Análise Tática #1 – As melhores e piores jogadas da semana

14/set/16


TD mais longo da história do New Orleans Saints

Como a jogada começava na linha de 2 jardas, o Saints optou por incluir um jogador de linha ofensiva a mais no lado direito da linha, ficando com seis bloqueadores, um TE, dois WRs e um RB em campo. Com a linha ofensiva do Saints congestionada, principalmente do lado direito, e acreditando que Brees entregaria a bola para a corrida do RB, o Raiders deixou oito jogadores próximos à linha de scrimmage, para evitar o avanço terrestre. Apenas dois CBs ficaram na marcação individual dos WRs e um safety ficou posicionado do lado esquerdo do ataque.

cooks1

Cooks, na parte de baixo da imagem, não teve grandes dificuldades de se livrar do marcador. O safety, que antes do snap estava posicionado do lado esquerdo do ataque do Saints, deu alguns passos em direção ao meio do campo, o que foi o estopim para que Brees decidisse para onde lançaria a bola.

cooks2

Quando perceberam que não se tratava de jogo corrido, os LBs do Raiders recuaram para fazer a cobertura do passe, o que foi completamente inútil, já que não havia jogadores do Saints no meio do campo. Com um jogador a mais na linha ofensiva e com os LBs todos na cobertura do passe, Brees não chegou nem perto de ser pressionado. Quando o safety conseguiu fazer a leitura da jogada e voltar para o lado esquerdo, Cooks já tinha conseguido uma jarda de vantagem sobre o CB.

cooks3

Quando recebeu o passe, Cooks já estava a duas jardas do marcador. O safety, que determinou o destino da jogada com sua leitura equivocada, não teve velocidade para alcançar o veloz recebedor do Saints.

cooks4

E então foi só comemorar e entrar para a história: Brandin Cooks quebrou o recorde de TD mais longo do New Orleans Saints. Foram 98 jardas, conquistadas sem muito esforço, em um passe perfeito de Drew Brees.

cooks5

Garantindo a derrota

Terrance Williams foi extremamente criticado por uma jogada estúpida nos últimos segundos do jogo do Dallas Cowboys contra o New York Giants. Com apenas 12 segundos no relógio, Dallas estava na linha de 45 jardas do próprio campo e precisava de um avanço de mais ou menos 15 jardas para ter uma chance real de chutar o FG da vitória. Além disso, como não tinha mais tempos para pedir, precisava que o recebedor saísse de campo para parar o relógio. Por isso, três dos quatro recebedores que estavam em campo tinham rotas em direção à lateral.

dallas1

Quando recebeu o passe de Dak Prescot, Williams estava na linha de 48 jardas do campo do Giants e ainda havia 10 segundos no relógio. Com um marcador à sua frente e aparentemente afetado por um caso raro de diarreia mental, Williams optou pelo avanço pela rota em vermelho e sofreu o tackle quase em cima da linha de 40 jardas, dentro de campo, o que fez com que o relógio continuasse correndo.

Se considerarmos que Williams foi derrubado quando ainda faltavam sete segundos para o fim do jogo e que talvez esse fosse o mesmo tempo que ele levaria para sair do campo e parar o relógio, dá pra imaginar que Dallas teria a bola em mãos, na linha de 45 jardas do Giants, com a possibilidade até de fazer outra jogada rápida para diminuir a distância do chute. Na pior das hipóteses, Dan Bailey teria que tentar um FG de 62 jardas, que é muito difícil, mas não é impossível, considerando que o recorde da NFL de FG mais longo é de 63 jardas.

dallas2

O também WR Dez Bryant, obviamente uma pessoa com maior capacidade mental, quase enlouqueceu tentando indicar o caminho correto para seu companheiro cuja inteligência é reduzida.

dallas3

No final da história, Williams acabou caindo na linha de 41 jardas, o relógio correu e o jogo acabou, para a felicidade das pessoas de bem que torcem para o New York Giants.

dallas4

 E um TD bonito para seguir acreditando no football

Charles Sims, RB do Tampa Bay Buccaneers, foi o responsável por um dos TDs mais bonitos da semana 1 da NFL, no jogo contra o Atlanta Falcons. Na linha de 23 jardas do campo de ataque, o Bucs colocou em campo um RB, Sims, e quatro recebedores. Com exceção do jogador próximo a linha de scrimmage, do lado esquerdo, que fez um bloqueio e depois correu para uma rota curta, os recebedores tinham todos rotas em profundidade. Como optou por não mandar nenhum jogador para blitz, todos os LBs e jogadores da secundária do Falcons voltaram para a marcação do passe em profundidade.

sims1

Com todos os recebedores bem marcados e com um vazio enorme no meio do campo, o QB Jameis Winston optou por lançar a bola para seu RB, que estava completamente sozinho na linha de 20 jardas.

sims2

Quando recebeu a bola, Sims foi imediatamente marcado por quatro jogadores do Falcons, sem contar o jogador no começo da endzone. Ou seja, entre Sims e o TD, havia cinco jogadores do Falcons.

sims3

Em uma aula de como não efetuar um tackle, os quatro Falcons que estavam cercando Sims conseguiram levar um corte vergonhoso e permitiram a passagem do RB do Bucs.

sims4

A partir daí, foi só aproveitar o bom bloqueio do TE Austin Seferian Jenkins, superar o último atleta do Falcons incapaz mentalmente e comemorar o TD.

sims5

Tags: , , , , , , ,

COMPARTILHE