Williams (Steelers @ Eagles), Ezekiel Elliot (Cowboys vs. Bears), Melvin Gordon (Chargers vs. Colts).

Vou estrear...

Vou estrear…

TE Julius Thomas – Jaguars vs. Ravens

JT, que já foi um dos principais TEs do fantasy quando atuava em Denver ao lado de Peyton Manning, deve relembrar seus bons tempos nesta partida contra o Ravens. O time de Baltimore tem uma defesa vulnerável, o que ficou evidente quando tomou 20 pontos dos Browns, inclusive em alguns lances explosivos. O ataque do Jaguars como um todo deve dar trabalho aos corvos, mas Julius já se mostrou um homem de confiança para Blake Bortles.

Confiem no Xermi: Dwayne Allen (Colts vs. Chargers), Delanie Walker (Titans vs. Raiders), Kyle Rudolph (Vikings @ Panthers).

K Mike Nugent – Bengals vs. Broncos

Jogando contra a forte defesa dos Broncos, Andy Dalton deve ter problemas para carregar seu time até a endzone, gerando diversas oportunidades para o seu kicker, Nugent. A aposta aqui é em FGs e não em extra points.

Seguimos não nos importando: Josh Brown (Giants vs. Redskins), Steven Hauschka (Seahawks vs. 49ers), Josh Lambo (Chargers @ Colts).

DEF Houston Texans @ New England Patriots

Enfrentar quarterback reserva já é um bom motivo pra escalar uma defesa com segurança. Enfrentar o segundo reserva, que ainda é calouro, e só jogou uma partida na NFL: esse será o destino do Texans na semana 3. Escale JJ Watt e some pontos fáceis…

Tá tranquilo, tá favorável: Panthers vs. Vikings, Seahawks vs. 49ers, Chiefs vs. Jets.

BUSTS & UPS

Agora três jogadores que todo mundo irá escalar e que irão CAGAR NO PAU e decepcionar; e três jogadores que poucas pessoas terão culhão de escalar e irão TORAR.

BUSTS

Eric Decker, WR, NYJ @ KC – Decker fez uma partida monstra contra o Bills no último TNF, recebendo mais de 120 jardas e 1 TD. Esse feito não acontecerá novamente, já que o Jets enfrenta agora uma defesa muito mais sólida.

Cam Newton, QB, CAR vs. MIN – Tenho ele em alguns times de fantasy e o considero o melhor jogador da NFL atualmente, disparado. Porém tenha cuidado ao escalá-lo nesta semana contra os Vikings, que possuem uma das melhores defesas da NFL e seguraram Aaron Rodgers e os Packers em 14 pontos na semana 2.

Mike Evans, WR, TB vs. LA – Existem chances de você não poder colocar Mike Evans no banco, mas é uma opção que deve ser considerada nesta semana, já que enfrenta uma defesa que segurou o Seattle em 3 pontos na semana passada. Mesmo tendo tomado um baile dos 49ers na semana 1, a defesa do Rams parece ter se encontrado e deve ser um matchup difícil para Jameis Winstons, Mike Evans e companhia.

UPS

Tajae Sharpe, WR, TEN vs. OAK – Espero uma boa performance de todo ataque dos Titans nessa semana, puxado por uma boa partida de Mariota e seu WR, Sharpe, que fez ótimos jogos na pré-temporada, mas ainda não mostrou a que veio na temporada regular.

Eli Manning, QB, NYG vs. WAS – Eli, que decepcionou na semana passada, deve reencontrar seu bom jogo nesta partida contra os Redskins, rivais de divisão e que cederam quase 300 jardas aéreas ao calouro Dak Prescott. Importante lembrar que os Giants estão 2-0 e que uma vitória neste jogo os coloca em grande vantagem já no início do campeonato, em uma divisão tão embolada como a NFC East.

Dwayne Washington, RB, DET @ GB – Com a morte de Abdullah que só deve retornar das cinzas já ao final da temporada, Washington deve ganhar diversas oportunidades para mostrar serviço. Uma aposta ousada, contra uma defesa que tem se mostrado sólida contra o jogo corrido, mas quem não arrisca, não sai do lugar!

Fantasy Week #2 – Lineup ideal, busts & ups

Bem vindos a nossa coluna semanal sobre Fantasy!

Todas (ou não) as quintas pela manhã, iremos prever aquele que consideramos o melhor lineup para a semana seguinte. O objetivo é acertar, mas como sabemos, é mais provável que quebremos a cara – então podem nos ofender nos comentários, sem problemas!

LINEUP

QB Cam Newton – Panthers vs. 49ers

318 pass yards; 2 pass TD; 61 rush yards; 1 rush TD

O atual MVP da liga estreia em seus domínios contra o fraco time dos 49ers, que será varrido de forma deplorável. O ataque dos Panthers deve fluir com naturalidade, puxado pelo monstro Cam.

Boas apostas: Matthew Stafford (vs. Titans), Derek Carr (vs. Falcons), Kirk Cousins (vs. Cowboys).

WR Alshon Jeffery – Bears vs. Eagles

141 rec yards; 1 TD

O principal recebedor dos Bears deve fazer uma baita partida contra o time do Eagles. A defesa de Philly é boa, mas Jay Cutler em noite inspirada fará várias conexões com Alshon durante todo o MNF.

WR Odell Beckham Jr – Giants vs. Saints

109 rec yards; 1 TD

OBJ joga muito e todos sabemos. Após uma noite apagada em Dallas, ele deve reencontrar a endzone dos Saints, cuja defesa continua uma mãe e foi completamente destruída pelo time dos Raiders.

Também irão destruir: DeAndre Hopkins (vs. Chiefs), Kelvin Benjamin (vs. 49ers), Amari Cooper (vs. Falcons)

RB Lamar Miller – Texans vs. Chiefs

108 rush yards, 40 rec yards, 2 TD

Miller, que será um dos grandes nomes do Texans em 2016, fará uma partida memorável na tarde de domingo em Houston. A defesa do Chiefs, que já foi esmigalhada no jogo terrestre pelos Chargers (Melvin Gordon + Danny Woodhead) deve fazer outro jogo ruim.

RB Adrian Peterson – Vikings vs. Packers

126 rush yards, 12 rec yards, 1 TD

AP, que fedeu na week 1, volta a jogar bem e tem grande atuação contra o rival Packers, jogando em Minnesota, no SNF. Escale com confiança.

Não tem como dar errado: David Johnson (vs. Bucs), CJ Anderson (vs. Colts), Ezekiel Elliot (@ Redskins).

mjs-packers15-11ofx-wood2

All-Day relembrará os bons tempos contra os cabeças de queijo.

TE Dennis Pitta – Ravens @ Browns

87 rec yards, 2 TD

Pitta ficou fora de praticamente toda temporada passada após uma séria lesão. Na semana passada, já demonstrou que o rapport com o QB Joe Flacco continua, então a aposta na posição de TE é nele.

Não irão decepcionar: Charles Clay (vs. Jets), Eric Ebron (vs. Titans), Antonio Gates (vs. Jaguars).

K Chandler Catanzaro – Cardinals vs. Bucs

1 FG 20-29, 1 FG 40-29, 1 FG 50+, 3 XP

The Catman deu uma de Blair Walsh e errou o FG que daria ao Cardinals a vitória contra o Patriots no último SNF. Agora ele faz as pazes com a torcida em uma performance de gala contra o Bucs.

Outros bons nomes: kickers, amigos! Ninguém se importa!

DEF New England Patriots vs. Dolphins

10 pontos sofridos, 3 sacks, 1 INT, 1 fumble, 1 TD.

Além do ataque do Dolphins ter sido quase nulo contra o Seahawks, a defesa dos Patriots até que fez uma boa partida contra o forte time dos Cardinals. Matchup mamão com açúcar para os comandados de Bill Bilichick.

Apostas seguras: Panthers (vs. 49ers) e Cardinals (vs. Bucs).

BUSTS & UPS

Três jogadores que todo mundo irá escalar e que irão CAGAR NO PAU e decepcionar; e três jogadores que poucas pessoas terão culhão de escalar e irão TORAR – seja lá o que isto signifique!

BUSTS

Brandin Cooks, WR, NO @ NYG – Após a tremenda atuação na week 1, Cooks, o cozinheiro, irá enganar a todos, receber apenas 40 jardas e nenhum TD. Willie Snead e Coby Fleener serão os astros do jogo aéreo do Saints.

Ben Roethlisberger, QB, PIT vs. CIN – Com boa performance contra os Redskins, Big Ben joga agora em casa, mas contra uma defesa muito mais sólida. Nem Antonio Brown salvará a decepção de apenas 180 jardas, 1 TD e 1 INT de seu QB. DeAngelo Williams comandará a vitória do Steelers, quer vocês gostem ou não.

Denver DEF, DEN vs. IND – Denver possui uma das melhores, se não a melhor defesa da NFL. Mas contra o bom ataque dos Colts, que agora conta novamente com um Andrew Luck saudável, Denver sofrerá mais que 30 pontos e PERDERÁ o jogo em casa.

UPS

Mike Wallace, WR, BAL @ CLE – Um dos atletas mais rápidos da NFL, Wallace fará uma boa partida contra o horrendo Browns. Garantimos 1 TD recebido por ele. Joe Flacco também deve ir bem.

Dec 15, 2013; Miami Gardens, FL, USA; Miami Dolphins wide receiver Mike Wallace (11) scores a touchdown against the New England Patriots in the first half of the game at Sun Life Stadium. Mandatory Credit: Brad Barr-USA TODAY Sports

Mike Wallace na endzone: uma visão rara há muitos anos.

Derrick Henry, RB, TEN @ DET – Depois de uma excelente pré-temporada, Henry teve atuação apagada na week 1, funcionando mais como change of pace para o titular DeMarco Murray. Essa história se repetirá na semana 2, porém dessa vez com uma atuação mais sólida, ele irá contribuir com pelo menos 50 jardas corridas e 1 TD, podendo ter bom valor como flex.

Nelson Agholor, WR, PHI @ CHI – O WR dos Eagles, jogando sua segunda temporada, deve corresponder com mais uma atuação boa, visto que já foi bem na semana 1. O jogo aéreo dos Eagles pareceu estar em boas mãos, depois do bom jogo feito pelo QB Carson Wentz contra os Browns. Escale Agholor sem medo.

Dez bons valores para a temporada 2016

Quando me perguntam como faço meus drafts e projeções pra temporada, sempre respondo com uma palavra: valor. Fantasy football é feito disso. Mas o que é o valor? É uma relação entre o preço que se paga em um jogador (round de escolha no draft) x possibilidade do mesmo pontuar como um jogador escolhido em rounds superiores. Exemplificando: no ano passado o ADP (average draft position – posição média de draft) de Cam Newton, QB dos Panthers, foi no round 7. Ele foi o QB com maior número de pontos na temporada (399.08), à frente de nomes como Andrew Luck, Aaron Rodgers, Russell Wilson, entre outros. Com certeza o manager que draftou Cam Newton ano passado não se arrependeu (a não ser que o tenha trocado, certo?).

Pensando nisso, o Pick Six fez uma lista com o nosso top 10 dos jogadores com probabilidade de terem um valor muito alto em 2016. Ao final da temporada poderemos ver se entendemos alguma coisa de fantasy, ou se temos que parar por aqui – hipótese mais provável. Lembrando que o ADP que mostro aqui é o de uma liga com 12 times.

10 – Corey Coleman, WR, Cleveland Browns

O WR calouro dos Browns tem hoje um ADP de 105.21, ou seja, 9º round. A situação em que ele se encontra não é perfeita, mas não dá pra obter grandes ganhos sem correr riscos, é isso o que ocorre aqui. Os Browns estão apostando no ressurgimento de Robert Griffin III e se isso acontecer e ele voltar a sua boa forma, Coleman vai puxar a fila dos receivers do time. Com a suspensão do WR Josh Gordon revogada é provável que Coleman perca um pouco de seu valor, mas mesmo assim acredito que vai valer a escolha, podendo pontuar bem no ano, chegando a ser até um WR2.

Coleman

Neste dia, ele ainda não sabia que receberia passes de RGIII.

09 – Coby Fleener, TE, New Orleans Saints

Essa é uma típica situação em que o atleta é beneficiado com uma troca de time. Nos últimos anos, quando atuou pelos Colts, Fleener nunca foi um TE excepcional, mesmo porque dividiu as recepções com outros TEs, em especial Dwayne Allen. Em 2016, Fleener acertou sua ida para o New Orleans Saints e terá como QB Drew Brees, que sempre confiou muito em tight ends durante toda sua carreira, em especial Jimmy Graham, quando atuava pelo time da Louisiana. A aposta aqui é que Fleener ficará no top 5 dos TEs, mesmo com um ADP de 116.52 (10º round).

08 – Kevin White, WR, Chicago Bears

Na oitava posição, Kevin White promete ser um grande valor na temporada de 2016. Uma séria lesão o tirou da sua temporada de calouro, em 2015, quando não jogou nenhum jogo nos Bears. Neste ano, ele deve ser o titular ao lado de Alshon Jeffery, fazendo finalmente sua estreia na NFL. White foi escolhido na primeira rodada do draft de 2015 e tem talento puro, desde seus tempos de college. Atuando com um QB experiente (Jay Cutler) e tendo um bom WR ao seu lado, o que tira um pouco da atenção dos adversários, White deve fazer uma boa temporada, acima do seu ADP de 108,33 (10º round).

07 – Carlos Hyde, RB, San Francisco 49ers

RB jogando em sistema de Chip Kelly. Time em crise precisando provar a sua torcida que pode mais. QB colocado à prova no ano passado e que precisa ter uma excelente temporada se não quiser perder o seu emprego. Atuar em uma das equipes mais tradicionais da NFL. Todos esses fatores jogam ao lado de Carlos Hyde, RB dos Niners que promete ter uma temporada muito boa, mesmo voltando de lesão. Dos fatores citados anteriormente, o que mais ajuda Hyde é trabalhar com Chip Kelly, técnico famoso por utilizar o no huddle e explorar muito o jogo terrestre. O ADP atual de Hyde é 36,45 (4º round), o que contraria a minha previsão de que ele termina no top 10 dos RBs.

06 – Arian Foster, RB, Miami Dolphins

Alguns podem achar que sou louco colocar Foster nessa lista, mas analisando a situação em que ele se encontra, fica difícil deixá-lo de fora. Arian Foster foi um dos RBs mais produtivos da NFL nos últimos anos, quando esteve em campo. O problema são as constantes lesões. Ano passado ele foi colocado no IR (injured reserve) após um problema no tornozelo e não atuou mais pelo Texans. Agora nos Dolphins, Foster deve começar a temporada dividindo as carregadas com Jay Ajayi, mas caso se mantenha saudável, deve ser o titular da posição. Seu talento e experiência contradizem o seu ADP atual de 138,17 (round 12).

Houston Texans running back Arian Foster takes a bow after scoring on a 1-yard touchdown run during the third quarter an NFL football game against the Tennessee Titans at LP Field on Sunday, Oct. 26, 2014, in Nashville. ( Smiley N. Pool / Houston Chronicle )

Sempre importante agradecer bons conselhos (e chegadas à endzone).

05 – Amari Cooper, WR, Oakland Raiders

Um dos mais talentosos WR que entraram na NFL nos últimos anos, Cooper teve uma boa temporada de calouro, com 1.070 jardas recebidas e 6 TDs. Jogando ao lado do QB Derek Carr, Cooper tem tudo pra ter uma temporada explosiva, em um novo time dos Raiders que parece voltar a colocar medo nos adversários. O ADP atual de Cooper é 27,96 (3º round), o que é baixo quando apostamos que ele terá uma performance de WR Top 5 (1.300+ jardas, 10+ TDs).

04 – Chris Ivory, RB, Jacksonville Jaguars

Com ADP atual de 84,43 (8º round), a seleção de Chris Ivory torna-se um ótimo negócio. Isso porque ele assinou com o Jaguars para a temporada de 2016, após um bom ano atuando no New York Jets. O “novo Jaguars” comandado pelo QB Blake Bortles, e pelos WRs Allen Robinson e Allen Hurs já deu sinais de que dará trabalho e Ivory parece ser o cara ideal pra carregar o piano do jogo terrestre. Os Jaguars ainda tem T. J. Yeldon no elenco, o que deve limitar as carries de Ivory nos primeiros jogos, mas sua experiência e força física devem levá-lo a titularidade com rapidez.

Para formar nosso top 3, escolhi jogadores os quais os ADPs não fazem sentido na minha visão, pois todos tem potencial para estar no top 3 de suas posições e estão sendo draftados bem abaixo, por diversos motivos. Vamos a eles:

03 – Andrew Luck, QB, Indianapolis Colts

Após uma temporada fantástica em 2014, o QB Andrew Luck desapontou muita gente em 2015. Ele foi o primeiro quarterback escolhido na maioria das ligas de fantasy, mas foi apenas o 28º QB em pontuação. Um desastre. A explicação é uma só: Luck nunca esteve 100% fisicamente em 2015, tanto é que perdeu a maioria dos jogos devido à lesões. Ele tem tudo pra dar a volta por cima em 2016 e deve figurar no top 3, o que claramente vai contra o seu ADP atual de 58,39 (5º round).

02 – Jameis Winston, QB, Tampa Bay Buccaneers

Um dos nomes mais não valorizados no mercado de QBs em 2016 é o de Jameis Winston. Ele é meu segundo atleta com maior valor em 2016, e deve ser o seu também. Winston é um quarterback que corre com a bola, o que favorece muito a pontuação nas ligas de fantasy Em 2016 ele deve explodir a sua pontuação, podendo chegar ao top 5 de sua posição, ultrapassando seus números do ano passado, de 4.042 jardas aéreas, 22 TDs aéreos, 15 interceptações, 213 jardas corridas e 6 TDs corridos. Seu ADP atual de 135,21 (12º round) não faz sentido.

1JameisWinsto

Jameis e seu novo Head Coach, Dirk Koetter, trabalhando pra marcar muitos pontos pro seu time.

01 – Kelvin Benjamin, WR, Carolina Panthers

O QB dos Panthers Cam Newton teve a melhor temporada de sua carreira em 2015, mesmo sem seu principal WR, Kelvin Benjamin, atuando. Fora da temporada com uma lesão no joelho, Benjamin deve voltar com tudo em 2016, podendo figurar no top 3 de sua posição. Jogando no ataque explosivo dos Panthers, nem a lesão sofrida no ano passado justifica o seu ADP atual de 56,36 (5º round). Drafte Benjamin sem medo, a relação de risco x retorno nesse caso é muito boa.

Fantasy Football: cinco erros mais comuns

A popularização da NFL trouxe um novo vício aos fãs brasileiros: Fantasy Football. O joguinho proporciona bastante diversão e ajuda a conhecer jogadores e times diversos, mas é desejável também vencer. Nada melhor do que derrotar aquele coleguinha de liga arrogante ou ganhar o churrasco apostado – mesmo que, em alguns casos, demorem a pagá-lo. Mesmo assim, recomendamos quitar as dívidas antes do início da próxima temporada. Fica a dica, amigos.

Enfim, para alcançar a glória no Fantasy, é obrigatório tomar decisões racionais que minimizam riscos de desastre. Entretanto, fatores como ansiedade, desconhecimento, falta de preparo e excesso de clubismo podem frustrar os planos de uma temporada bem sucedida. Para ajudar quem ainda não conhece os caminhos do sucesso, selecionamos os cinco erros mais comuns, que você certamente quer evitar.

Não conhecer o sistema de pontuação da liga

Por serem totalmente customizáveis, as ligas de Fantasy podem ter diversos sistemas de pontuação. Saber exatamente como seus jogadores vão pontuar e quais são as posições mais valorizadas é o primeiro passo para um draft e uma temporada bem sucedidos. Analisar o sistema de pontuação da sua liga é fundamental para determinar quais posições ou quais tipos de jogadores são mais valorizados. Em ligas em que é adicionado um ponto extra por cada recepção (PPR), por exemplo, os WRs tendem a ser mais relevantes que RBs, que não recebem tantos passes. Com esse tipo de pontuação, RBs que tendem a estar mais envolvidos no jogo aéreo também ganham relevância. Jogadores como Danny Woodhead e Giovani Bernard são mais importantes nesse tipo de pontuação do que em ligas em que não há bonificação por recepções. Observe também a oferta/demanda: há ligas que exigem que dois QBs estejam em seu lineup titular. Em uma liga de 12 times, seriam 24 QBs sendo utilizados todas as semanas. Como há apenas 32 times na NFL, existe uma demanda por QBs muito maior que a oferta. Nesse caso, é prudente priorizar QBs no draft para evitar ter que escalar os Geno Smiths e Blaine Gabberts que há por aí. Cada liga tem sua peculiaridade. Descubra o que proporcionará vantagem competitiva ao seu time.

Considerar as semanas de bye no draft

Vai chegar aquele momento do draft em que você já draftou cerca de quatro ou cinco jogadores e começa a olhar para a coluna das semanas de bye. Você perceberá que dois de seus WRs já draftados têm exatamente as mesmas semanas de folga. Desesperado por pensar no cenário aterrorizante de não ter jogadores para escalar, você deixará de draftar o melhor WR disponível apenas porque ele também estará em bye na mesma semana que seus dois titulares. Não faça isso. Não deixe de escolher o melhor jogador disponível no momento de sua escolha somente porque ele tem a mesma semana de folga que os jogadores que já foram draftados. Acredite: lá na semana 11 seu time será completamente diferente do que você selecionou. Pelo menos, deveria ser, ou você está fazendo algo muito errado. Contusões, baixo rendimento em campo e, até mesmo, trocas no Fantasy transformarão o seu time e a preocupação que você tinha com os byes se tornará irrelevante. Então esqueça a coluna dos byes.

Draftar Kickers e Defesas/Special teams antes dos últimos rounds

Um dos erros mais comuns e bizarros no Fantasy Football é draftar kickers e defesas antes dos últimos três rounds do draft. Na ânsia de preencher o time titular, que precisa de um K e de uma D/ST, os managers acabam deixando de draftar WRs e RBs valiosos simplesmente para que seu time esteja devidamente preenchido. Acredite: a defesa do Seattle Seahawks é maravilhosa na vida real, porém no Fantasy ela é perfeitamente substituível. Defesas dependem muito mais do adversário do que de sua própria qualidade. Você prefere escalar a espetacular defesa do Denver Broncos contra o maravilhoso ataque do Arizona Cardinals, que teve média de mais de 30 pontos por jogo em 2015, ou prefere escalar uma defesa mediana, como a do New England Patriots, contra um ataque horroroso como o do Los Angeles Rams? Pode acreditar que é possível conseguir uma defesa como a do Patriots nos free agents. E ainda você terá o bônus de não ter passado algum jogador ofensivo relevante em rounds do meio do draft. Kickers não merecem nenhum tipo de argumento para que não sejam draftados cedo, porque kickers não são gente. Pergunte para um torcedor do Minnesota Vikings.

Também vale torcer para seu RB não engordar.

Também vale torcer para seu RB não engordar.

Desconsiderar propostas de troca

Há ligas em que é quase impossível que aconteça uma troca. Com medo de estar fazendo péssimos negócios ou com apego excessivo a seus jogadores, os managers não chegam nem a negociar trocas, o que elimina um dos aspectos mais divertidos de uma liga de Fantasy. Trocas são saudáveis e podem ajudar a consertar um draft equivocado ou melhorar um time que já é bom. Todos querem levar vantagem nas trocas, e é por isso que elas acontecem, mas tente enviar propostas justas que possam ao menos iniciar uma negociação. Oferecer Matt Ryan e Torrey Smith por Cam Newton e Allen Robinson é absurdo e faz com que você possa ser ridicularizado perante seus colegas de liga. Não deixe de ridicularizar o amigo que oferecer uma troca semelhante. Faça trocas, ou pelo menos negocie.

Ser clubista

Esquecer o seu time de coração talvez seja uma das tarefas mais difíceis quando se trata de Fantasy Football. Como um bom apaixonado, você vai querer ter a maior quantidade possível de jogadores do seu time. Isso não é uma boa ideia. Imagine o seguinte time: QB Aaron Rodgers, WR Jordy Nelson, WR Randall Cobb, RB Eddy Lacy, RB James Starks, TE Jared Cook, K Mason Crosby, D/ST Packers. Um torcedor do Green Bay Packers acharia lindo, mas não é. Além de ser praticamente impossível de ser colocada em prática, essa não é a forma mais inteligente de se construir um time. Imagine um dia em que o Green Bay Packers não esteja inspirado e anote apenas 10 pontos em um jogo: você provavelmente perderá. Imagine agora um dia em que Aaron Rodgers e Jordy Nelson estão on fire e, juntos, combinaram para três TDs: provavelmente seus outros Packers não terão pontuação alta e você terá sempre o seu teto de pontuação limitado. O clubismo se manifesta no Fantasy também a partir do ódio. Um torcedor do NY Giants odeia, com toda a razão, o Dallas Cowboys. O desprezo por tudo aquilo que lembra vagamente aquela estrela maldita poderá fazer com que ele perca a chance de draftar jogadores como Dez Bryant ou Tony Romo no momento certo. Controle seu ódio, amigo! Ou pelo menos tente.

Fantasy Football: um guia

Fantasy Football: tá aí um negócio que vicia! E se você clicou neste texto, das duas uma: ou você já é um viciado, ou vai ser. Não há escapatória. Estamos falando de um jogo datado dos anos 60, criado nos EUA e que hoje move não somente milhares de pessoas, como milhares de dólares; anualmente a indústria do fantasy football movimenta aproximadamente US$ 5 bilhões.

Mas o que é esse jogo afinal? Se você é brasileiro, provavelmente já ouviu falar no Cartola FC, um jogo em que você escala um time com os jogadores de futebol e os pontos que você faz no jogo são baseados no que os atletas produzem no jogo real. É bacaninha. O fantasy football segue o mesmo raciocínio, até porque o Cartola FC foi lançado muito depois e com certeza baseado no fantasy de futebol americano.

Mas fantasy é muito melhor, acreditem. Por que achamos isso? Porque no Cartola FC todo mundo pode ter, por exemplo, o Gabigol, o Ganso, o Gabriel Jesus, etc. No fantasy, somente uma pessoa da liga pode ter o Antonio Brown, o Larry Fitzgerald, o Cam Newton. Além disso, os confrontos são sempre diretos. O objetivo não é fazer mais pontos que todo mundo e sim mais pontos que o seu adversário da semana, classificar-se aos playoffs, e levantar o caneco no jogo final. Isso torna a disputa bem mais interessante.

Agora vamos direto ao ponto: isto é um guia para os iniciantes deste jogo e um complemento para os que já jogam. Quando comecei a jogar fantasy, em 2009, não tinha a menor ideia de como funcionava e a maioria dos textos que encontrei sobre o assunto na internet eram em inglês. Então vamos lá!

A TEMPORADA DE FANTASY

O fantasy começa antes da temporada regular da NFL. Isso porque a primeira parte é a criação de uma liga e o cadastro dos times que vão disputá-la. Existem diversos sites que proporcionam ligas de fantasy de forma gratuita. Recomendamos os seguintes: Yahoo, NFL, ESPN e CBS. Você pode criar uma liga e convidar seus próprios amigos (mais legal e recomendado) ou você pode entrar em uma liga pública. As ligas variam de 6 a 20 pessoas, mas a grande maioria é composta por 10 a 12 membros, o que não deixa os times nem muito fortes, nem muito fracos. São consideradas ligas Standard (padrão).

Depois, é necessário marcar o dia e hora do Draft, que é feito online através uma plataforma do site que você escolheu para criar sua liga. O Draft é realizado sempre antes da temporada regular começar, normalmente após a 3ª semana da pré-temporada. É possível realizar o Draft depois do início dos jogos oficiais da NFL, porém as pontuações e confrontos entre os times só contarão a partir dali. O draft-day é o dia mais importante do fantasy, pois é nele que você vai escolher seu time para o ano todo, tanto titulares quanto reservas.

Com seu time montado, a liga gera um calendário e a cada semana você joga um confronto contra outro time. Normalmente a temporada regular do fantasy tem 13 ou 14 semanas. Isso porque as ligas de FF devem terminar antes dos playoffs da NFL, visto que apenas 12 times o disputam. As semanas 14, 15 e 16 normalmente são jogados os playoffs do fantasy (com quatro ou seis times classificados, normalmente), sendo que na semana 16 ocorre o Fantasy Super Bowl. Ele também pode ser jogado na semana 17, mas as ligas evitam isso, pois alguns times da vida real começam a poupar alguns atletas para os playoffs da NFL.

IMAGEM 1

Durante a temporada, os times podem trocar atletas entre si. Também é possível contratar jogadores que não foram escolhidos, mantendo sempre o número máximo de atletas por time (geralmente 15 ou 16). E claro, como bom general manager, você vai mandar alguns atletas embora, perder outros por lesão, suspensão, aposentadoria, etc.

No final, o que importa é tirar sarro dos perdedores ou pagar o churrasco que você apostou com os amigos.

AS LIGAS, PONTUAÇÕES E POSIÇÕES DE FANTASY FOOTBALL

Basicamente existem três tipos de ligas que você pode montar. Abaixo vou explicar cada uma delas:

Head-to-head: Essa é a liga mais comum, na qual os times se enfrentam em temporada regular (13 a 14 semanas) e depois nos playoffs (duas ou três semanas). A liga dura um ano e, no ano seguinte, você faz o draft do seu time todo de novo, sem manter jogadores do ano anterior.

IMAGEM 2

Keepers: Neste tipo de liga, você poderá manter no próximo ano um número pré-programado de jogadores do seu time desse ano.

Dynasty: Nas ligas Dynasty, você mantém o seu time de ano a ano, trocando apenas jogadores que você quiser, e selecionando novos através do rookie draft (draft dos calouros).

Para rodar uma liga de fantasy, você precisará escolher um sistema de pontuação e posição dos atletas. Abaixo estão as mais comuns:

Standard: Essa é a liga básica de fantasy, sem nenhuma alteração na pontuação. As posições dos times normalmente são compostas por 1 QB, 2 WR (ou 3 WR), 2 RB, 1 FLEX (WR ou RB), 1 TE, 1 K, 1 DEF, 6 reservas.

PPR: As ligas PPR (points per reception), como o próprio nome já diz, dão pontos extras por recepção. Em todas as ligas, os atletas recebem pontos pelas jardas que recebem/correm, mas somente nas ligas PPR eles recebem pontos apenas pela recepção (mesmo que ela seja negativa ou para 0 jardas). As posições são as mesmas da liga standard.

IDP: As ligas standard e PPR não contemplam jogadores de defesa individuais. Você seleciona uma defesa/special teams completo, ou seja, não pode ter o JJ Watt ou o Richard Sherman. As ligas IDP (individual defensive player) são mais completas, pois você escolhe não somente os jogadores de ataque, mas também o de defesa. As posições dessa liga são, via de regra, as seguintes: 1 QB, 2 WR (ou 3 WR), 2 RB, 1 FLEX (WR ou RB), 1 TE, 1 K, 2 LB, 2 DB, 2 DL, 10 reservas.

Abaixo está o sistema de pontuação mais tradicional:

Jogadores de ataque

1 ponto a cada 25 jardas passadas;

1 ponto a cada 10 jardas corridas;

1 ponto a cada 10 jardas recebidas;

6 pontos a cada touchdown recebido;

6 pontos a cada touchdown corrido;

4 pontos a cada touchdown passado;

-2 pontos a cada interceptação;

-2 pontos a cada fumble perdido;

Kickers

1 ponto a cada extra point feito;

3 pontos a cada FG feito de 0-39 jardas;

4 pontos a cada FG feito de 40-49 jardas;

5 pontos a cada FG feito de 50 ou mais jardas;

DEF/ST

2 pontos por cada interceptação feita;

2 pontos por cada fumble recuperado;

1 pontos por sack;

2 pontos por safety;

2 pontos por FG bloqueado;

6 pontos por touchdown feito pela defesa ou special teams;

2 pontos por extra point retornado;

10 pontos por não ceder nenhum ponto ao adversário;

7 pontos por ceder de 1-6 pontos ao adversário;

4 pontos por ceder de 7-13 pontos ao adversário;

1 ponto por ceder de 14-20 pontos ao adversário;

0 pontos por ceder de 21-27 pontos ao adversário;

-1 ponto por ceder de 28-34 pontos ao adversário;

-4 pontos por ceder 35 ou mais pontos ao adversário;

DRAFT DAY, O DIA MAIS IMPORTANTE DO ANO!

Para todo jogador de fantasy, o draft é o dia mais importante do calendário. Isso porque ele é a base para a montagem do seu time. Muitas vezes após o draft já sabemos quais times irão brigar pelo título.

O draft client normalmente abre 30 minutos antes do dia e hora marcada pelo comissário de sua liga. A ordem de escolha é randomizada e o draft é feito no sistema snake, ou seja, o primeiro time a escolher na rodada 1, é o último na rodada 2, e assim por diante. Isso deixa os times equilibrados e a escolha justa. Também é possível fazer um auction draft, que funciona como um leilão, onde os jogadores tem um valor em moeda virtual pré-definido para gastar nos jogadores, sendo que as grandes estrelas custam mais caro e os jogadores menos requisitados, mais barato.

Algumas verdades sobre o draft:

  • A posição de escolha não importa muito, é possível fazer times bons draftando de qualquer posição;
  • Antes do draft, verifique jogadores que tem potencial para estourar no ano em questão, ou que foram muito mal no ano passado, mas que estão agora em situações melhores. Normalmente eles sobram para as rodadas finais do draft e acabam sendo de grande valor para o seu time;
  • Os rankings de jogadores pré-definidos dos sites de fantasy fazem sentido. Ou seja, se você é novo no negócio, vá se baseando nele;
  • NUNCA, JAMAIS, EM HIPÓTESE ALGUMA escolha um kicker ou uma defesa nos primeiros rounds. Isso é uma tolice sem tamanho. Use sempre os dois últimos rounds pra escolher essas posições. Mas não é nenhum absurdo selecionar essas posições a partir do round 10, porém não recomendamos.
  • As cinco primeiras escolhas são as mais importantes e devem equilibrar as principais posições de um time de fantasy (WR e RB). Existem algumas exceções na posição de TE (Rob Gronkowski, Jordan Reed e Greg Olsen, por exemplo) e QB (Cam Newton, Aaron Rodgers, entre outros), mas o principal é reforçar o corpo de recebedores e corredores.
  • Fantasy é questão de valor: em 2014 joguei uma liga em que um manager draftou o QB Aaron Rodgers com a 4ª escolha do 3º round. Essa foi uma escolha de valor e oportunidade, visto que naquele ano o Rodgers vinha saindo em vários mocks que fiz, no round 2 e até mesmo no round 1.
  • Faça vários mock drafts antes do draft real: mock draft é uma simulação de um draft real, com pessoas reais. Quando chega o mês de julho faça alguns, mas em agosto faça um intensivo. Faça teste em posições de começo, meio e fim de draft. Isso ajuda a “prever” o draft, dando uma vantagem competitiva em relação aos outros managers despreparados. Um site recomendado é o Fantasy Football Calculator.

Abaixo um pedaço de um mock draft que fiz. São os primeiros cinco rounds, estou na posição 6.

IMAGEM 3

  • Fique atento às notícias: é uma vantagem competitiva saber que jogadores estão vindo de lesão, quais estão se recuperando bem, quais trocaram pra times com situação ideal, etc. Para quem não se lembra, em 2011 o astro RB Adrian Peterson sofreu uma séria lesão. Em 2012, muitos diziam que ele não estava bem, mas algumas reportagens sinalizavam uma recuperação boa. Um dos meus colegas de fantasy o escolheu na 11ª rodada do round 2 e o RB acabou tendo a melhor temporada de sua carreira naquele ano. É bom lembrar que AP era considerado top 3 de escolhas em todos os outros anos (anteriores e posteriores à lesão).
  • O inverso também é verdadeiro: uma pessoa não muito atenta às notícias de que Peyton Manning já não parecia mais o velho xerife em 2015, acabou drantando-o no round 5 de seu draft (5º QB draftado). Manning finalizou a temporada como a pior de sua carreira em números e não entrou nem no top 12 de QBs.
  • Não seja clubista: sou fã e torcedor dos Cardinals. Nem por isso escolhi Kevin Kolb como meu QB quando ele foi contratado pelo meu time. Isso pode destruir sua temporada. Escolha jogadores do seu time, se eles caírem pra você na posição ideal.
  • Escolha jogadores em situação favorável: Em 2012 o QB Peyton Manning assinou um contrato para jogar pelo Denver Broncos. Essa movimentação deixou o WR Demaryius Thomas em situação favorável, visto que ganhou no seu time um grande passador. Ele teve uma temporada fantástica, com 94 recepções, 1.434 jardas e 10 touchdowns.
  • O time ideal completo, com titulares e reservas, geralmente tem 2 QBs, 5 WRs, 5 RBs, 1 TE, 1 K, 1 DEF. Nas 10 primeiras rodadas o ideal é ter 1 QB, 4 WR, 4 RB e 1 TE. As outras rodadas são de ajuste.

Essas dicas são já um bom começo pra quem vai estrear no fantasy. Certa vez, um amigo nosso, hoje integrante DESTE SITE, draftou dois QBs nos três primeiros rounds da liga. Se ele tivesse lido essas dicas, isso não teria acontecido!

TROCAS, FREE AGENCY E WAIVERS

O draft é muito importante, mas é óbvio que é possível salvar uma temporada com trocas, waiver e free agency. Mas como funcionam essas movimentações?

TROCAS: As trocas são simples e intuitivas e devem ser baseadas nas necessidades dos times. No ano passado escolhi Peyton Manning no draft. Na semana 4, insatisfeito com minha escolha, propus uma troca a um outro time: eu enviei Peyton Manning (QB), Charles Clay (TE) e Alfred Morris (RB) e recebi Cam Newton (QB), Gary Barnidge (TE) e Nelson Agholor (WR), ou seja, enfraqueci minha posição de TE e RB para obter um ganho em QB. Esse ganho acabou se tornando excelente, pois Cam Newton teve uma temporada histórica e os outros envolvidos na troca não fizeram diferença no campeonato.

IMAGEM 4

Lembrando que, se a troca for propositadamente injusta (Ex: trocar um kicker pelo melhor QB ou RB do jogo), ela pode ser vetada pelo comissário ou pelos membros da liga. Por esse motivo, toda troca passa por um período de aprovação.

FREE AGENCY: Todos os jogadores que não são escolhidos no draft ficam em um local chamado free agency. Eles podem ser contratados por qualquer equipe após o período de waivers (que será explicado abaixo). Essa contratação é momentânea: você dispensa um jogador do seu time, e contrata outro da free agency. Lembrando que o jogador que você dispensa vira um waiver, e pode ser contratado por outra equipe. Usamos a free agency por diversos motivos, como lesões, reposição de semanas de folga (bye week – cada time tem 1 por ano e seu jogador não joga), selecionar um jogador que está indo bem, etc. Em 2014, nosso colega de site Ivo puxou o Odell Beckham Jr direto da free agency. OBJ estava lá, pois iniciou a temporada lesionando, estreando apenas na semana 5. Ele terminou o ano com 91 recepções, 1.305 jardas e 12 touchdowns.

IMAGEM 5

WAIVERS: O waiver é uma ferramenta do fantasy que trava o jogador na free agency, deixando-o ser escolhido através de uma ordem de prioridade. Quando o jogo de um jogador começa, ele automaticamente vira um waiver até o fim da rodada. Isso porque ele pode se destacar muito, fazendo que todos os managers o queiram em seu time. Caso você queira aquele jogador, você coloca uma waiver claim nele, que roda basicamente na quarta-feira pela manhã e, se você tiver a prioridade, vai tê-lo em seu time. Existem dois tipos de waivers:

  • Standard: Após o draft, o jogador com a escolha 12 é o número 1 na prioridade do waiver e assim por diante. Assim que esse jogador utilizar sua prioridade a primeira vez, ele vai para o fim da fila. Nesse caso, é necessário usar o waiver com cautela, e apenas se extremamente necessário, afim de guardar a prioridade pra uma “escolha certa”.
  • Inverse Order of Standings: Após o fim da primeira semana, a prioridade do waiver passa a ser do último time na tábua de classificação. Se, na segunda semana, esse time continuar em último, a prioridade continua dele, mesmo que ele já tenha usado na semana 1.

Em 2015, o RB Marshawn Lynch, dos Seahawks, sofreu uma lesão que o afastou da temporada. Essa era a situação perfeita para que o RB reserva Thomas Rawls virasse uma máquina de fantasy points. Pensando nisso, o Ivo usou a prioridade que tinha nos waivers para contratá-lo:

IMAGEM 6

ESPECIALISTAS E RANKINGS

Existem alguns especialistas em fantasy, que dão dicas durante a temporada e fazem rankings pré-draft e semanais. Você pode seguir alguns deles no Twitter ou até mesmo procurar essas listas de quem escalar durante a temporada em sites especializados (NFL, Yahoo, Rotoworld). Aqui você encontra algumas listas de TOP 200 para a temporada:

@JameyEisenberg (CBS);

@MatthewBerryTMR (ESPN);

@Michael_Fabiano (NFL);

Ao longo da temporada, seguiremos com palpites furados, seja sobre fantasy ou NFL. Caso queiram mandar perguntas, dicas, tirar dúvidas de escalação e draft, fiquem à vontade e entrem em contato pelo Twitter!